Forças Armadas obedecem Constituição, diz Defesa; MPF investiga atos

Forças Armadas obedecem Constituição, diz Defesa; MPF investiga atos. Esses são destaques da grande mídia, nesta terça-feira, 21 de abril de 2020, na seção DESTAQUES DA GRANDE MÍDIA IMPRESSA, do Anexo 6.

*DESTAQUES DA GRANDE MÍDIA IMPRESSA*

🖋 Edição: _Sérgio Botêlho_

📃 *Manchetes do dia*:

“Forças Armadas obedecem à Constituição, afirma Defesa. Procurador-geral pede inquérito, mas não inclui Bolsonaro entre alvos.” *Manchete de capa do O Globo*.

“PGR pede inquérito para investigar autoria de atos pró-ditadura. Augusto Aras quer apurar ‘atos delituosos’ em manifestação realizada em frente a QG do Exército; Bolsonaro, segundo procurador-geral, não é alvo do pedido.” *Manchete de capa do Estadão*.

“Governo de SP prepara plano para reabertura da economia. Medidas serão implementadas em fases a partir de 11 de maio, com ‘quarentenas heterogêneas’ .” *Manchete de capa da Folha*.

“Brasília, 60 anos: sob o céu que nos protege. ” *Manchete de capa do Correio Braziliense*.

📃 *Destaques de capa*:

_O GLOBO_

“EM MANAUS, A ESCOLHA POR QUEM VAI OU NÃO RESPIRAR. ‘TEMOS DE ESCOLHER QUEM RESPIRA’, DIZ ENFERMEIRA DE HOSPITAL EM MANAUS”.

“Teich defende saída ‘planejada e progressiva’ da quarentena. COM 46 MILHÕES DE TESTES, TEICH QUER SAÍDA PLANEJADA”.

“Petróleo fecha no vermelho nos EUA pela primeira vez. Petróleo fecha abaixo de US$ 0 pela 1ª vez. Produtores pagam para se desfazer do produto”. 

“‘Durmo 3 horas por dia e já perdi 9 quilos. Estamos num furacão’. ‘A SENSAÇÃO É DE IMPOTÊNCIA’, DIZ INTENSIVISTA DO GAZOLLA, NO RIO”. 

“Preço de funerais por Covid-19 sobe com serviços não prestados”.

“Caixa antecipa pagamento da 2ª parcela do auxílio emergencial. Pagamento vai começar na quinta-feira e se estender até semana que vem, de acordo com o mês de nascimento. Presidente do banco diz que adiantamento é para minimizar demora. Muitos trabalhadores ainda não receberam a primeira cota”.

“Uma cidade menos poluída e mais limpa. Redução do trânsito faz poluente cair até 91%, lixo nas ruas diminui 24% e hotéis só têm 5% de ocupação”.

“Revogada MP do Programa Verde-Amarelo. Presidente diz que vai editar nova proposta para tratar dos contratos de trabalho durante o enfrentamento à Covid-19”. 

“Governo libera crédito a micro e pequenas. Taxas de juros na nova modalidade de empréstimos variam entre 1,19% e 1,59% ao mês, com carência e prazo de pagamento de 24 a 36 meses. Valor vai de R$ 12.500 até R$ 125 mil, dependendo do capital de giro”. 

“Merval Pereira: Um presidente que não aceita controle algum”.

“Míriam Leitão: Bolsonaro repete caminho trilhado por Hugo Chávez”.

“Militância bolsonarista usa táticas da eleição na pandemia”.

_ESTADÃO_

“Bolsonaro recua e baixa o tom após pedido de militares. Em nota, Ministério da Defesa diz que Forças Armadas trabalham para ‘manter a paz e a estabilidade’, de acordo com a Constituição”.

“Valor de barril de petróleo derrete nos Estados Unidos. Contratos para entrega do produto em maio negociados na Bolsa americana caíram 305,9% e, pela primeira vez na história, fecharam no campo negativo – de menos US$ 37,63; parada da atividade econômica e excesso de estoques, como reflexo do coronavírus”.

“’Bolsonaro só sai a bala’. Enquanto Bolsonaro sobe o tom contra os outros Poderes, Roberto Jefferson diz que há tentativa de impeachment em curso e afirma: “Para derrubar Bolsonaro, só se for a bala”. 

“BC sinaliza novo corte da Selic após retomada no crédito. Ao participar da série ‘Estadão Live Talks’, Campos Neto também rechaça possibilidade de o governo adotar medidas de controle de capitais”. 

“SP vai reabrir economia a partir de 11 de maio de forma gradual”.

“‘Caçadores do vírus’ em favela do Rio. Voluntários fazem limpeza de vielas do Morro Santa Marta, na zona sul do Rio. Moradores se uniram e, com doações, começaram o trabalho na comunidade”.

“Comissão suspende teste da Prevent com hidroxicloroquina. Estudo de operadora foi suspenso por órgão de ética em pesquisa, que pediu explicações aos médicos sobre possíveis irregularidades”.

“Planos querem vetar inadimplentes. Operadoras questionam termo proposto pela ANS, que permite negociar atrasados até 30 de junho, e ainda buscam anular multas”. 

“Eliane Cantanhêde: Reação, firme e resoluta, é o que se espera agora dos líderes militares, diante não apenas da Nação, mas da história.”. 

“Moisés Naím: O atual grupo de líderes políticos mundiais é, com algumas exceções, patético e preocupante.”.

“Fernando Reinach: O segredo para abrir a economia é ter um sistema de monitoramento da propagação do vírus, como tem a Alemanha.”.

“Pedro Fernando Nery: A utopia de igualdade de Brasília deu lugar a uma das capitais mais desiguais do País, o que entristecia Niemeyer”.

_FOLHA_

“Petróleo tem preço negativo pela primeira vez na história”.

“Senado resiste, e presidente revoga mnireforma”.

“Sob pressão, Bolsonaro baixa tom e defende democracia”. 

“Netanyahu e opositor fazem acordo para formar novo governo”. 

“Caixa e Sebrae criam linha de R$7,5 bi a micro e pequenas empresas”.

“Mark Zuckerberg: Hora de partilhar dados pelo bem”.

“Ruas de São Paulo recebem mensagens com estímulos ao isolamento social”.

“Aras solicita ao STF investigação dos atos pró-golpe”. 

“Pivô do Mensalão passa a linha-dura do bolsonarismo”. 

 _CORREIO BRAZILIENSE_

“DF fará testes em massa”.

“Consignados suspensos”.

“Ataque à democracia”. 

📃 *Editoriais do dia*:

_FOLHA_

“Golpista que mia. Presidente apoia ato antidemocrático; Carta e instituições saberão silenciá-lo” 

“A vez das máscaras. Artefato, já obrigatório em alguns locais, deve acompanhar abertura do comércio.”

_O GLOBO_

“Bolsonaro tem sido um fator de desestabilização. Em suas idas e vindas, presidente ataca as instituições e recua, mas com isso aumenta as tensões no país.” 

“É preciso desburocratizar a convocação de novos médicos. Profissionais graduados no exterior e estudantes em vias de se formar podem ajudar na luta contra a Covid-19.” 

_ESTADÃO_

“O preço da pusilanimidade. Diante das bravatas bolsonaristas, pode-se riscar uma linha no chão e dizer que, deste ponto em diante, é o terreno do intolerável.”.

“Trégua no mercado de petróleo. Acordo celebrado pela Opep+ ajuda a diminuir a alta volatilidade do setor nos últimos meses.” 

“Reflexões sobre a crise. O filósofo Yuval Harari propõe reflexões úteis na tarefa de pensar com realismo sobre a pandemia.”. 

_CORREIO BRAZILIENSE_

“Brasília, mais do que cartão-postal. Tal como Lúcio Costa traçou uma cruz como quem toma posse do lugar, JK construiu Brasília para dar posse do Brasil aos brasileiros”. 

📈 Bolsa de Valores

Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou em queda de -0,02%, a 78.973 pontos. O dólar terminou o dia em alta de 1,32%, a R$ 5,31.

Destaque histórico:

Informações sobre o dia de hoje na história, é só clicar.

 

Receba todas as novidades do Anexo6diretamente em seu email


Inscreva-se
Notifique-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments