Enem é tema de maior destaque no noticiário. Atirador que matou 26 no Texas também é matéria destacada. Economia e política completam os temas em realce

Nesta segunda-feira, 06, o maior destaque fica por conta das provas do Enem, realizadas neste domingo, 05. Outro tema de relevo é a da manchete do Estadão, sobre novo atirador, no Texas. PCdoB lança candidatura própria, é outro dos temas mais repetidos na mídia. Movimentos partidários visando 2018 ganham espaço no noticiário.

 

“Pezão deu aval a caixa 2 de R$ 5 milhões, diz marqueteiro”, revela a manchete de O Globo. “Atirador invade igreja no Texas, mata 26 e fere 20”, informa a do Estadão. “Emprego depende de corte de direitos, diz presidente do TST”, conta a da Folha.

Destaques

Para Temer, Fernando Henrique Cardoso age por interesses eleitorais {quando defende que o PSDB deixe o governo}. Tasso lança candidatura a chefia do PSDB e terá discurso contra Temer. Saída da sigla do governo é só questão de tempo. Serra é aconselhado a não disputar eleições em 2018. Esquerda do PSDB quer Alckmin em 2018.

PCdoB deixa PT e lança candidata {Manoela D’Ávila} à Presidência da República. É a primeira vez desde a redemocratização que o PCdoB lança nome na disputa pelo Planalto. Gilmar convoca debate sobre controle de TV e rádio na eleição. Advogado de Lula diz que Fux faz prejulgamento do ex-presidente.

As obras de mobilidade feitas para Copa e Olimpíada beneficiaram a população, mas aumentaram a desigualdade no transporte do Rio. Paulo Pereira da Silva, da Força, negocia com Rodrigo Maia votação de projeto para recriar o imposto sindical. Reforma Trabalhista. Ainda há dúvidas sobre nova CLT. Grande Porto Alegre: Perda de emprego hoje é 70% menor do que no auge da crise. Legado econômico da gestão Temer depende dos próximos cinco meses.

TCU quer exigir de bancos da União devolução de R$ 39 bi. BNDES vai permitir que os investimentos em infraestrutura possam ser reembolsados desde o momento da assinatura do contrato de concessão. Congresso avalia amanhã vetos e mais verbas para ministérios. Cooperativas não seguem bancos e ampliam o crédito para empresas. Projeto que reduz ICMS sobre combustível de aviação está na pauta do Plenário do Senado. Plenário da Câmara pode debater mineração e mudança na tramitação de MPs.

Redação sobre desafios na educação de surdos surpreende analistas. Enem. Abstenção é a mais alta dos últimos 8 anos.

Governadores se livram de investigações da Lava Jato no STJ. Para fiscalização, contas de Alckmin têm caixa-preta. Verba a grupos de dança é contestada na gestão Haddad.

Polícia dos EUA identifica atirador de igreja no Texas. Tragédia no Texas é o 35º ataque nos EUA em 35 dias. Londres sofre com alta de roubos, furtos e ataques com armas brancas.

Paradise Papers revelam segredos fiscais de super ricos. Governador catalão deposto se entrega à polícia belga e é solto. Investigação aponta elo de secretário de Trump com russo e genro de Putin.

‘Incontroverso coisíssima nenhuma!’, diz Aloysio, rebatendo procuradora Raquel Dodge, sobre suposto repasse da Odebrecht. Desgastada, Cármen Lúcia enfrenta racha entre ministros no Supremo.

MANCHETES DOS JORNAIS:

Manchete e submanchetes do jornal O Globo: Pezão deu aval a caixa 2 de R$ 5 milhões, diz marqueteiro. Renato Pereira afirma que governador o informou sobre pagamento. Repasses teriam sido feitos pela Andrade Gutierrez, por meio de agências de publicidade/Enem evita polêmica de direitos humanos. Redação sobre desafios na educação de surdos surpreende analistas. Após acirrada batalha judicial sobre os critérios de correção, o tema escolhido para a redação do Enem — os desafios para a formação educacional dos surdos no Brasil — surpreendeu educadores pelo seu caráter pouco controverso. Com abstenção de 30,2% dos inscritos, o primeiro dia do exame teve 273 candidatos eliminados, sendo 264 por descumprimento de regras de edital, como, por exemplo, portar equipamentos eletrônicos proibidos/Transporte avançou mais para os ricos. As obras de mobilidade feitas para Copa e Olimpíada beneficiaram a população, mas aumentaram a desigualdade no transporte do Rio. Estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) mostra que os investimentos aproximaram mais os ricos dos locais onde há emprego do que os pobres.

Manchete e submanchetes do jornal Estado de São Paulo: Atirador invade igreja no Texas, mata 26 e fere 20. Este é o 35º ataque a tiros em massa, com no mínimo quatro vítimas, desde o massacre em Las Vegas/Governadores se livram de investigações da Lava Jato no STJ. Desde 2015, o Superior Tribunal de Justiça recebeu 11 investigações que envolvem chefes do Executivo de nove Estados na Lava Jato. Cinco foram arquivadas a pedido da Procuradoria-Geral da República, que não encontrou provas. Uma ação, contra Luiz Fernando Pezão (PMDB), teve o pedido de arquivamento feito pela PGR, mas ainda não foi aceito pela Corte. O STJ contabiliza 60 procedimentos contra 18 governadores em diversos casos/Tema do Enem surpreende. A primeira prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), realizada ontem em todo o País, teve a participação de 4,3 milhões de estudantes, com 30,2% de abstenção. Após a decisão polêmica do Supremo Tribunal Federal (STF) de impedir que candidatos que desrespeitassem os direitos humanos tivessem a redação zerada, o tema “Desafios para a formação educacional de surdos no Brasil” causou surpresa/PCdoB deixa PT e lança candidata {Manoela D’Ávila} à Presidência da República/Coluna do Estadão. Paulo Pereira da Silva, da Força, negocia com Rodrigo Maia votação de projeto para recriar o imposto sindical/Granbio tenta novo aporte do BNDES. Usina de etanol da família Gradin, sócia de 20% da Odebrecht, quer novo aporte de R$ 250 milhões do governo. Empresa já custou R$ 1 bilhão e vende energia em vez de etanol/Cida Damasco: Há dúvida sobre em que pé estará a retomada quando a campanha eleitoral esquentar.

Manchete e submanchetes do jornal Folha de São Paulo: Emprego depende de corte de direitos, diz presidente do TST. Reforma trabalhista que entra em vigor nesta semana traz segurança jurídica, afirma Ives Gandra da Silva Martins Filho/Para fiscalização, contas de Alckmin têm caixa-preta. Há caixas-pretas nas contas da gestão de Geraldo Alckmin (PSDB), segundo quem as fiscaliza. O TCE ameaça rejeitar o balanço de 2017 se o Estado não esclarecer as desonerações fiscais. Já fiscais de SP processam a gestão por operação financeira considerada “pedalada”. O governo diz que é transparente e que a operação é legal/Mônica Bergamo: Gilmar convoca debate sobre controle de TV e rádio na eleição/Verba a grupos de dança é contestada na gestão Haddad. A gestão do ex-prefeito de SP Fernando Haddad (PT) deu R$ 30 milhões para duas cooperativas de dança cujos membros integravam comitês julgadores das propostas. Na prática, as entidades julgavam a si mesmas, o que foi contestado na atual gestão. Auxiliar do petista diz que a formação dos júris seguiu a lei. Os grupos negam irregularidades/Advogado de Lula diz que Fux faz prejulgamento do ex-presidente.

Manchete e submanchete do jornal Correio Braziliense: Enem. Abstenção é a mais alta dos últimos 8 anos/Reforma Trabalhista. Ainda há dúvidas sobre nova CLT. A apenas cinco dias de entrar em vigor,o projeto aprovado pelo Congresso é alvo de críticas e incertezas sobre pontos importantes. Governo garante que cumprirá o acordo.

Manchete do jornal Estado de Minas: Mensalidade escolar sobe mais que inflação.

Manchete do jornal Zero Hora, do RS: Grande Porto Alegre. Perda de emprego hoje é 70% menor do que no auge da crise.

Manchete e submanchetes do jornal Valor Econômico: TCU quer exigir de bancos da União devolução de R$ 39 bi. Depois de considerar ilegais os empréstimos do Tesouro Nacional ao BNDES, a área técnica do Tribunal de Contas da União considerou igualmente irregulares repasses, no total de R$ 39 bilhões, realizados à Caixa Econômica, Banco do Brasil, Banco do Nordeste e Banco da Amazônia nos governos Lula e Dilma/Esquerda do PSDB quer Alckmin em 2018. Em meio à crise das esquerdas desde o colapso do governo Dilma, um grupo de militantes do PSDB defende ideias caras ao PT. O PSDB Esquerda Pra Valer (EPV) advoga a guinada do partido à esquerda, rejeita a candidatura presidencial do prefeito João Doria, mas apoia a do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin/BNDES alonga os prazos de reembolso à infraestrutura. O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES ) vai permitir que os investimentos em infraestrutura possam ser reembolsados desde o momento da assinatura do contrato de concessão.

Manchete do jornal DCI-Diário, Comércio, Indústria e Serviços: Cidade menor vira destino para expansão das franquias.

Manchete do Jornal do Senado: Congresso avalia amanhã vetos e mais verbas para ministérios. Senadores e deputados se reúnem para votar nove vetos presidenciais e projetos que liberam créditos orçamentários para o Poder Executivo.

MANCHETES DOS PORTAIS DE NOTÍCIAS:

Manchete e smbmanchetes da hora de O Globo online: Pezão deu aval a caixa 2 de R$ 5 milhões, diz marqueteiro. Renato Pereira afirma que Andrade Gutierrez repassou o valor à campanha do governador/Polícia dos EUA identifica atirador de igreja no Texas. Devin P. Kelley, de 26 anos, é um ex-professor de estudos bíblicos que foi expulso da Força Aérea dos EUA/Filha do pastor de igreja no Texas está entre as vítimas fatais. Adolescente de 14 anos estava dentro da igreja quando atirador entrou/Ataque a tiros em igreja no Texas deixa ao menos 27 mortos. Uma criança de dois anos está entre os mais de 24 feridos; atirador foi morto/Tragédia no Texas é o 35º ataque nos EUA em 35 dias. Levantamento aponta que, desde incidente de Las Vegas, outras 56 pessoas morreram/Paradise Papers revelam segredos fiscais de super ricos. Segundo os documentos, até a Rainha Elizabeth II investiu em fundos nas Ilhas Cayman e nas Bermudas/Aliado do PT, PCdoB anuncia candidata própria à Presidência. Ex-deputada federal, Manuela D’Ávila foi lançada na disputa pelo partido/Bélgica põe Carles Puigdemont em liberdade condicional. Autoridades belgas ainda decidirão sobre extradição. Líder catalão se entregou no domingo. 

Manchete e submanchetes da hora do Estadão online: Atirador invade culto em igreja batista no interior do Texas, mata 26 e fere 20. Autor do crime em Sutherland Springs foi identificado como Devin Kelley; ele morreu após fugir do local/Enem tem Racionais, Chico Buarque e até Barbie. Tema da Redação no primeiro dia do Exame Nacional do Ensino Médio surpreendeu os candidatos/Para Temer, Fernando Henrique Cardoso age por interesses eleitorais. Presidente se irritou com artigo de FHC no ‘Estado’ que incentiva saída do PSDB do governo.  Leia o artigo ‘Hora de decidir’, de FHC/Procuradores pedem ‘adicional’ em carta pela ordem econômica. Membros do MPF reclamam de perda inflacionária de vencimentos depois de 34º Encontro Nacional/‘Incontroverso coisíssima nenhuma!’, diz Aloysio sobre suposto repasse da Odebrecht. Senador voltou a rebater, por meio de sua conta no Twitter, petição da procuradora-geral da República, Raquel Dodge, sobre R$ 500 mil delatados por executivos da empreiteira/Governador catalão deposto se entrega à polícia belga e é solto. Puigdemont e quatro partidários depuseram e foram liberados; eles não podem deixar a Bélgica/Investigação aponta elo de secretário de Trump com russo e genro de Putin. Empresa que tem Wilbur Ross como sócio teve laços comerciais com companhia ligada a russos/PC do B lança Manuela D’Ávila à Presidência em 2018. É a primeira vez desde a redemocratização que o partido lança nome na disputa pelo Planalto. 

Manchete e submanchetes da hora da Folha online: É preciso cortar direitos sociais para haver emprego, afirma chefe do TST. Reforma trabalhista que entra em vigor nesta semana traz segurança jurídica, afirma Ives Gandra da Silva Martins Filho; para ministro, nova lei beneficiará trabalhadores/Atirador abre fogo em igreja no Texas e deixa ao menos 26 mortos. Ataque é a quarta chacina com mais mortos nos EUA; atirador morreu em perseguição policial/Londres sofre com alta de roubos, furtos e ataques com armas brancas/Fiscalização do TCE vê caixa-preta e manobra fiscal de Alckmin em SP/Haddad deu R$ 30 mi a grupos de dança que julgavam a si mesmos. Concursos na gestão tinham jurados ligados a duas cooperativas dos premiados nos eventos/Doria dá complexos vitamínicos que levam o seu nome a assessores/Mônica Bergamo: Gilmar debaterá a necessidade de controle de rádio e TV nas eleições/Tucanos: Tasso lança candidatura a chefia do PSDB e terá discurso contra Temer/Saída da sigla do governo é só questão de tempo/Serra é aconselhado a não disputar eleições em 2018/Leandro Cólon: Legado econômico da gestão Temer depende dos próximos cinco meses/Desgastada, Cármen Lúcia enfrenta racha entre ministros no Supremo/Cooperativas não seguem bancos e ampliam o crédito para empresas. Bancos já veem espaço para a retomada do crédito. 

Manchete da hora do Correio Braziliense online: Confira o gabarito completo de todos os cadernos de prova do exame. Índice de abstenção no primeiro dia de provas do Enem foi de 30,2%/

Manchete da hora do Estado de Minas online: Mariana. Rompimento de barragem matou a fé de um povo indígena no sagrado Rio Doce/Moradores celebram missa campal na comunidade que foi  destruída pela lama.

Manchete da hora do jornal Zero Hora, do RS, online: Grande Porto Alegre. Perda de emprego é 70% menor do que no auge da crise. 

Manchete e submanchetes da hora do Valor Econômico online: Enem tem 30,2% de ausentes e queda brusca de candidatos eliminados. No ano passado, foram 3.942 os participantes que foram desclassificados das provas no primeiro dia, ante 273 este ano. Redação do Enem é sobre desafio da educação de surdos/Temer acompanha com ministro da Educação operação do Enem/Ex-presidente catalão é detido após se entregar à polícia na Bélgica/Atirador abre fogo em igreja no Texas (EUA) e deixa ao menos 26 mortos.

Manchete da hora do DCI-Diário, Comércio, Indústria e Serviços online: PCdoB lança Manuela D´Ávila à Presidência em 2018. É a primeira vez desde a redemocratização que o partido lança nome próprio para a disputa. 

Manchete da hora da Agência Senado: Projeto que reduz ICMS sobre combustível de aviação está na pauta do Plenário.

Manchete da hora da Agência Câmara: Plenário pode debater mineração e mudança na tramitação de MPs. Em semana de esforço concentrado, a Câmara terá sessões de segunda a sexta-feira para análise de propostas. Pauta inclui sete medidas provisórias, sendo que três delas alteram regras do setor de mineração. Antes de votá-las, presidente Rodrigo Maia quer aprovação da PEC que muda o trâmite das MPs. Também poderão ser discutidos projetos relacionados à segurança pública.

Edição: Sérgio Botêlho

 

Receba todas as novidades do Anexo6diretamente em seu email


Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notifique-me de
Fechar Menu