Ucrânia: Cruz Vermelha adia saída de civis; cessar fogo teria sido violado

Segundo a CNN-Brasil, Cruz Vermelha disse que retirada de civis das cidades de Mariupol e Volnovakha não começará neste sábado por violação de cessar fogo

A Cruz Vermelha informou que a retirada de civis das cidades de Mariupol e Volnovakha, na Ucrânia, onde vinha ocorrendo conflito intenso com as forças russas, não deve começar neste sábado (5/3). A informação é da CNN Brasil. Segundo o portal noticioso, o motivo seria o não cumprimento, por parte da Rússia, das medidas de cessar-fogo.

A expectativa é que 200 mil pessoas sejam retiradas de Mariupol, o que corresponde a quase metade da população da cidade, que possui 450 mil habitantes, e cerca de 15 mil devem deixar Volnovakha.

A Rússia chegou a declarar um cessar-fogo parcial por um período de cinco horas, na região, para criar os chamados corredores humanitários e, assim, permitir a retirada de civis. Com isso, o exército pararia os ataques localizados.

O governo ucraniano e a administração local de Mariupol, no entanto, alegaram que os militares russos violaram diversas regras do acordo de cessar-fogo e, por essa razão, a transferência dos civis deverá ser adiada.

Mais informações: https://www.cnnbrasil.com.br/internacional/cruz-vermelha-diz-que-retirada-de-civis-na-ucrania-nao-comecara-neste-sabado/ Destaques da Economia na Grande Mídia CLIQUE AQUI Acesse aos DESTAQUES DA GRANDE MÍDIA IMPRESSA, DIA A DIA

You may also like

Inscreva-se
Notifique-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments