Guerra comercial EUA-China, projeção reduzida do PIB e quebra de sigilo do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) são os destaques de capa dos grandes jornais

Guerra comercial EUA-China, projeção reduzida do PIB e quebra de sigilo do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) são os destaques de capa dos grandes jornais.

A decisão da China em responder às taxações de seus produtos pelo presidente Temer, também taxando produtos norte-americanos, retroalimentando a guerra comercial e fazendo as Bolsas caírem pelo mundo, está na manchete de dois dos maiores jornais do país: Estadão e Valor Econômico. “China e EUA acirram guerra comercial e derrubam bolsas. No Brasil, Ibovespa fechou no pior patamar desde janeiro; dólar bateu nos R$ 4”, é a do Estadão. “China taxa produtos dos EUA e agrava o conflito comercial. Após o fracasso da última rodada de negociações entre Estados Unidos e China, o conflito comercial entre as duas maiores economia se intensificou ontem. O impasse fez os mercados acreditarem que o conflito vá se arrastar por meses. As bolsas de valores das principais economias sofreram fortes perdas”, detalha a do Valor Econômico.

Ainda no campo econômico, mas, focando a situação brasileira, a Folha realça, em sua manchete, a decisão do governo em reduzir a projeção do PIB e a possibilidade de haver novo corte no Orçamento. “Governo reduz projeção do PIB e pode cortar R$10 bi. Revisão do crescimento da economia levará a bloqueio adicional no Orçamento”, conta a manchete de capa da Folha.

Enfim, em O Globo, salienta a decisão da justiça em quebrar o sigilo do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), em decorrência de inquérito que apura relações financeiras entre o filho do presidente e assessores. “No rastro do dinheiro. Justiça quebra sigilo de Flávio, Queiroz e mais 93. Pedido de Ministério Público inclui familiares, ex-funcionários e empresas”, diz a manchete de capa do O Globo.

Receba todas as novidades do Anexo6diretamente em seu email


Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notifique-me de
Fechar Menu