China promove exposição internacional sobre a Rota da Seda

A Sexta Exposição Internacional da Rota da Seda começou neste domingo, 14, em Xi’an, capital da Província de Shaanxi, no noroeste da China, com uma cooperação mais profunda na agenda.

Com o tema de fortalecer a interconectividade e a integração para o progresso comum, benefícios compartilhados e resultados de ganhos recíprocos, a exposição tem participantes de mais de 70 países e regiões, incluindo a República da Coreia, Tailândia e Cingapura. O Uzbequistão é o país de honra convidado.

A exposição de cinco dias também conta com reuniões e fóruns que abrangem temas como cooperação econômica e comercial regional da Parceria Econômica Abrangente Regional (PEAR), manufatura inteligente e desenvolvimento verde.

A Iniciativa do Cinturão e Rota, proposta pela China em 2013, visa construir redes de comércio e infraestrutura conectando a Ásia com a Europa e além ao longo das antigas rotas comerciais da Rota da Seda para o desenvolvimento comum e a prosperidade.

Os últimos nove anos testemunharam progressos substanciais no comércio e no investimento sob a iniciativa.

De 2013 a 2021, o volume total de comércio de mercadorias entre a China e os países do Cinturão e Rota foi de US$ 11 trilhões, enquanto o investimento bidirecional ultrapassou US$ 230 bilhões, disse Li Fei, ministro assistente do Comércio da China.

Até o final de 2021, a China já tinha construído 79 zonas para cooperação econômica e comercial em 24 países ao longo do Cinturão e Rota, investindo US$ 43 bilhões e criando 346 mil empregos locais, acrescentou Li.

Crédito da foto: Xinhua/Li Yibo

FONTE:

Xinhua

You may also like

Inscreva-se
Notifique-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments