Governistas e oposicionistas no Congresso: quantos são, de cada lado?

Crédito da foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

Sérgio Botêlho

Quem se dispuser a mensurar os contingentes governistas e oposicionistas no Congresso Nacional vai esbarrar numa grande dificuldade. Os números estão bem misturados e desconjuntados, com influência fortíssima na política.

Na verdade, a identificação de quem realmente é governo e de quem é oposição parece mesmo se situar no campo das impossibilidades, neste momento, segundo contadores oficiais dedicados à tarefa.

Houve um primeiro teste, naquela votação sobre sigilo a documentos públicos, quando deu oposição, e o governo foi instado a revogar decreto ampliando número de servidores que podiam impor sigilos a atos governamentais.

Embora indicativo, não é, contudo, fato derradeiro para a contagem, principalmente a preocupar os que estão interessados na aprovação da reforma da Previdência e outros projetos governamentais, como o pacote anticrime.

Semana que vem começa para valer o ano legislativo, quando as contas seguirão sendo feitas e refeitas. Pelos sinais de hoje, entretanto, não há prazo para essas identificações serem concluídas. Nem é possível saber, realmente, se haverá alguma conclusão no correr do ano.

 

Receba todas as novidades do Anexo6diretamente em seu email


Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notifique-me de
Fechar Menu