Demissão e nomeação na Saúde: sai Mandetta e entra Teich

Demissão e nomeação na Saúde: sai Mandetta e entra Teich. Esse é o principal destaque da grande mídia, nesta sexta-feira, 17 de abril de 2020, na seção DESTAQUES DA GRANDE MÍDIA IMPRESSA, do Anexo 6.

🖋 Edição: _Sérgio Botêlho_

📃 *Manchetes do dia*:

“Na pandemia, Bolsonaro demite ministro que defendeu isolamento. Novo titular da Saúde, Nelson Teich sinaliza que não haverá mudança brusca em quarentena e propõe testes em massa.” *Manchete de capa da Folha*.

Novo ministro fala em alinhamento a Bolsonaro, mas sem alteração brusca. Nelson Teich: falta de informação é o maior desafio. Presidente diz que é hora de voltar às aulas. Em nota, Alcolumbre e Maia pedem isolamento.” *Manchete de capa do O Globo*.

“Bolsonaro demite Mandetta e ataca Maia: ‘Péssima atuação’. Presidente nomeia para o Ministério da Saúde Nelson Teich, que diz ter ‘alinhamento completo’ com o Planalto.” *Manchete de capa do Estadão*.

“Teich assume Saúde e tenta conciliação. Favorável ao isolamento social, novo ministro adotou um tom conciliador, defendeu a economia e alertou para o problema do desemprego. ” *Manchete de capa do Valor Econômico*.

“Sai Mandetta entra Teich. Novo ministro diz estar alinhado com o presidente. ” *Manchete de capa do Correio Braziliense*.

📃 *Destaques de capa*:

*O GLOBO*

“Colapso das redes ameaça 5 estados e o DF. Efeito da Covid-19, todos os leitos de UTI do Ceará estão ocupados, e autoridades projetam 250 mortes por dia no estado em maio. Há risco de esgotamento das redes públicas de Rio, São Paulo, Amazonas, Pernambuco e Distrito Federal. Governo pode negociar com hospitais privados reforço nos leitos.”.

“Cresce adesão para redução de salário e jornada. Segundo o governo, já foram registrados quase 2,5 milhões de acordos para redução de jornada de trabalho e salário a fim de preservar empregos, com a adesão de montadoras e varejistas. Falha no sistema de videoconferência adiou sessão do STF para analisar MP que flexibiliza normas trabalhistas.”.

“Souza Aguiar: profissionais pedem equipamentos de proteção. Equipe que atua na maior emergência do Rio teme pelo contágio devido à falta de máscaras, óculos, luvas e protocolos.”. 

“Trump anuncia plano para iniciar retomada de atividades. Presidente dos EUA propõe amenizar isolamento. Na primeira fase, restaurantes, cinemas e academias abririam com restrições.”. 

“Souza Aguiar: profissionais pedem equipamentos de proteção. Equipe que atua na maior emergência do Rio teme pelo contágio devido à falta de máscaras, óculos, luvas e protocolos.”.

“Mais da metade dos pacientes de Covid-19 no Brasil está curada. Estimativa é que 55% dos diagnosticados se recuperaram. Um mês após primeira morte, Brasil tem cenário similar ao da China.”.

“Quais os testes disponíveis no país e as suas indicações. Há 33 tipos de exames autorizados pela Anvisa para detectar o vírus. Grau de confiabilidade e prazo para sair o resultado variam.”.

“Merval Pereira: Novo ministro da Saúde terá de fazer escolhas”. 

“Miriam Leitão: Dia de muitos erros de Bolsonaro e fala confusa de Teich”. 

*ESTADÃO*

“Novo ministro é a favor de um ‘isolamento estratégico’. Nelson Luiz Sperle Teich, ministro da Saúde”.

“‘Não façam o que não devem fazer’, diz Mandetta. Na despedida de servidores do ministério, Mandetta diz que equipe fez ‘bom combate’”.

“Eliane Cantanhêde: A grande cartada. A quebra do isolamento é certa. É preciso saber quando e em que bases. Com ela, Bolsonaro joga o destino dele e de milhões. O futuro dirá.”. 

“Carlos Melo: A negação da realidade escolheu o pior de dois mundos, os desastres na saúde e na economia.”. 

“Walter Cintra Ferreira Junior: Teich terá de conciliar a visão obscura de Bolsonaro e a necessidade de tomar medidas efetivas.”.

“Câmara amplia alcance da ajuda emergencial. Proposta aumenta pagamento do benefício para mães adolescentes e o dobro (R$ 1,2 mil) para pais solteiros. Se a mãe solteira for chefe de família, terá direito a duas cotas (R$ 1,2 mil), assim como já é a regra para mães maiores de 18 anos”.

“Em SP, periferia tem maioria de mortes suspeitas. Prefeitura não detalha nº de óbitos confirmados e em investigação de cada distrito; maioria dos registros em bairros pobres tem resultado pendente. Secretaria diz que isso se deve à fila de testes na rede pública”.

“Governo estadual estuda envio de doentes ao interior. SP tem 853 óbitos e uma morte a cada 30 minutos; no Município, hospitais já estão com 100% de ocupação das UTIs”. 

“Trump abre mão de decisão sobre isolamento. Em teleconferência, presidente americano defende retomada da economia no dia 1º de maio, mas promete não impor calendário aos Estados; governo recomenda que quantidade de testes e capacidade hospitalar sejam levadas em conta antes de suspender quarentena”. 

“Ceará tem 100% dos leitos de UTI ocupados. Governo prevê 250 mortes por dia apenas em Fortaleza e já comprou 15 mil túmulos, prevendo a demanda”.

“Telemedicina tem aval, mas com restrições. Receitas digitais vão precisar de assinatura eletrônica certificada; ideia é desafogar os centros de saúde com atendimento remoto”.

“Fernando Gabeira: Seria o vírus novo agente transformador? Os grandes lances do futuro são imprevisíveis.”.

*FOLHA*

“Oncologista, Teich é bolsonarista, mas apoia isolamento social”.

“Presidente faz críticas, mas segue impedido de agir contra estados”.

“Igor Gielow: Governo Bolsonaro chega a ponto de exaustão”. 

“Discreto na pandemia, Mandetta sai sem fazer seu maior projeto”. 

“Fernando Canzian: Ex-ministro contribuiu para o voo cego”.

“Reinaldo Azevedo: Realidade é banida em nome da convicção”.

“Bolsonaro acusa Maia de conspirar contra ele”.

“Na UTI, médico corre para não ter que escolher”. 

“Municípios de SP contam mais casos que o estado”. 

“São Paulo tem três hospitais lotados na Zona Leste”.

“Bruno Covas recomenda o uso de máscaras nas ruas por decreto”.

“Profissionais da Saúde afastados sob suspeita ou risco somam 8 mil”.

“‘Estamos perdendo o controle’, diz agente penitenciário de SP”. 

“Leitos públicos para Covid-19 no Ceará estão lotados”. 

*VALOR ECONÔMICO*

““Médico tem que fazer escolhas”. Num vídeo que começou a circular nas redes sociais, após a nomeação, Teich demonstrou sua visão pragmática, baseada na relação entre custos e benefícios”.

“Bolsonaro ataca Maia, que ‘joga flores’. Presidente insinuou que o deputado fluminense estaria conspirando para criar instabilidade em seu governo, após crítica à demissão”.

“Fila de espera no INSS ainda tem 1,6 milhão. Presidente do INSS, Leonardo Rolim, disse que espera zerar até outubro a fila dos que esperam mais de 45 dias por uma resposta do órgão”. 

“Indústrias do Sul voltam a produzir. Desde segunda-feira, parte dos funcionários da indústria de cidades da Serra Gaúcha, como Caxias do Sul e Farroupilha, deixou o isolamento social e voltou ao trabalho”. 

“Laboratório do Exército sai do anonimato. Plano do presidente de aumentar a oferta de cloroquina e hidroxicloroquina no país colocou o Laboratório Químico Farmacêutico do Exército (LQFEx) em evidência”.

“Socióloga vê solidariedade, mas cobra a ação do Estado. Para Neca Setubal, atual governo não tem capacidade de liderar o que seria necessário em termos de políticas públicas para enfrentar a crise”.

“Retorno exige estratégia. Para o médico Ben-Hur Ferraz Neto, cirurgião dos hospitais Albert Einstein e Oswaldo Cruz, corremos o perigo de viver cinco ondas da saúde com a pandemia”.

*CORREIO BRAZILIENSE*

“Bolsonaro acusa Maia de conduzir Brasil ao caos”.

“Já falta UTI no Ceará”.

“Abril tem plantão do guarda-chuva. Céu encoberto e chuva. Esse é o cenário que o brasiliense terá pelos próximos dias, segundo previsão do Inmetro”. 

“Idosos. Maior grupo de risco da Covid-19, pessoas acima de 60 anos, representam 12,1% da população do DF”. 

“Empatia. Isolamento tem feito brasilienses descobrirem formas de ajudar o próximo e serem mais solidários”.

“Comércio pode reabrir em maio, estuda o GDF”.

📃*Editoriais do dia*:

“O boleto da escola. Projetos para corte de mensalidades na quarentena miram só um lado do problema” *Editorial da Folha*.

“Mandetta sai, e o coronavírus permanece. Troca por Nelson Teich ocorre em momento delicado, na fase de aceleração da epidemia no país” *Editorial do O Globo*.

“Epidemia expõe semelhanças entre Bolsonaro e Trump, além do estilo. Os dois presidentes são contra o isolamento social, porque temem efeitos da recessão nos seus projetos.” *Editorial do O Globo*.

“Só o vírus ganha. Mesmo que revele uma competência ímpar, Nelson Teich precisará de um tempo que não existe. A troca de ministro é imprudência que só se explica pelos interesses eleitorais de Jair Bolsonaro.” *Editorial do Estadão*.

“A desfaçatez de Donald Trump. O presidente americano demonstra, mais uma vez, que é um perigo para a estabilidade global.” *Editorial do Estadão*.

“A importância de ficar em casa. É preciso que os paulistas respeitem isolamento social para espaçar no tempo número de infectados.”. *Editorial do Estadão*.

Bolsonaro dá o passo mais arriscado e demite Mandetta. Atitude aumenta a chance de desastres humanitários, de cuja responsabilidade Bolsonaro não se desvencilhará”. *Editorial do Valor Econômico*.

“Equilíbrio na nação. Antes tarde do que nunca. A máxima se aplica bem à decisão da maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) que entenderam que os governadores e prefeitos de todo o país podem decretar e executar as medidas que considerem necessárias para conter a propagação do novo coronavírus, o que vem sendo contestado pelo governo federal”. *Editorial do Correio Braziliense*.

📈 *Bolsa de Valores*

Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou a quinta-feira, 16, em baixa de -1,29%, a 77.812 pontos. O dólar terminou o dia em alta de 0,25%, a R$ 5,26..

Destaque histórico:

Informações sobre o dia de hoje na história, é só clicar.

Receba todas as novidades do Anexo6diretamente em seu email


Inscreva-se
Notifique-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments