Economia e mundo são os temas em destaque no noticiário

Economia e mundo são os temas em destaque no noticiário. Mudanças nas carreiras de servidores, nos estados, viram metas de governadores. Beneficiadas em impostos devidos à União, empresas passariam a pagar auxílio-doença. Interesses em distribuidoras de energia elétrica nos estados ganham o mundo. Crescem protestos no Chile apesar de exército nas ruas. Estes são os destaques do noticiário desta segunda-feira, 21 de outubro, a 71 dias do fim do ano de 2019. Hoje é o 294º dia do ano.

? Edição: Sérgio Botêlho

https://anexo6.com/economia-e-politica/

? Manchetes do dia:

“Estados iniciam reformas para reduzir custos com pessoal. Quatro governadores já têm planos para alterar carreiras de servidores”. Manchete de capa do O Globo.“Pagamento do auxílio-doença pode passar para as empresas. Proposta em discussão no Congresso permite abatimento de gastos com o benefício dos impostos devidos à União”. Manchete de capa do Estadão.“Chile registra 7 mortos mesmo sob toque de recolher. Exército nas ruas não contem manifestações, com saques e incêndios; país está em guerra, declara presidente chileno”. Manchete de capa da Folha.“Estaduais do setor elétrico atraem grupos do exterior. Os governos do Rio Grande do Sul, do Amapá e do Distrito Federal estão em estágio avançado para a venda de suas distribuidoras”. Manchete de capa do Valor Econômico.

? Editoriais do dia:

“Derrame de inépcia. Falta governo esclarecer se cumpre plano de 2013 para deter óleo em praias do NE”. Editorial da Folha.“Nova infraestrutura. Se bem negociados, projetos que redesenham setores poderão alavancar o PIB”. Editorial da Folha.“A doutrina do Ministério Público. A doutrina do MPF é e sempre deve ser exclusivamente a lei. A bíblia que vale para nortear sua atuação é a Constituição. Toda ação que dela se desviar é abuso.” Editorial do Estadão.“Tributação na era digital. A dicotomia entre circulação de mercadorias e prestação de serviços, que determina a repartição entre Estados e municípios, se mostra inadequada na nova economia.” Editorial do Estadão.“Turismo em São Paulo. Estado tem um potencial inexplorado enorme. Explorá-lo depende sobretudo da articulação entre setores”. Editorial do Estadão.“Governo precisa resolver as 14 mil obras paradas. Elas representam um investimento de R$ 144 bilhões, equivalente ao déficit da União previsto para 2019”. Editorial do O Globo.” Uma desastrosa eleição no Conselho de Direitos Humanos da ONU. Ditadura venezuelana obtém assento no órgão graças à leniência de governos como o do Brasil”. Editorial do O Globo.Faltam contrapartidas ao pacto federativo de Guedes. Não faz sentido apenas transferir recursos para que Estados e municípios gastem mais”. Editorial do Valor Econômico.

? Outros destaques:

Política

“Em crise, PSL existe em só 25% das cidades. Em crise, PSL funciona em só 25% das cidades, apesar do generoso fundo partidário”. Na capa do O Globo.“Crise com PSL, faz Bolsonaro recorrer à ‘velha política’. Presidente Jair Bolsonaro abriu as portas do Palácio da Alvorada para receber antigos líderes”. Na capa do O Globo.Com Bolsonaro na Ásia, disputa por poder no PSL deve parar na Justiça. Ala bolsonarista promete reverter suspensões de deputados leais ao presidente”. No Valor Econômico.PSL: nem Delegado Waldir, nem Eduardo, terceiro nome para liderança na Câmara ganha força.”. No O Globo.“Demitido por Bolsonaro, Cintra vai reformar PSL. Ex-secretário da Receita Marcos Cintra é chamado para auxiliar propostas da bancada da sigla e em temas como a reforma tributária”. Na capa do Estadão.Fusão visa reeleger Maia e Alcolumbre. Presidente do DEM, ACM Neto rechaça hipótese de união da sigla com o PSL”. No Valor Econômico.

Governo

“Orçamento impositivo só vale a partir de 2020, defende ministério. Área econômica usa critérios diferentes e libera dotações do Legislativo e do Judiciário, mas retém parte da verba do Executivo”. Na capa do Valor Econômico.“Planalto avalia classe executiva para ministros. Governo reavalia regra da gestão Temer que obriga 1º escalão a utilizar a classe econômica em voo internacional; carona a parentes em aeronaves da FAB pode ser permitida”. Na capa do Estadão.“Ministérios tentam se aproximar por Amazônia. Com imagem do País abalada no exterior, ministérios do Meio Ambiente e da Agricultura buscam se unir na defesa do agronegócio”. Na capa do Estadão.“Se há alguém que pode comprometer os planos da equipe econômica do governo Bolsonaro é o próprio Bolsonaro.” Na coluna de Cida Damasco, no Estadão.

Economia

“Lavanderia serve sushi e açougue faz eventos para aumentar o lucro”. Na capa da Folha.S&P diz que é cedo para mudar nota de risco do Brasil”. Na capa da Folha.BNDES busca consenso para “desinvestir”. A direção do BNDES decidiu que a venda de participações do banco em empresas será feita de forma lenta e só quando houver consenso na equipe”. Na capa do Valor Econômico.Para Ilan, juro baixo agora veio para ficar. Para o ex-presidente do Banco Central Ilan Goldfajn, o Brasil enfim convergiu para um nível mais baixo de inflação e juros”. Na capa do Valor Econômico.Governo descarta interferir para evitar fim da Odebrecht. Para o governo, a recuperação judicial da Odebrecht é um problema de mercado, postura diferente da adotada em administrações anteriores”. Na capa do Valor Econômico.

Sociedade

“‘Concessões suspeitas. Objetivo da medida é fiscalizar beneficiários que hoje não são obrigados a passar por perícia periódica”. Na capa do Estadão.

Meio ambiente

“Óleo retirado no NE chega a 525 toneladas. Governo vai ressarcir gastos dos estados com retirada de óleo de praias do Nordeste”. Na capa do O Globo.“Bahia jogará com camisa ‘manchada de óleo’ em ação contra desastre. Ato do clube acontecerá em duelo contra o Ceará, nesta segunda, pelo Brasileiro”. Na Folha.

Religião

“Baianos lotam estádio para celebrar Santa Dulce. Arena Fonte Nova, em Salvador, recebeu 49 mil fiéis que homenagearam a baiana canonizada há uma semana, no Vaticano”. Na capa do O Globo.Agora santa, Irmã Dulce leva 59 mil a missa de oito horas na Fonte Nova. Na capa da Folha.

Violência

“werwerwer”. Na capa da werwer.

Judiciário

“Entrevista da 2ª. Matthew Stephenson. Lava Jato só terá impacto se forem feitas reformas”. Na capa da Folha.

Cidades

“Rio. Buracos voltam a surgir após mutirão da prefeitura. Ruas que receberam mutirão de tapa-buracos há pouco mais de um ano voltaram a ter crateras”. Na capa O Globo.

Cultura

Grupo teatral crente fica entre a cruz da polêmica e fama de excelência estética”. Na capa da Folha.

Tragédia

“Morre o 4º bombeiro no Rio. Primeiro-sargento Rafael Magalhães Alves não resistiu. Delegado diz que informação preliminar aponta que militares morreram asfixiados por inalação de fumaça. Hoje, bombeiros que ajudaram no combate às chamas vão depor”. Na capa do O Globo.

Bolívia

“Bolívia deve realizar 2º turno. Com 83,76% das urnas apuradas, presidente boliviano tem 45,28% dos votos, contra 38,16% de Carlos Mesar”. Na capa do O Globo.Bolívia deverá ter segundo turno, aponta apuração”. Na capa da Folha.Bolívia deve ter segundo turno entre Evo e Mesa. Segundo contagem rápida, o presidente Evo obteve 43,9% dos votos e seu rival Carlos Mesa, 39,4%; nova votação será um grande desafio para o chefe de Estado há mais tempo no poder na América Latina, que enfrentará uma oposição unida contra ele”. Na capa do Estadão.

Chile

Saques e incêndios deixam 7 mortos no Chile. Piñera estende toque de recolher em Santiago após novos protestos e 7 mortos em incêndios”. Na capa do O Globo.Piñera recua, mas protestos se espalham pelo Chile. O toque de recolher em torno da capital Santiago foi estendido pela segunda noite consecutiva ontem diante dos protestos cada vez mais violentos”. No Valor Econômico.Protestos no Chile têm mortes, saques e destruição. Vítimas estavam em mercados ou lojas de Santiago que foram saqueadas e incendiadas”. Na capa do Estadão.

Canadá

Pleito no Canadá, hoje, testa força do premiê Trudeau”. Na capa da Folha.Trudeau deve perder maioria no Parlamento. Pesquisas de intenção de voto indicam o Partido Liberal, do premiê Justin Trudeau, em empate técnico com o Partido Conservador. Previsões apontam que nenhum partido deverá ter maioria no Parlamento”. No Valor Econômico.

Reino Unido

Johnson fará hoje nova tentativa de aprovar seu acordo do Brexit. Apesar de ter sido obrigado a pedir à União Europeia (UE) um novo adiamento na data do Brexit, Johnson está confiante de que pode obter os 320 votos necessários para aprovar seu acordo”. No Valor Econômico.

EUA

“Trump desiste de reunir G-7 em seu resort. O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou que a próxima reunião de cúpula do G-7 não será realizada em um de seus clubes de golfe no Estado da Flórida, recuando em uma decisão que havia provocado acusações de corrupção.” “Na capa do Estadão.

? Colunas e artigos:

Governo

“Crise com PSL transforma governo Bolsonaro em um buraco de incertezas. O barril de pólvora que virou o partido tem potencial para causar danos irreparáveis ao Planalto”. Na coluna de Leandro Colon, na Folha.O levante do PSL. Políticos do partido acharam melhor devorar antes os filhos de Bolsonaro.” Na coluna de Celso Rocha de Barros, na Folha

Economia

Para o Brasil ser parte do mundo. Não me parece cabível que um país de dimensões continentais — com mais de 200 milhões de habitantes, sendo o maior da América Latina, com um parque industrial respeitável, boas unidades industriais, qualidade de mão de obra —não tenha projeção e respeitabilidade compatíveis.” Artigo de Roberto Teixeira da Costa, no O Globo.Saia do sufoco, abandone os cartões. O saudável hábito de pagar tudo em dinheiro, à moda antiga, pode salvar finanças”. Na coluna de Marcia Dessen, na Folha.

Sociedade

“Arranha-céu de vidro. Governo quer saber sua voz, digitais, cor dos olhos. É o atalho para o controle”. Na coluna de Ruy Castro, na Folha.A doutora da pele preta. No fórum, confunde-se cliente branca com advogada”. Artigo de Monique Rodrigues do Prado, na Folha.

Educação

A difícil passagem do verbo à ação. É importante agir para tornar a carreira de professor mais atrativa e as condições de trabalho melhores. Na coluna de Antônio Gois, no O Globo.

Política

“Quanto dura o efeito do ácido que bebemos em 2013? Eleições do ano que vem serão teste para saber se moderação voltou à política”. Na coluna de Vinícius Mota, na Folha.“Democracia e populismo. A democracia é uma forma de veto popular, não expressão de ideais metafísicos”. Na coluna de Marcus André Melo, na Folha.Os vices generais. James Mattis e Santos Cruz ensaiaram um regresso ao debate público na semana passada”. Na coluna de Mathias Alencastro, na Folha.Por nós e pelas que virão. Somos 51,7% da população, é passada a hora de ampliarmos nossa voz. O exercício da política ainda é reduto masculino, apesar dos avanços conquistados. Por isso, sabíamos que o PL nº 5250/2019 causaria grande impacto, e não deu outra.” Artigo semanal de Tabata Amaral, na Folha.

Judiciário

“Nenhuma força desata o nó da impunidade. Os pobres continuarão presos. O STF não se lembra deles, exceto em episódicas campanhas de mutirão”. Na coluna de Fernando Gabeira, no O Globo.Mais que uma guerra familiar. O atentado a tiros contra Shanna Garcia —filha do bicheiro Waldomiro Paes Garcia, o Maninho, patrono do Salgueiro, assassinado em 2004 — não pode ser encapsulado como um episódio de uma briga dentro daquele clã do jogo do bicho. Ele é a expressão de um estado de guerra no crime organizado, no cenário de uma cidade que sobrevive sob a mão pesada de bicheiros, milicianos e traficantes.” Artigo de Aloy Jupiara, no O Globo.Soberania, Amazônia e aquecimento global. Queimada no Pará afeta paquistanês ou trumpista”. Artigo de Rogerio Cezar de Cerqueira Leite, na Folha.STF teve aumento de 25% no número de visitantes em 2019. O maior interesse é creditado, entre outras coisas, ao fato de a corte ter destaque na mídia”. Na coluna de Mônica Bergamo, na Folha.

Mundo

“Insatisfação no Chile vai além de aumento na tarifa do metrô. Elogiado por Bolsonaro, país enfrenta desafios que vão da educação ao alto custo de vida “. Artigo de Sylvia Colombo, na Folha.O admirado modelo chileno escondia profundas rachaduras. Por trás da estabilidade política e seus invejáveis números macroeconômicos, diversos setores ficaram excluídos, o que levou ao longo dos anos a um descontentamento social que explodiu com força.” Na coluna de Giovanna Freitas, no Estadão.“’Levantes’ se espalham pela América Latina e o mundo. Do Peru ao Equador, do Haiti a Honduras, sinais foram ignorados em meio ao foco na Venezuela e Cuba, diz Miami Herald”. Na coluna de Nelson de Sá, na Folha.Hoje, sem dúvida alguma, o epicentro do qual se irradiam graves ameaças à estabilidade mundial é Washington.” Na coluna de Moisés Naim, no Estadão.

? Mercado:

Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) reabre nesta segunda-feira, 21, após o final de semana.

⏳ Destaque histórico:

“Em 21 de outubro de 2002, encontrada referência histórica a Jesus. Foi a descoberta de uma urna mortuária de pedra em Jerusalém, datada aproximadamente do ano de 63, com inscrições em aramaico que diziam “Tiago, filho de José, irmão de Jesus”..” Na Barsa.  (Anexo 6 publica diariamente a sinopse da grande mídia impressa, com foco nas manchetes, nos editoriais e nos destaques de capa)

Receba todas as novidades do Anexo6diretamente em seu email


0 0 vote
Article Rating
Inscreva-se
Notifique-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments