Congresso aprova PLDO e entra em recesso, de fato. De direito, só na próxima semana.

Sérgio Botêlho

O Congresso Nacional está livre do maior entrave ao recesso parlamentar que, oficialmente, tem início a partir da próxima quarta-feira, 18, mas, a rigor, deve começar, desde já, o que facilita a vida dos parlamentares em busca de reeleição.

Na madrugada desta quinta-feira, 12, os deputados e senadores aprovaram, em reunião do Congresso Nacional, a Lei de Diretrizes Orçamentárias, LDO, que, obrigatoriamente, tem de ser votada para que o recesso aconteça.

Na aprovação da LDO, no entanto, uma derrota para a proposta originalmente apresentada pelo relator, Dalírio Beber (PSDB-SC), que não previa aumento para os servidores públicos no próximo exercício.

O fato é que o plenário do Congresso Nacional retirou do Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (PLDO) de 2019 não apenas o dispositivo que impede reajustes a servidores públicos, mas, também, o que impedia a criação de cargos no próximo ano.

Deixe uma resposta

Fechar Menu