Crise fiscal e saúde, prisões, Vale-Cemig e reformas se destacam na mídia

Crise fiscal e saúde, prisões, Vale-Cemig e reformas. Estes são os destaques da grande mídia, nesta terça-feira, 14 de janeiro de 2020.

🖋 Edição: Sérgio Botêlho

📃 Destaques do dia:

“Atendimento em xeque. Serviço de saúde encolhe no país com crise fiscal. Redes estaduais perderam 17 hospitais e 20 unidades básicas em 2019”. Manchete de capa do O Globo.

“Nova lei pode afetar prisão sem prazo da Lava Jato. Pacote anticrime prevê revisão de prisões preventivas a cada 90 dias e fatos contemporâneos a justificá-las”. Manchete de capa da Folha.

“Vale deve assumir participação da Cemig na Aliança. Meta da mineradora é se tornar autossuficiente em energia no país até 2030 utilizando fontes renováveis”. Manchete de capa do Valor Econômico.

“Guedes diz que reformas vão para o Congresso em fevereiro. Segundo ministro, propostas para a área administrativa e impostos deverão ser enviados quase simultaneamente”. Manchete de capa do Estadão.

“Prefeitura agora vetará dois blocos grandes no mesmo dia”. Destaque de capa do O Globo.

“Efeitos da reforma tributária podem ficar para 2022”. Destaque de capa do O Globo.

“No Irã repressão a protestos tem guerra de versões”. Destaque de capa do O Globo.

“Demissão aceita. Após reunião de família, rainha diz sim ao ‘Megxit’”. Destaque de capa do O Globo.

“A polarização é o Brasil no Oscar”. Destaque de capa do O Globo.

“Festa de pouca diversidade dá 11 indicações a Coringa”. Destaque de capa do O Globo.

“Cerveja: sobe o número de casos suspeitos”. Destaque de capa do O Globo.

“Empregador não pode mais abater gasto com doméstico”. Destaque de capa do Estadão.

“Manifestantes avisam que Irã usa munição letal”. Destaque de capa do Estadão.

“Atleta olímpica foge e acusa Irã de hipocrisia”. Destaque de capa do Estadão.

“Restrição a plásticos em São Paulo agora é lei”. Destaque de capa do Estadão.

“Filipinos desdenham riscos de vulcão”. Destaque de capa do Estadão.

“Nova estação do país na Antártida é inaugurada hoje”. Destaque de capa da Folha.

“Vertigem à brasileira. Documentário brasileiro concorrerá ao Oscar 2020”. Destaque de capa da Folha.

“Auditoria aponta R$1 bi em gastos atípicos do DPVAT”. Destaque de capa da Folha.

“Seguradora Líder nega corrupção e fraudes na empresa”. Destaque de capa da Folha.

“Dedução de gastos com doméstico é extinta do IR”. Destaque de capa da Folha.

“Guedes avalia subir salário mínimo e repor inflação”. Destaque de capa da Folha.

“Oceanos alcançaram a maior temperatura da história em 2019”. Destaque de capa da Folha.

“Ministério ordena recall de todas as cervejas de fábrica em MG”. Destaque de capa da Folha.

“SP proíbe distribuir descartável plástico em comércios”. Destaque de capa da Folha.

“Para zerar filas no INSS governo terá de gastar R$9,7 bi”. Destaque de capa da Folha.

“Na trilha do carro elétrico. Projeto da CBMM demandou R$ 40 milhões em 2019 e objetivo é acelerar o desenvolvimento das baterias com óxido de nióbio”. Destaque de capa do Valor Econômico.

“Irã trouxe perdas e ganhos a Trump. Ataque-surpresa que resultou na morte do general Qassem Soleimani pode ter fortalecido a imagem do presidente americano, afirmam seus defensores”. Destaque de capa do Valor Econômico.

“Fundos miram companhias de capital fechado. Medida visa estimular a diversificação das carteiras das entidades fechadas de previdência, num momento em que as taxas de juros no país estão no patamar mais baixo da história”. Destaque de capa do Valor Econômico.

“Santander vê ‘ressaca’ antes da recuperação. Ao apresentar as principais premissas do banco para 2020, equipe econômica chefiada por Ana Paula Vescovi afirma que dificilmente o PIB brasileiro crescerá menos de 2% neste ano”. Destaque de capa do Valor Econômico.

“País vai priorizar financiamento de infraestrutura com Banco do Brics. Instituições multilaterais serão usadas preferencialmente para viabilizar políticas públicas em saúde e educação”. Destaque de capa do Valor Econômico.

“Base na Antártica é reaberta ao custo de R$ 100 milhões. Novas instalações contam com 17 laboratórios”. Destaque de capa do Valor Econômico.

“Os rumos da desigualdade. Disparidade entre ricos e pobres vai ceder lentamente até 2030 mesmo com fatores demográficos e educacionais atuando a favor, projeta ex-presidente do Ipea”. Destaque de capa do Valor Econômico.

📃 Editoriais do dia:

“Facção imobiliária. Repetindo degradação fluminense, organização criminosa em SP lucra com invasões”. Editorial da Folha.

“Fraqueza industrial. Apesar de sinais positivos na economia, setor sofre com travas a serem atacadas”. Editorial da Folha.

“Mercado de capitais acena com apoio às empresas. O mercado de capitais passou a substituir com folga a redução da oferta de crédito subsidiado do BNDES”. Editorial do Valor Econômico.

“Exploração legal ajuda a proteger terras indígenas. É melhor regulamentar o uso dessas terras do que deixá-las para grupos que agem na ilegalidade”. Editorial do O Globo.

“Prefeitura e estado precisam repensar desfiles de megablocos. Tumultos após apresentação da Favorita, em Copacabana, prejudicam a imagem da cidade”. Editorial do O Globo.

“Em busca da produtividade. Brasil corre o risco de envelhecer antes de se tornar rico.” Editorial do Estadão.

“A educação não é descartável. É desconcertante a notícia de que o MEC estuda descartar 2,9 milhões de livros didáticos. Livros não são descartáveis. O futuro dos jovens não é descartável.” Editorial do Estadão.

“A inflação já recua. Passado o susto do fim de ano, os primeiros indicadores mostram os preços voltando a um ritmo bem comportado “. Editorial do Estadão.

📊 Mercado:

Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou a segunda-feira, 13, em alta de 1,58%, a 117.325 pontos. O dólar terminou o dia em alta de 1,15%, a R$ 4,14.

Receba todas as novidades do Anexo6diretamente em seu email


Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notifique-me de
Fechar Menu