EUA, China, Privatizações, segurança pública, são temas das manchetes dos grandes jornais

EUA e China decidem trégua, privatizações no Brasil têm R$100 bi previstos de arrecadação, governo gasta 12% apenas do fundo para presídios

📰 Birô de Imprensa – Ano 2 – Número 335- A 80 dias do fim do ano de 2019, hoje é sábado, 12 de outubro de 2019, 285º dia do ano.

Sinopse da grande mídia impressa:

🖋 Edição: Sérgio Botêlho

📃 Manchetes do dia:  EUA, China, Privatizações, segurança pública, são temas das manchetes dos grandes jornais. Mídia impressa destaca trégua na guerra comercial entre EUA e China, também a marcha das privatizações no Brasil, com meta de arrecadação calculada em R$100 bi, e, ainda, baixo volume de gastos do governo, relativamente ao fundo para presídios.

“EUA e China acertam trégua e podem pôr fim à guerra comercial. Negociações envolvem exportações, propriedade intelectual e fim de sobretaxas”. Manchete de capa do Estadão.

“Privatizações devem começar com venda de ações. Após mapear participação em 637 empresas, governo tem objetivo de arrecadar R$100bi”. Manchete de capa do O Globo.

“Governo gastou só 12% de fundo para presídios em 2019. Recurso era apontado por Moro para reduzir superlotação, mas apenas 6.300 vagas foram criadas de 22 mil previstas”. Manchete de capa da Folha.

📃 Editoriais do dia:

“O Brasil, os EUA e a OCDE. Imbróglio serve de alerta aos espíritos com boa vontade para que se aferrem a fatos, não a versões. Isso vale tanto para o governo como para os cidadãos”. Editorial do Estadão.

“A caminho do megaleilão. O dinheiro arrecadado irá para o Tesouro, o que contribuirá pra aliviar as pressões imediatas sobre a política fiscal do governo do presidente Jair Bolsonaro”. Editorial do Estadão.

“As duas faces da inflação baixa. Há motivos para festejar e para lamentar o alto desemprego numa economia estagnada”. Editorial do Estadão.

“EUA e China acertam trégua e podem pôr fim à guerra comercial”. Editorial da Folha.

“Negociações envolvem exportações, propriedade intelectual e fim de sobretaxas”. Editorial da Folha.

📃 Outros destaques:

“O presidente Jair Bolsonaro e um grupo de parlamentares do PSL assinaram petição para que Luciano Bivar, presidente da legenda, abra todas as contas partidárias dos últimos cinco anos. A acusação de falta de transparência pode embasar desfiliação sem prejuízos para os dissidentes.” Na capa do O Globo.

“BC dá último aval para operação do cadastro positivo”. Na capa da Folha.

“Petróleo ajudará a reduzir déficit em R$60 bilhões”. Na capa do O Globo.

“Tecnologia, inovação e defesa viram foco do BNDES. Avaliação do governo, segundo fontes, é que há espaço para que os bancos privados assumam os demais segmentos da economia”. Na capa do Estadão.

“Plano de unir Capes e CNPq causa atritos no governo. Governo federal estuda formas para racionalizar custos e mudar a gestão, que incluem ainda desvinculação de fundo tecnológico e transferência de saldo para o BNDES; proposta feita pelo Ministério da Economia é combatida por instituições científicas”. Na capa do Estadão.

“Congresso debate, sem consenso, abertura do setor de saneamento”. Na capa da Folha.

“Manchas do Nordeste vieram de alto mar, indica simulação”. Na capa da Folha.

“Manchas de óleo já se espalham por 2.200 quilômetros de litoral”. Na capa do O Globo.

“Óleo já atinge 14 áreas de conservação. Danos mais visíveis envolvem tartarugas e a contaminação chegou à Praia do Forte, na Bahia, principal área de desovas do Brasil”. Na capa do Estadão.

“Desmatamento cresce 96% em setembro, alerta INPE”. Na capa da Folha.

“Desmate cresce 93% na Amazônia este ano”. Na capa do Estadão.

‘Nova terapia de modificação genética cura câncer em brasileiro”. Na capa do O Globo.

“Maior variedade geográfica é marca de novos santos”. Na capa da Folha.

“O defensor dos santos. Postulador da causa de Irmã Dulce, que será canonizada amanhã, tem lista de ‘candidatos’”. Na capa do Estadão.

“Vaticano reconhece dois milagres da santa: a cura da mulher com hemorragia e de cego, ambos vivos”. Na capa do O Globo.

“100 mil velas acesas via web. Site do Santuário de Aparecida oferece serviço a quem não pode ir à igreja”. Na capa do Estadão.

“Cúpula conservadora começa em São Paulo”. Na capa do Estadão.

“PM preso em protesto de moradores. Revolta e truculência marcam enterro de estudante de 17 anos”. Na capa do O Globo.

“Guerra comercial de China e EUA tem trégua após acordo”. Na capa da Folha.

“Acordo entre EUA e China suspende guerra comercial”. Na capa do O Globo.

‘Premiê etíope leva Nobel da Paz por pacto com Eritréia”. Na capa da Folha.

“Diplomata diz que Trump atuou para tirá-la da Ucrânia”. Na capa da Folha.

“Ofensiva turca faz 100 mil sírios saírem de casa”. Na capa da Folha.

📃 Colunas e artigos:

“Administrando as reformas. Com a reforma da Previdência encaminhada, faz sentido priorizar a administrativa”. Na coluna de Hélio Schwartsman, na Folha.

“Final da fila. Sem nova CPMF, equipe de Guedes anda em círculos”. Na coluna de Julianna Sofia, na Folha.

“Economia. É patente a ausência de formuladores de política na atual equipe econômica”. Artigo semanal de Fernando Haddad, na Folha.

“Dirigindo de bico calado. O motorista de aplicativo deve ou não deve conversar com o passageiro?”. Na coluna de Alvaro Costa e Silva, na Folha.

“PSL tenta se antecipar, busca auditoria externa e junta munição contra a defesa de Bolsonaro”. Na coluna Painel, da Folha.

“Outsiders estão em baixa. Eleições em países vizinhos mostram que onda antissistema minguou”. Na coluna de Roberto Simon, na Folha.

“Governo vai colocar à venda 42 imóveis da União. Plano é arrecadar até R$ 480 milhões em primeiro edital”. Na coluna Painel S/A, da Folha.

“Atalhos. Queda dos juros vai ajudar no ajuste fiscal, mas não o substitui”. Na coluna de Marcos Mendes, na Folha.

“Normalização do estado de exceção. A desigualdade dificulta a percepção de que todos merecem igual respeito”. Na coluna de Oscar Vilhena Vieira, na Folha.

“’É porrada pra todo lado’, diz Bolsonaro a Datena sobre ser candidato. Apresentador diz estar conversando com frequência com o presidente”. Na coluna de Mônica Bergamo, na Folha.

“Como um casal fadado a coabitar em meio a hostilidades mútuas, divórcio entre EUA e China é impossível. Pesquisa aponta que 87% das empresas que estão no país asiático rejeitam mudar suas fábricas para a América”. Artigo de Cláudia Trevisan, no Estadão.

“Algoritmos encurralam ideologicamente as pessoas, em sinal de que a Inteligência Artificial pode sair do controle.” Na coluna de Fernando Reinach, no Estadão.

📊 Mercado: Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou a sexta-feira, 11, em alta de 1,98%, a 103.831 pontos. O dólar terminou o dia cotado a R$ 4,106.

Destaque histórico:

“Em 12 de outubro de 1808, o príncipe regente D. João cria por alvará uma casa bancária, chamada Banco do Brasil.” Na Barsa.

Receba todas as novidades do Anexo6diretamente em seu email


Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notifique-me de
Fechar Menu