Enem é tema de maior destaque no noticiário. Atirador que matou 26 no Texas também é matéria destacada. Economia e política completam os temas em realce

Nesta segunda-feira, 06, o maior destaque fica por conta das provas do Enem, realizadas neste domingo, 05. Outro tema de relevo é a da manchete do Estadão, sobre novo atirador, no Texas. PCdoB lança candidatura própria, é outro dos temas mais repetidos na mídia. Movimentos partidários visando 2018 ganham espaço no noticiário. “Pezão deu aval a caixa 2 de R$ 5 milhões, diz marqueteiro”, revela a manchete de O Globo. “Atirador invade igreja no Texas, mata 26 e fere 20”, informa a do Estadão. “Emprego depende de corte de direitos, diz presidente do TST”, conta a da Folha.DestaquesPara Temer, Fernando Henrique Cardoso age por interesses eleitorais {quando defende que o PSDB deixe o governo}. Tasso lança candidatura a chefia do PSDB e terá discurso contra Temer. Saída da sigla do governo é só questão de tempo. Serra é aconselhado a não disputar eleições em 2018. Esquerda do PSDB quer Alckmin em 2018.PCdoB deixa PT e lança candidata {Manoela D’Ávila} à Presidência da República. É a primeira vez desde a redemocratização que o PCdoB lança nome na disputa pelo Planalto. Gilmar convoca debate sobre controle de TV e rádio na eleição. Advogado de Lula diz que Fux faz prejulgamento do ex-presidente.As obras de mobilidade feitas para Copa e Olimpíada beneficiaram a população, mas aumentaram a desigualdade no transporte do Rio. Paulo Pereira da Silva, da Força, negocia com Rodrigo Maia votação de projeto para recriar o imposto sindical. Reforma Trabalhista. Ainda há dúvidas sobre nova CLT. Grande Porto Alegre: Perda de emprego hoje é 70% menor do que no auge da crise. Legado econômico da gestão Temer depende dos próximos cinco meses.TCU quer exigir de bancos da União devolução de R$ 39 bi. BNDES vai permitir que os investimentos em infraestrutura possam ser reembolsados desde o momento da assinatura do contrato de concessão. Congresso avalia amanhã vetos e mais verbas para ministérios. Cooperativas não seguem bancos e ampliam o crédito para empresas. Projeto que reduz ICMS sobre combustível de aviação está na pauta do Plenário do Senado. Plenário da Câmara pode debater mineração e mudança na tramitação de MPs.
Redação sobre desafios na educação de surdos surpreende analistas. Enem. Abstenção é a mais alta dos últimos 8 anos.
Governadores se livram de investigações da Lava Jato no STJ. Para fiscalização, contas de Alckmin têm caixa-preta. Verba a grupos de dança é contestada na gestão Haddad.Polícia dos EUA identifica atirador de igreja no Texas. Tragédia no Texas é o 35º ataque nos EUA em 35 dias. Londres sofre com alta de roubos, furtos e ataques com armas brancas.Paradise Papers revelam segredos fiscais de super ricos. Governador catalão deposto se entrega à polícia belga e é solto. Investigação aponta elo de secretário de Trump com russo e genro de Putin.‘Incontroverso coisíssima nenhuma!’, diz Aloysio, rebatendo procuradora Raquel Dodge, sobre suposto repasse da Odebrecht. Desgastada, Cármen Lúcia enfrenta racha entre ministros no Supremo.MANCHETES DOS JORNAIS:Manchete e submanchetes do jornal O Globo: Pezão deu aval a caixa 2 de R$ 5 milhões, diz marqueteiro. Renato Pereira afirma que governador o informou sobre pagamento. Repasses teriam sido feitos pela Andrade Gutierrez, por meio de agências de publicidade/Enem evita polêmica de direitos humanos. Redação sobre desafios na educação de surdos surpreende analistas. Após acirrada batalha judicial sobre os critérios de correção, o tema escolhido para a redação do Enem — os desafios para a formação educacional dos surdos no Brasil — surpreendeu educadores pelo seu caráter pouco controverso. Com abstenção de 30,2% dos inscritos, o primeiro dia do exame teve 273 candidatos eliminados, sendo 264 por descumprimento de regras de edital, como, por exemplo, portar equipamentos eletrônicos proibidos/Transporte avançou mais para os ricos. As obras de mobilidade feitas para Copa e Olimpíada beneficiaram a população, mas aumentaram a desigualdade no transporte do Rio. Estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) mostra que os investimentos aproximaram mais os ricos dos locais onde há emprego do que os pobres.Manchete e submanchetes do jornal Estado de São Paulo: Atirador invade igreja no Texas, mata 26 e fere 20. Este é o 35º ataque a tiros em massa, com no mínimo quatro vítimas, desde o massacre em Las Vegas/Governadores se livram de investigações da Lava Jato no STJ. Desde 2015, o Superior Tribunal de Justiça recebeu 11 investigações que envolvem chefes do Executivo de nove Estados na Lava Jato. Cinco foram arquivadas a pedido da Procuradoria-Geral da República, que não encontrou provas. Uma ação, contra Luiz Fernando Pezão (PMDB), teve o pedido de arquivamento feito pela PGR, mas ainda não foi aceito pela Corte. O STJ contabiliza 60 procedimentos contra 18 governadores em diversos casos/Tema do Enem surpreende. A primeira prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), realizada ontem em todo o País, teve a participação de 4,3 milhões de estudantes, com 30,2% de abstenção. Após a decisão polêmica do Supremo Tribunal Federal (STF) de impedir que candidatos que desrespeitassem os direitos humanos tivessem a redação zerada, o tema “Desafios para a formação educacional de surdos no Brasil” causou surpresa/PCdoB deixa PT e lança candidata {Manoela D’Ávila} à Presidência da República/Coluna do Estadão. Paulo Pereira da Silva, da Força, negocia com Rodrigo Maia votação de projeto para recriar o imposto sindical/Granbio tenta novo aporte do BNDES. Usina de etanol da família Gradin, sócia de 20% da Odebrecht, quer novo aporte de R$ 250 milhões do governo. Empresa já custou R$ 1 bilhão e vende energia em vez de etanol/Cida Damasco: Há dúvida sobre em que pé estará a retomada quando a campanha eleitoral esquentar.Manchete e submanchetes do jornal Folha de São Paulo: Emprego depende de corte de direitos, diz presidente do TST. Reforma trabalhista que entra em vigor nesta semana traz segurança jurídica, afirma Ives Gandra da Silva Martins Filho/Para fiscalização, contas de Alckmin têm caixa-preta. Há caixas-pretas nas contas da gestão de Geraldo Alckmin (PSDB), segundo quem as fiscaliza. O TCE ameaça rejeitar o balanço de 2017 se o Estado não esclarecer as desonerações fiscais. Já fiscais de SP processam a gestão por operação financeira considerada “pedalada”. O governo diz que é transparente e que a operação é legal/Mônica Bergamo: Gilmar convoca debate sobre controle de TV e rádio na eleição/Verba a grupos de dança é contestada na gestão Haddad. A gestão do ex-prefeito de SP Fernando Haddad (PT) deu R$ 30 milhões para duas cooperativas de dança cujos membros integravam comitês julgadores das propostas. Na prática, as entidades julgavam a si mesmas, o que foi contestado na atual gestão. Auxiliar do petista diz que a formação dos júris seguiu a lei. Os grupos negam irregularidades/Advogado de Lula diz que Fux faz prejulgamento do ex-presidente.Manchete e submanchete do jornal Correio Braziliense: Enem. Abstenção é a mais alta dos últimos 8 anos/Reforma Trabalhista. Ainda há dúvidas sobre nova CLT. A apenas cinco dias de entrar em vigor,o projeto aprovado pelo Congresso é alvo de críticas e incertezas sobre pontos importantes. Governo garante que cumprirá o acordo.Manchete do jornal Estado de Minas: Mensalidade escolar sobe mais que inflação.Manchete do jornal Zero Hora, do RS: Grande Porto Alegre. Perda de emprego hoje é 70% menor do que no auge da crise.Manchete e submanchetes do jornal Valor Econômico: TCU quer exigir de bancos da União devolução de R$ 39 bi. Depois de considerar ilegais os empréstimos do Tesouro Nacional ao BNDES, a área técnica do Tribunal de Contas da União considerou igualmente irregulares repasses, no total de R$ 39 bilhões, realizados à Caixa Econômica, Banco do Brasil, Banco do Nordeste e Banco da Amazônia nos governos Lula e Dilma/Esquerda do PSDB quer Alckmin em 2018. Em meio à crise das esquerdas desde o colapso do governo Dilma, um grupo de militantes do PSDB defende ideias caras ao PT. O PSDB Esquerda Pra Valer (EPV) advoga a guinada do partido à esquerda, rejeita a candidatura presidencial do prefeito João Doria, mas apoia a do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin/BNDES alonga os prazos de reembolso à infraestrutura. O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES ) vai permitir que os investimentos em infraestrutura possam ser reembolsados desde o momento da assinatura do contrato de concessão.Manchete do jornal DCI-Diário, Comércio, Indústria e Serviços: Cidade menor vira destino para expansão das franquias.Manchete do Jornal do Senado: Congresso avalia amanhã vetos e mais verbas para ministérios. Senadores e deputados se reúnem para votar nove vetos presidenciais e projetos que liberam créditos orçamentários para o Poder Executivo.MANCHETES DOS PORTAIS DE NOTÍCIAS:Manchete e smbmanchetes da hora de O Globo online: Pezão deu aval a caixa 2 de R$ 5 milhões, diz marqueteiro. Renato Pereira afirma que Andrade Gutierrez repassou o valor à campanha do governador/Polícia dos EUA identifica atirador de igreja no Texas. Devin P. Kelley, de 26 anos, é um ex-professor de estudos bíblicos que foi expulso da Força Aérea dos EUA/Filha do pastor de igreja no Texas está entre as vítimas fatais. Adolescente de 14 anos estava dentro da igreja quando atirador entrou/Ataque a tiros em igreja no Texas deixa ao menos 27 mortos. Uma criança de dois anos está entre os mais de 24 feridos; atirador foi morto/Tragédia no Texas é o 35º ataque nos EUA em 35 dias. Levantamento aponta que, desde incidente de Las Vegas, outras 56 pessoas morreram/Paradise Papers revelam segredos fiscais de super ricos. Segundo os documentos, até a Rainha Elizabeth II investiu em fundos nas Ilhas Cayman e nas Bermudas/Aliado do PT, PCdoB anuncia candidata própria à Presidência. Ex-deputada federal, Manuela D’Ávila foi lançada na disputa pelo partido/Bélgica põe Carles Puigdemont em liberdade condicional. Autoridades belgas ainda decidirão sobre extradição. Líder catalão se entregou no domingo. Manchete e submanchetes da hora do Estadão online: Atirador invade culto em igreja batista no interior do Texas, mata 26 e fere 20. Autor do crime em Sutherland Springs foi identificado como Devin Kelley; ele morreu após fugir do local/Enem tem Racionais, Chico Buarque e até Barbie. Tema da Redação no primeiro dia do Exame Nacional do Ensino Médio surpreendeu os candidatos/Para Temer, Fernando Henrique Cardoso age por interesses eleitorais. Presidente se irritou com artigo de FHC no ‘Estado’ que incentiva saída do PSDB do governo.  Leia o artigo ‘Hora de decidir’, de FHC/Procuradores pedem ‘adicional’ em carta pela ordem econômica. Membros do MPF reclamam de perda inflacionária de vencimentos depois de 34º Encontro Nacional/‘Incontroverso coisíssima nenhuma!’, diz Aloysio sobre suposto repasse da Odebrecht. Senador voltou a rebater, por meio de sua conta no Twitter, petição da procuradora-geral da República, Raquel Dodge, sobre R$ 500 mil delatados por executivos da empreiteira/Governador catalão deposto se entrega à polícia belga e é solto. Puigdemont e quatro partidários depuseram e foram liberados; eles não podem deixar a Bélgica/Investigação aponta elo de secretário de Trump com russo e genro de Putin. Empresa que tem Wilbur Ross como sócio teve laços comerciais com companhia ligada a russos/PC do B lança Manuela D’Ávila à Presidência em 2018. É a primeira vez desde a redemocratização que o partido lança nome na disputa pelo Planalto. Manchete e submanchetes da hora da Folha online: É preciso cortar direitos sociais para haver emprego, afirma chefe do TST. Reforma trabalhista que entra em vigor nesta semana traz segurança jurídica, afirma Ives Gandra da Silva Martins Filho; para ministro, nova lei beneficiará trabalhadores/Atirador abre fogo em igreja no Texas e deixa ao menos 26 mortos. Ataque é a quarta chacina com mais mortos nos EUA; atirador morreu em perseguição policial/Londres sofre com alta de roubos, furtos e ataques com armas brancas/Fiscalização do TCE vê caixa-preta e manobra fiscal de Alckmin em SP/Haddad deu R$ 30 mi a grupos de dança que julgavam a si mesmos. Concursos na gestão tinham jurados ligados a duas cooperativas dos premiados nos eventos/Doria dá complexos vitamínicos que levam o seu nome a assessores/Mônica Bergamo: Gilmar debaterá a necessidade de controle de rádio e TV nas eleições/Tucanos: Tasso lança candidatura a chefia do PSDB e terá discurso contra Temer/Saída da sigla do governo é só questão de tempo/Serra é aconselhado a não disputar eleições em 2018/Leandro Cólon: Legado econômico da gestão Temer depende dos próximos cinco meses/Desgastada, Cármen Lúcia enfrenta racha entre ministros no Supremo/Cooperativas não seguem bancos e ampliam o crédito para empresas. Bancos já veem espaço para a retomada do crédito. Manchete da hora do Correio Braziliense online: Confira o gabarito completo de todos os cadernos de prova do exame. Índice de abstenção no primeiro dia de provas do Enem foi de 30,2%/Manchete da hora do Estado de Minas online: Mariana. Rompimento de barragem matou a fé de um povo indígena no sagrado Rio Doce/Moradores celebram missa campal na comunidade que foi  destruída pela lama.Manchete da hora do jornal Zero Hora, do RS, online: Grande Porto Alegre. Perda de emprego é 70% menor do que no auge da crise. Manchete e submanchetes da hora do Valor Econômico online: Enem tem 30,2% de ausentes e queda brusca de candidatos eliminados. No ano passado, foram 3.942 os participantes que foram desclassificados das provas no primeiro dia, ante 273 este ano. Redação do Enem é sobre desafio da educação de surdos/Temer acompanha com ministro da Educação operação do Enem/Ex-presidente catalão é detido após se entregar à polícia na Bélgica/Atirador abre fogo em igreja no Texas (EUA) e deixa ao menos 26 mortos.Manchete da hora do DCI-Diário, Comércio, Indústria e Serviços online: PCdoB lança Manuela D´Ávila à Presidência em 2018. É a primeira vez desde a redemocratização que o partido lança nome próprio para a disputa. Manchete da hora da Agência Senado: Projeto que reduz ICMS sobre combustível de aviação está na pauta do Plenário.Manchete da hora da Agência Câmara: Plenário pode debater mineração e mudança na tramitação de MPs. Em semana de esforço concentrado, a Câmara terá sessões de segunda a sexta-feira para análise de propostas. Pauta inclui sete medidas provisórias, sendo que três delas alteram regras do setor de mineração. Antes de votá-las, presidente Rodrigo Maia quer aprovação da PEC que muda o trâmite das MPs. Também poderão ser discutidos projetos relacionados à segurança pública.Edição: Sérgio Botêlho 

Receba todas as novidades do Anexo6diretamente em seu email


0 0 vote
Article Rating
Inscreva-se
Notifique-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments