Fatos de ontem e de hoje

O destaque dessa terça-feira, 18, ontem, em Brasília, foi mesmo a votação do Senado Federal que, por meio de decretos legislativos, derrubou decretos governamentais que facilitam a compra de armas, no país.

Alvos de uma intensa campanha pelas redes sociais promovida pelos apoiadores do governo federal, os senadores, mesmo assim, registraram, ao fim da votação, 47 a 28 votos a favor dos decretos legislativos.

Após a deliberação do plenário do Senado, os decretos legislativos, seguem, agora, à deliberação da Câmara dos Deputados, onde têm de passar pela CCJ e pelo plenário da Casa.

Previdência

Enquanto isso, a comissão especial da reforma da previdência prosseguiu, ontem, com os debates sobre a proposta, fase que antecede a votação do texto do relatório do relator Samuel Moreira (PSDB-SP).

Neste momento do debate, a tendência do relator é manter fora do relatório a proposta de capitalização, defendida pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, que pode voltar ao parlamento como projeto separado, mais na frente.

Moro

Para hoje, o maior destaque vai ficar por conta da presença do ministro da Justiça, Sérgio Moro, na Comissão de Constituição e Justiça do Senado, onde dará explicações aos senadores sobre os vazamentos de conversas entre ele, quando juiz federal, e procuradores, no encaminhamento de processos da Lava Jato.

Receba todas as novidades do Anexo6diretamente em seu email


Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notifique-me de
Fechar Menu