Economia e eleição 2018 são os temas predominantes nas manchetes dos jornais

SINOPSE NACIONAL DE 27 DE SETEMBRO DE 2018

Edição: Sérgio Botêlho 

JORNAIS:

Manchete e destaques do jornal O Globo: Investidor estrangeiro volta às compras na Bolsa. Preços baixos e leitura menos pessimista do cenário eleitoral impulsionam aquisições.

Adversários sobem o tom contra Haddad em debate. Em debate de presidenciáveis na TV, Ciro Gomes (PDT), Geraldo Alckmin (PSDB), Marina Silva (Rede) e Alvaro Dias (Podemos) centraram ataques no candidato Fernando Haddad (PT), para se colocarem como opção ao antipetismo. Jair Bolsonaro (PSL), internado, não compareceu.

Santinho irregular com nome de Lula é alvo de denúncias. Material de campanha com a candidatura do ex-presidente Lula, impugnada pelo TSE, é alvo de queixas à Justiça em cinco estados.

Crivella propõe taxar serviço on-line de hospedagem. O prefeito Marcelo Crivella deve enviar hoje à Câmara do Rio projeto de lei que prevê a cobrança de ISS sobre serviços de plataformas on-line de hospedagem, como Airbnb. Outro projeto visa à criação de novo tributo, a Contribuição para Fomento ao Turismo, que teria de ser pago pelos donos desses imóveis.

Macri obtém mais US$ 7,1 bi do FMI e antecipação de verba. Em novo acordo com o FMI, a Argentina obteve mais US$ 7,1 bilhões, chegando ao total de US$ 57,1 bilhões em empréstimos, valor recorde para a instituição. O governo Macri comemorou, ainda, a antecipação do repasse. Este ano e em 2019, o país receberá US$ 36 bilhões, o dobro do previsto inicialmente.

Merval Pereira: STF evita manobra com 3,4 milhões de votos.

Guru de Bolsonaro quer idade mínima para aposentadoria. Paulo Guedes enviou à campanha de Bolsonaro proposta de idade mínima de aposentadoria: 65 anos para homens e 62 para mulheres.

É bom começar a se planejar desde cedo. Com a reforma da Previdência no radar dos presidenciáveis, e a expectativa de vivermos cada vez mais, suplemento mostra as melhores opções para quem quer manter o padrão de vida após a aposentadoria.

Editorial1: Folha salarial dos servidores é outra ameaça à espreita. Superados apenas pelos gastos da Previdência, salários do serviço público precisam de novas regras.

Editorial2: Candidatos a presidente do Brasil deveriam observar a crise argentina. Reformas feitas apenas em parte levaram Macri a perder chance de ajustar a economia; serve de lição.

Manchete e destaques do jornal Estado de São Paulo: Voto útil não decola; Ciro e Marina atacam Haddad. Pesquisas indicam cenário estagnado, e candidatos da centro-esquerda travam duelos com petista em debate. Em busca de uma vaga no segundo turno pelo viés da centro-esquerda, Ciro Gomes (PDT) e Marina Silva (Rede) partiram para o confronto com Haddad no debate promovido ontem por SBT, UOL e Folha de S. Paulo. “Se puder governar sem o PT, eu prefiro”, disse Ciro. “Neste momento, o PT representa uma coisa muito grave porque se transformou numa estrutura de poder odienta que acabou criando o Bolsonaro, essa aberração.” Geraldo Alckmin (PSDB) e Alvaro Dias (Podemos) também criticaram o PT.

3,3 milhões de títulos cancelados. O STF decidiu ontem manter o cancelamento do título de 3,3 milhões de eleitores que não realizaram o cadastramento biométrico obrigatório. As Regiões Norte e Nordeste concentram 53,7% dos títulos cancelados entre 2016 e 2018.

Tesoureiro de petista é acusado de uso de caixa 2. Fernando Haddad (PT) nomeou como tesoureiro de sua campanha ao Planalto seu ex-secretário Francisco Macena. Eles são alvo de inquérito da Polícia Federal que apura suposto uso de caixa dois na eleição para a Prefeitura de São Paulo em 2012. Os dois negam as acusações, feitas pela empresária Mônica Moura, mulher do marqueteiro João Santana.

Daniel Dantas ganha ação e leva R$ 2,8 bi de sócios da Vale. O empresário Daniel Dantas, do grupo Opportunity, embolsou R$ 2,8 bilhões em acordo com acionistas da mineradora Vale – Dantas pedia R$ 4 bilhões na ação, que já durava dez anos. Homologado ontem, o acordo coloca fim a uma disputa que envolveu Elétron (de Dantas), Bradespar (Bradesco) e Litel (formada pelos fundos de pensão Previ, Petros, Funcef e Funcesp).

Trump não descarta intervenção na Venezuela. O presidente dos EUA, Donald Trump, afirmou, na Assembleia-Geral da ONU, que não descarta uma intervenção militar para lidar com a crise na Venezuela. “Todas as opções estão na mesa”, disse. Ele sugeriu um encontro com Nicolás Maduro, que apareceu de surpresa no evento para discursar. Seis países denunciaram chavistas por crimes contra a humanidade.

Interessados pressionam Temer por leilão de aeroportos. Com receio de que o próximo presidente não dê continuidade ao processo, empresas interessadas na concessão de 12 aeroportos nas Regiões Nordeste, Centro-Oeste e Sudeste pressionam o governo para que o leilão seja realizado ainda em 2018. Uma definição deverá ocorrer na próxima semana, na reunião do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI).

Zeina Latif: A moderação do discurso das candidaturas mais competitivas é esperada na descida do palanque. Mas é preciso mais.

Verissimo: Estou fazendo planos para qualquer eventualidade. O mais irrealizável é tocar meu saxofone no metrô de Paris.

Editorial1: Teste institucional. Nada indica que as instituições democráticas do País não estejam prontas para resistir à ação dos que pretendam exercer o poder pela força ou pela corrupção

Editorial2: A lenta abertura. Obstáculos ao crescimento das exportações vêm mantendo praticamente inalterado o peso das vendas externas na produção total da indústria

Editorial3: A Argentina como lição. O drama dos argentinos, que pagam pelos erros do populismo, talvez ajude os menos avisados a perceber os sinais de risco no Brasil.

Manchete e destaques do jornal Folha de São Paulo: Caixa inibe competição em novo crédito consignado. Grandes bancos questionam valor da cobrança para acesso a cadastro do FGTS. O empréstimo consignado com garantia do FGTS (Fundo de Garantia do Temp o de Serviço) está travado no setor financeiro. Grandes bancos questionam as cobranças de taxas da Caixa para bloquear o dinheiro do trabalhador e oferecer esse crédito. Mantidas as condições, o banco público, que lançou o produto ontem, complica a entrada de competidores nessa modalidade de empréstimo. A Caixa cobraria R$ 4.500 por mês do banco que quiser acessar seu sistema para oferecer o serviço. A mensalidade daria direito a 600 consultas aos dados de contas de trabalhadores e a 400 averbações (bloqueio do valor), ou a 800 operações completas. O custo por empréstimo concedido ficaria em R$ 5,60 — contra uma média de R$ 2 no mercado. A Caixa nega que a concorrência tenha criticado o custo para acesso ao FGTS, mas Banco do Brasil, Bradesco, Itaú e Santander pretendem negociar tarifas mais competitivas em reunião na Febraban (federação dos bancos) nesta quinta(27).

Em alta nas pesquisas, Haddad vira alvo em debate. Fernando Haddad (PT) tornou-se o principal alvo de debate promovido por Folha, UOL e SBT. Marina Silva (Rede) e Ciro Gomes (PDT) investiram contra o candidato.  Ouviu de Marina que o país está no “fundo do poço” pela “corrupção de PT, MDB e PSDB”. Haddad respondeu: “Quem botou o Temer lá foram vocês”.

Intervenção federal no diesel impede investimento de R$ 2 bi. A distribuidora de combustíveis Raízen, que opera a marca Shell no país, decidiu segurar até R$ 2 bilhões em investimentos por temer interferência do governo no mercado. O risco de intervenção é considerado maior após subvenção ao diesel para encerrar greve dos caminheiros.

Seis países denunciam governo Maduro a tribunal internacional. Líderes de Argentina, Canadá, Chile, Colômbia, Paraguai e Peru enviaram ao Tribunal Penal Internacional (TPI) pedido de investigação inédito por crimes de lesa-humanidade cometidos pelo regime de Nicolás Maduro na Venezuela. A Procuradoria se pronunciará hoje.

STF veta que eleitor com título cancelado vote.

Juiz diz que sigilo em ação de Alckmin foi violado.

Vídeos do PT deixam para trás a prisão de Lula.

Editorial1: Tempo escasso. Ideia de parar intervenção para votar a reforma da Previdência teria de enfrentar obstáculos

Editorial2: ONU. Trump a sério. Chamou a atenção a notória falta de modéstia e de autocrítica do mandatário americano.

Manchete e destaques do jornal Valor Econômico: Ofício da ANTT reconhece acordo em frete de retorno. Um ofício da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) em resposta a questionamento da Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove) abre brecha para a negociação dos valores do frete de retorno em bases diferentes da prevista na lei que estabeleceu o tabelamento do preço dos fretes.

Fed eleva os juros e sinaliza mais altas. O Federal Reserve (banco central dos Estados Unidos) elevou ontem as taxas de juros de curto prazo em 0,25 ponto percentual, para a faixa entre 2% e 2,25% ao ano, e indicou que espera elevá-las novamente ainda neste ano e ao longo de 2019, para manter a economia forte e em equilíbrio.

Arco entra na Nasdaq e já vale R$ 3,5 bi. Aos 39 anos, o cearense Ari de Sá Cavalcante Neto tocou o sino de encerramento do pregão da bolsa americana Nasdaq, ontem, em Nova York, para marcar a estreia da companhia de educação criada por sua família, a Arco Educação.

Pleito muda eixo de poder no PSDB . O resultado das eleições de 2018 pode promover um deslocamento do eixo de poder no PSDB. Realizada a rodada completa de pesquisas do Ibope para candidatos ao governo, o PSDB, que lançou candidaturas próprias em 12 Estados, lidera em quatro: Minas, Rondônia, Roraima e Mato Grosso do Sul.

Gigante irlandesa planeja expansão no Brasil. Dois anos depois de desembarcar no Brasil com a compra de dois fabricantes de papelão ondulado por mais de R$ 800 milhões, a empresa irlandesa Smurfit Kappa prepara uma nova fase de expansão no país.

FMI amplia pacote de ajuda à Argentina. O ministro da Economia da Argentina, Nicolás Dujovne, e a diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, anunciaram ontem os detalhes do acordo de crédito “stand-by” revisado para o país. O valor total do pacote de ajuda subiu de US$ 50 bilhões para US$ 57,1 bilhões.

Energia. Reservatórios caminham para nível crítico. Thymos Energia acredita que volume útil dos reservatórios pode ser inferior ao de 2001, ano do racionamento.

Adversários poupam Dilma em Minas Gerais. PT, até agora, transferiu mais recursos para ela do que para a candidatura ao governo de Minas.

Editorial: Fed aumenta juros e sinaliza uma nova alta no fim do ano. A valorização dos preços dos ativos, como o preço das ações, não preocupa o Fed, assim como as turbulências observadas no mundo emergente.

Deixe uma resposta

Fechar Menu