GRANDE MÍDIA IMPRESSA 15.04.2022

GRANDE MÍDIA IMPRESSA 15.04.2022: Pastor acusado de pedir propina esteve 35 vezes no Palácio do Planalto. Morte de policiais atinge menor índice em 30 anos em SP.

*Manchetes do dia*:

“Pastor acusado de pedir propina esteve 35 vezes no Palácio do Planalto. Governo recua de decisão sobre sigilo; Arilton Moura manteve visitas após início das investigações” *Manchete de capa do O Globo*.

“Morte de policiais atinge menor índice em 30 anos. PM de São Paulo registra queda recorde de agentes assassinados em serviço” *Manchete de capa da Folha*.

“Pastor do gabinete paralelo do MEC esteve 35 vezes no Planalto. Ele é suspeito de pedir propina para liberar verba” *Manchete de capa do Estadão*.

“Suggar daddy persegue e ameaça universitária após o fim da relação. ” *Manchete de capa do Correio Braziliense*.

“Reencontro. Após dois anos isolados pela pandemia, fieis voltam a celebrar presencialmente a semana santa em todo o estado.” *Manchete de capa do Estado de Minas*.

“Homicídios têm alta em março no RS em meio a conflito entre facções. *Manchete de capa do Zero Hora*.

“Corrupção no MEC. PGR pressionada a derrubar sigilo das reuniões de Bolsonaro. *Manchete de capa do Diário de Pernambuco*.

Destaques da Economia na Grande Mídia CLIQUE AQUI

*Editoriais do dia*:

_*FOLHA*_

Nas sombras. Sob pressão, governo divulga a contragosto idas de pastores do MEC ao Planalto”

“PM mais segura. Uso de câmeras nos uniformes pode reduzir mortes de civis e também de policiais.”

_*O GLOBO*_. 

“É preciso interromper a tragédia humanitária na terra ianomâmi. …presidente e ministros poderiam se esforçar para interromper a tragédia humanitária que se abate sobre os ianomâmis e envergonha o país.

“Sigilo de dados no governo Bolsonaro atinge nível absurdo. O caso dos pastores do MEC levanta a suspeita de que haja também outros motivos para tanto segredo..”

*ESTADÃO*_

“Ciro Nogueira, o intocável. Envolvido nas suspeitas de corrupção no MEC, ele já deveria ter sido exonerado. Se continua na Casa Civil, é sinal de que sua conduta tem a aprovação de Bolsonaro”

“Quem paga a greve no setor público. A reação de diversas categorias ao aumento que Bolsonaro havia prometido apenas a policiais já começa a prejudicar áreas importantes, de importações a serviços.” 

“Marcha lenta no primeiro bimestre. Consumidores continuaram contidos e atividade industrial permaneceu em crise nos primeiros dois meses.”

Bolsa de Valores

Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou a quinta-feira, 14, em queda de -0,51%, a 116.182 pontos. O dólar terminou o dia em alta de 0,43%, a R$ 4,69.

Leia: Destaques da Grande Mídia Impressa.

Notícias sobre Turismo

Sinopse Anexo 6 edição 1146 – Ano IV – Sérgio Botêlho

You may also like

Inscreva-se
Notifique-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments