Disputa pela OI fica acirrada; Brasília é rota de tráfico de animais

Disputa pela OI fica acirrada; Brasília é rota de tráfico de animais. Esses são destaques da grande mídia impressa, nesta sexta-feira, 24 de julho de 2020. Veja na *sinopse do noticiário*.

*BIRÔ DE IMPRENSA*, Ano III, Nº 623, de 24.07.2020

🖋 Edição: _Sérgio Botêlho_

📃 *Manchetes do dia*:

“Disputa acirrada pela Oi faz preço da ação disparar. Valor de mercado da Oi subiu mais de 30% em uma semana e cresceu a chance de os lances finais ficarem muito acima do mínimo pedido, de R$ 15 bilhões. ” *Manchete de capa do Valor Econômico*.

“Depoimento coloca Brasília na rota do tráfico de animais. Testemunha ouvida pela polícia no inquérito que apura o ataque de uma naja, no Guará 2, revela que Pedro Henrique Lehmkuhl, o estudante picado pela cobra, comprava e vendia serpentes desde 2019. ” *Manchete de capa do Correio Braziliense*.

“Avanço da crise. Mais de 40% das famílias receberam auxílio em junho. Fim dos benefícios do governo se dará com desemprego em alta.” *Manchete de capa do O Globo*.

“Estados apoiam reforma ampla nos tributos sobre o consumo. Governadores assumem posição inédita a favor de unificação desse tipo de imposto; municípios discordam.” *Manchete de capa do Estadão*.

“Taxa de cura da Covid é 50% maior na rede privada. Índices de hospitais públicos são piores no Norte e no Nordeste; comorbidades afetam desempeno.” *Manchete de capa da Folha*.

📃 *Editoriais do dia*:

_FOLHA_

“Devaneio militar. Defesa, que gasta 73% da verba com pessoal, propõe patamar irrealista de despesa” 

“Europa solidária. Acordo para reconstruir a economia pode levar a futuro orçamento supranacional.”

_O GLOBO_

“Volume de gastos força o aumento da carga tributária. Esta verdade irrefutável é o que explica a proposta de criação da CBS, na fusão do PIS com a Cofins.” 

“Acirramento da disputa EUA-China traz prejuízo a todo o mundo. Brasil deveria pautar a relação com ambos pelo engajamento realista e pelo interesse nacional.” 

_ESTADÃO_

“A tragédia dentro da tragédia. Desafortunadamente, o País é presidido por um inepto durante a mais mortal crise sanitária em mais de um século.”

“Escasso e mal aferido. Insuficiência e má fiscalização mostram urgência do novo marco do saneamento.” 

“Os caminhos da reconstrução. A pandemia de covid-19 impõe acelerar reformas que já eram necessárias antes dela.” 

“Industriais veem futuro melhor do que presente. Porém, até que esses fatos ocorram, o mais provável é que a recuperação do setor seja moderada.” 

_VALOR ECONÔMICO_

Auxílio social e contato com covid-19 crescem em junho. Há dados menos favoráveis, que indicam tendências a prevalecer nos próximos meses. O número de pessoas afastadas pela pandemia caiu e o desemprego subiu.” 

_CORREIO BRAZILIENSE_

“Pouco gasto na pandemia. Na dura batalha contra a pandemia do novo coronavírus, mesmo com a emergência vivida pelo país, o governo não consegue levar aos destinatários as verbas disponíveis para os estados e municípios que estão na linha de frente no combate à covid-19, que já matou mais de 80 mil brasileiros e infectou 2,2 milhões.” 

📈 Bolsa de Valores

Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou a quinta-feira, 23, em queda de -1,9%, a 102.293 pontos. O dólar terminou o dia em alta de 2,04%, a R$ 5,21.

⏳ Destaque para o dia de hoje:

Realce histórico para esta sexta-feira, 24 de julho de 2020

Leia mais sobre Destaques da Grande Mídia Impressa.

Receba todas as novidades do Anexo6diretamente em seu email


Inscreva-se
Notifique-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments