Brasil ‘sem dinheiro’ e intervenções na PF e na Receita, nas manchetes

🖋 Edição: Sérgio Botêlho

📃 Manchetes do dia:

“Bolsonaro: ‘O Brasil todo está sem dinheiro’. Para secretário do Tesouro, é preciso vetar o reajuste a servidores. Bolsonaro citou privatizações como opção para elevar a arrecadação. Com Orçamento apertado, gastos não obrigatórios estão no nível mais baixo desde o início da série histórica, em 2009”. Manchete de capa do O Globo.

“Intervenção de Bolsonaro gera crise na PF e na Receita. Órgãos que de alguma forma investigaram parentes do presidente têm mudança de comando e ameaça de rebelião”. Manchete de capa do Estadão.

“Bolsonaro intervém na PF e abre crise dentro do governo. Troca de chefe do órgão no Rio gera atrito; ‘quem manda sou eu’, afirma presidente.” Manchete de capa da Folha.

📃 Editoriais do dia:

“Escalada da desigualdade. Pelo 17.º trimestre consecutivo a desigualdade de renda cresce no Brasil. Trata-se do ciclo mais longo da história do País, segundo o índice Gini, o indicador mais reputado na matéria”. Editorial do Estadão.

“Os sinais vitais segundo a FGV. Embora sem recessão, a economia está muito fraca, com recuo na indústria e na agropecuária”. Editorial do Estadão.

“Estrangeiros perigosos. Ao regulamentar a legislação para imigrantes, refugiados e turistas, a Portaria 666 amplia as suas garantias na proporção em que restringe as possibilidades de abuso”. Editorial do Estadão.

“Vetos necessários na lei contra abuso de autoridades. Armadilhas para agentes do Estado precisam ser desarmadas em projeto, que depende de sanção do presidente. O dispositivo tem clara intenção de atemorizar juízes e promotores. Tenta se fechar o cerco contra a Lava-Jato e operações anticorrupção em geral.” Editorial do O Globo.

“Abuso na lei. Vai à sanção do presidente texto que pune excessos cometidos por autoridades. Os críticos do projeto temem que ele seja usado para intimidar os servidores que cumprem a lei, gerando impunidade em vez de inibir os que andam fora da linha.” Editorial da Folha.1

“Esquerda brasileira insiste em apoiar a cleptocracia do ditador Maduro. PT, PDT, PCdoB e PSB se calam diante da morte de opositores na Venezuela”. Editorial do O Globo.

“O partido da direita. PSL de Bolsonaro busca expansão, mas ainda está longe de ter coesão interna”. Editorial da Folha.

📃 Outros destaques:

“Presidente desiste de emplacar chefe da PF no Rio. Depois de afirmar que quem mandava na Polícia Federal era ele, reiterando a indicação do delegado Alexandre Saraiva para a Superintendência no Rio, o presidente Bolsonaro voltou atrás. O diretor-geral da PF, Maurício Valeixo, que havia escolhido outro nome para o cargo, ameaçara pedir demissão.” Na capa do O Globo.

“Moro deve sugerir veto a 8 artigos da lei que pune abuso. O ministro da Justiça, Sergio Moro, vai aconselhar o presidente Bolsonaro a vetar oito artigos do projeto que tipifica o crime de abuso de autoridade, por prejudicarem investigações. Entre eles está a condenação do magistrado que decretar prisão sem amparo legal.” Na capa do O Globo.

“Caixa: prestação da casa própria pode cair até 35%. Novo tipo de crédito imobiliário, corrigido pelo índice da inflação, deve reduzir valor de parcelas do financiamento em até 35%.” Na capa do O Globo.

“‘Agronegócio tem interesse em combater o desmatamento’. Para Marcello Brito, presidente da Associação Brasileira do Agronegócio, política ambiental do governo federal prejudica o setor.” Na capa do O Globo.

“Fake news do emprego. Uma notícia falsa sobre a criação de sede do Sistema Nacional de Empregos (Sine), com oferta de 1.500 vagas, foi espalhada em aplicativo de mensagens e rede social, levando dezenas de pessoas ao Centro de Niterói. Como o pedreiro José Romildo, desempregado há mais de um ano. “Acreditei que eu conseguiria voltar a trabalhar. É triste”, disse.” Na capa do O Globo.

“Brasil quer maior rapidez em queda de tarifas do Mercosul. A possibilidade de vitória da chapa formada por Alberto Fernández e Cristina Kirchner na Argentina fez o Brasil acelerar as negociações para a redução da tarifa externa comum (TEC) cobrada pelos membros do Mercosul na importação de produtos de outros países. O objetivo é tentar fechar acordos até dezembro, ainda no governo de Mauricio Macri.” Na capa do Estadão.

“Exército discute corte de recrutas por falta de verba. Com parte de seus recursos contingenciada, o Exército poderá ser obrigado a dispensar pelo menos 25 mil dos 80 mil recrutas já no início de outubro, antecipando a primeira baixa, prevista para dezembro. Caso não haja descongelamento de verbas, a Força também prevê uma redução das operações militares e o corte de expediente para os que ficarem nos quartéis em todo o País.” Na capa do Estadão.

“Governo faz nova investida para privatizar Eletrobrás. Semelhante ao elaborado na gestão Temer, projeto de lei de privatização da Eletrobrás deve ser apresentado pelo governo à Câmara na próxima semana. A avaliação é de que, com a conclusão da reformada Previdência, o caminho fique facilitado. A proposta deverá conter os mesmos itens da MP 879, que perde validade na quarta-feira. O principal é o aporte de até R$ 3,5 bilhões da União à companhia. Esses recursos serão utilizados para cobrir dívidas das seis distribuidoras, vendidas em 2018 e que foram assumidas pela Eletrobrás.” Na capa do Estadão.

“Mais 4 faculdades de Portugal usarão Enem. Quatro novas instituições de ensino superior de Portugal fazem acordo com o MEC para usar o Enem na seleção de alunos.” Na capa do Estadão.

“Projeto prejudica polícia e Ministério Publico, avalia pasta da Justiça”. Na capa da Folha.

“País não tem mais dinheiro e faz milagre, diz presidente. Com o risco de paralisia em programas federais, Jair Bolsonaro admitiu ontem que seu governo enfrenta uma crise financeira, que pode afetar desde bolsas de pesquisa até a alimentação de recrutas. “O Brasil inteiro está sem dinheiro. Estamos aqui tentando sobreviver no Corrente ano.” Na capa da Folha.

“Doria deixa no papel maioria de promessas para segurança. Há sete meses no cargo, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), cumpriu integralmente só 2 de 22 metas anunciadas para a segurança pública. Um dos êxitos foi manter a queda de homicídios, mas continuam ã espera propostas como a integração das polícias. O setor foi uma bandeira de campanha de Doria, quando colou sua imagem à de Jair Bolsonaro. Agora, tenta se afastar. Ontem, negou que a filiação ao PSDB do deputado Alexandre Frota, expulso do PSL, signifique oposição ao governo federal.” Na capa da Folha.

“Líder indígena waiãpi morreu por afogamento, aponta laudo”. Na capa da Folha.

“Desmatamento cresce 15% nos últimos 12 meses, diz Imazon”. Na capa da Folha.

📃 Colunas e artigos:

“Brasil de Bolsonaro é visto com cada vez mais desprezo”. Na coluna de José Eduardo Agualusa, no O Globo.

“Diferenças não podem separar Brasil e Argentina”. Na coluna de Míriam Leitão, no O Globo.

“Itens da nova lei de abuso já estão no Código Penal”. Na coluna de Míriam Leitão, no O Globo.

“O Senado resolveu empacar reforma da Previdência para garantir mais recursos aos Estados”. Na coluna de Adriana Fernandes, no Estadão.

“Europeus tentam ajudar Amazônia, mas são rechaçados pela política de desmate livre de Bolsonaro”. Na coluna de Fernando Reinach, no Estadão.

“Brasil escolhe confronto com a Argentina”. Na coluna de Roberto Simon, na Folha.

“Planalto responde sobre paradeiro de Queiroz em ofício, ao deputado Paulo Teixeira (PT-SP). ‘Informo que o senhor presidente não possui informações referentes ao paradeiro do senhor Fabrício Queiroz’, disse o chefe de gabinete de Bolsonaro, Pedro Cesar Marques de Sousa, em papel oficial e timbrado da Presidência.” Na coluna de Mônica Bergamo, na Folha.

📊 Mercado: Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou a sexta-feira, 16, em alta de 0,76%, a 99.806 pontos. O dólar terminou o dia em alta de 0,38%, a R$4,00, enquanto o euro também terminou em alta de 0,11%, a R$ 4,44.

Destaque histórico: Em 17 de agosto de 1979 é fundada a Associação Nacional de Jornais do Brasil, com o objetivo de defender a liberdade de imprensa.

Receba todas as novidades do Anexo6diretamente em seu email


Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notifique-me de
Fechar Menu