Ibovespa inicia a semana em forte queda de 1,52%

Segundo especialistas, as chances de embargo ao petróleo russo fez o preço da matéria prima disparar, causando a forte queda de 1,52% da bolsa de SP

O Ibovespa começou a semana acompanhando o mau humor no exterior, com investidores pessimistas em relação aos preços de energia, reflexo do conflito Rússia-Ucrânia, segundo analisa o portal Infomoney. 

As chances de um embargo ao petróleo russo, como uma forma de sanção ao país de Vladimir Putin, fez o preço da matéria-prima disparar e reforçou temores sobre uma escalada da inflação global, diz o site. 

O Ibovespa fechou em baixa de 2,52%, aos 111.593 pontos, depois de oscilar entre 111.139 e 114.529. O volume financeiro foi de R$ 38,4 bilhões. Foi a maior queda diária do Ibovespa desde 26 de novembro do ano passando (quando o índice recuou 3,39%.

Rodrigo Franchini, sócio da Monte Bravo, explica que a queda de hoje foi acentuada pelas blue chips, ações de maior peso do índice, em especial a Petrobras. A disparidade de preços praticados pela estatal em relação a seus pares internacionais aumenta temores de uma postura mais intervencionista do governo. “Infelizmente estamos tendo viés político em cima da Petrobras”, destacou Franchini. As ações ON e PN da petroleira recuaram, respectivamente, 7,65% e 7,10%.

Edição do Anexo 6: Sérgio Botêlho Destaques da Economia na Grande Mídia CLIQUE AQUI Acesse aos DESTAQUES DA GRANDE MÍDIA IMPRESSA, DIA A DIA

You may also like

Inscreva-se
Notifique-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments