Governo francês nega homenagem a Marechal Pétain, colaborador do nazismo

O governo francês nega que vá prestar alguma homenagem ao Marechal Pétain, acusado de colaboração com o nazismo, durante a Segunda Guerra Mundial, no próximo sábado, 10, quando das

Foto da WikipédiaO governo francês nega que vá prestar alguma homenagem ao Marechal Pétain, acusado de colaboração com o nazismo, durante a Segunda Guerra Mundial, no próximo sábado, 10, quando das comemorações de aniversário da Primeira Guerra Mundial, em que Pétain teve participação importante.

Segundo a Rádio França Internacional (RFI), “‘apenas os marechais sepultados no monumento parisiense do Hôtel National des Invalides’, que hoje abriga uma necrópole militar e museus, serão lembrados em homenagem no próximo sábado. Pétain está enterrado em um cemitério na região de Vendée, no oeste do país”.

Pétain assumiu o governo francês em 1940, depois de ter participado de forma positiva, para a França, na Primeira Guerra, especialmente na Batalha de Verdun. Com a invasão da França pela Alemanha, Pétain passou a colaborar com o nazismo. Após a Segunda Guerra, foi julgado por traição, condenado à morte, e, não executado, em virtude do heroísmo na Primeira Guerra.

Da redação, com informações da Rádio França Internacional

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.