Eleições 2018, casamento real, economia e Lava Jato são os destaques do noticiário

Primeira Hora – Anexo 6

Eleições 2018, casamento real, economia e Lava Jato são os destaques do noticiário. Casamento real inglês fortalece diversidade cultural e racial; idosos já superam os jovens em número de eleitores; juízes se dizem ameaçados, no Brasil; retomada lenta da economia nacional preocupa.

SINOPSE DE 19 DE MAIO DE 2018.

Edição: Sérgio Botêlho 

JORNAIS:

Manchete e destaques do jornal O Globo: Número de eleitores idosos superam o de jovens. Aptos a votar acima de 60 anos são 18,6% do elitorado, contra 15,3% dos eleitores entre 16 e 24 anos/

Diversidade real. Espetáculo histórico, casamento de Meghan e Harry fundiu tradição e diversidade. Americana é essencial para processo de adaptação da Coroa aos novos tempos/

‘Casamento real é mais um passo na jornada contra o sexismo e o racismo’, diz ativista. Defensora dos direitos das mulheres negras na ONU, Kenia Maria ressalta simbolismo da cerimônia, considerada por ela um ato político/

Abstenção alta pode favorecer Maduro na eleição de hoje. Venezuelanos esperam que reeleição do presidente seja proclamada pelo Conselho Eleitoral/

Bernardo M. Franco: O IBGE desmentiu o presidente Temer. Sem melhoras, nunca houve tantos brasileiros em desalento/

Moradores e comerciantes denunciam taxas do tráfico na Rocinha. Extorsões já rendem mais de R$ 1 milhão por mês/

Os bastidores da reportagem que derrubou o presidente do INSS. O coordenador de Política da Sucursal de Brasília, Robson Bonin, e o repórter Patrik Camporez contam como descobriram que a RSX Informática, era em distribuidora de bebidas/

Elio Gaspari: O MP entrou na defesa dos maganos. O MP precisa se olhar no espelho: defendeu no STF o fim do foro, mas fez o oposto no STJ/

Ascânio Seleme: O parlamentar inútil. Aquele que usa seu mandato para fazer dinheiro migrar do público para conta privada/

Editorial1: Onda dos royalties volta com o mesmo risco de gastança. Por ser o petróleo um recurso finito, suas receitas precisam ser aplicadas de forma a permitir emprego e renda a essas regiões quando a exploração for encerrada/

Editorial2: Negócios com Irã afastam europeus dos EUA. As sanções econômicas americanas, ao atingirem empresas de todas as nacionalidades, estabelecem mais um foco de tensão com aliados no continente.

Manchete e destaques do jornal Estado de São Paulo: Pelo menos 110 juízes estão sob ameaça no Brasil, aponta CNJ. Risco é maior na primeira instância; potencial agressor é conhecido em 65% dos casos/

‘Minha família não tem liberdade’. Edson Fachin, Marcelo Bretas e Sérgio Moro mudam rotina e têm segurança reforçada em meio ao avanço das investigações da operação/

Tradição na modernidade. Casamento real foi visto por milhões de pessoas em todo o mundo; sermão de bispo americano foi um dos momentos mais emocionantes/

Milícias ‘convencem’ eleitor a votar em Maduro. Eleição sob suspeita. Em votação a ser definida pela ida de oposição às urnas, presidente leva vantagem por controlar Justiça, órgão eleitoral, Legislativo, distribuição de subsídios, por manter 2,3 milhões de funcionários com gratificações/

Desemprego entre jovens ‘filhos da crise’ chega a 28%. Trabalho. Índice de desocupação na faixa etária de 18 a 24 anos é quase três vezes maior que entre quem tem 25 a 39 anos; para economista, crise deixará marcas profundas na geração que chegou ao mercado de trabalho quando as vagas de emprego sumiram/

Fora da faculdade. Aumento do desemprego, falta de crédito e queda na renda levaram mais brasileiros de 19 a 25 anos a abandonar graduação em 2017 Geração perdida • “O aumento da evasão faz todo o sentido. Sem acesso a financiamento e, vendo a renda da sua família diminuir/

Coluna do Estadão: MPF prorroga inquérito de Miller por 30 dias. O inquérito sigiloso que apura se o ex-procurador Marcelo Miller cometeu crime na negociação da delação da JBS foi prorrogado por mais 30 dias pelo Ministério Público. Ainda falta ouvir os delatores Ricardo Saud e Francisco de Assis, ligados à empresa. A conclusão dessa investigação é aguardada com expectativa pelos dois lados. Os alvos da delação da JBS, entre eles o presidente Michel Temer, esperam que Miller seja denunciado. Já os delatores dizem acreditar que, se o ex-procurador for inocentado, o acordo da JBS pode não ser rescindido/

Coluna do Estadão: Troca… O deputado Mário Negromonte Júnior (BA) será o presidente da Comissão de Orçamento. O relator será o senador Waldemir Moka (MDB-MS). Ricardo Barros (PP) e Romero Jucá (MDB) tentaram assumir os postos. Simone Tebet (MDB) e o PP desfizeram o acordão/

AMB relaciona episódios à ‘agressividade social’. Crescimento do crime organizado e de reações violentas a sentenças explicam números, diz presidente da associação/

Vera Magalhães: Papéis mostram que satélites americanos espionaram complexo militar brasileiro/

Editorial1: Mobilização pela democracia. Começa a tomar corpo a ideia de que é preciso haver mobilização para que a boa prática democrática prevaleça sobre a barbárie. A indefinição da campanha eleitoral dá margem a todo tipo de especulação sobre o próximo governo, mas uma coisa é certa: será desastroso para o País se o presidente eleito for um dos que hoje protagonizam a polarização raivosa entre esquerda e direita/

Editorial2: A educação no País. Na mesma semana em que a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) divulgou uma pesquisa sobre o conceito de Indústria 4.0 e os problemas que precisam ser enfrentados para sua adoção, dentre os quais a necessidade de mão de obra altamente qualificada, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua de 2017 que mostram que o cenário da educação brasileira, apesar de alguns avanços pontuais, continua trágico/

Editorial3: Bagunça eleitoral. Partidos querem modificar a distribuição de tempo no horário eleitoral no rádio e na TV. Conforme noticiou o Estado, dois partidos, o Podemos e o Partido Progressista (PP), deflagraram uma ofensiva jurídica para modificar a distribuição do tempo destinado a cada legenda no horário eleitoral veiculado no rádio e na TV. A intenção é fazer com que a referência para estabelecer o quanto cabe a cada partido seja a quantidade de deputados amealhados por meio do famigerado troca-troca partidário, e não a bancada democraticamente eleita em 2014.

Manchete e destaques do jornal Folha de São Paulo: Brasil tem a retomada mais lenta após recessão. Estudo afirma que desde a década de 1980, nunca a economia brasileira demorou tanto tempo para reagir, como agora/

Casamento real aposta na diversidade e mostra abertura da Coroa. Cerimônia durou menos de duas horas e atraiu milhares de pessoas. A cerimônia do casamento do príncipe Harry, sexto na sucessão real britânica, com a atriz americana Meghan Markle uniu signos tradicionais da realeza a elementos que acenam para a origem negra de parte da família da noiva/

Venezuelanos vão às urnas com oposição na liderança/

Bruno Boghossian: Do impeachment ao Planalto, Temer faz reverência aos militares. Presidente se alinha aos Promotoria apura suposto caixa 2 de concessionária para campanha de Alckmin/

Painel: Petistas preparam campanha contra TSE se tribunal barrar candidatura de Lula/

MDB explora era Dilma para defender Temer/

Primeira presidenciável não votará em candidata mulher em 2018. O ano era 1989. Entre 21 candidatos homens, surgia a primeira mulher a concorrer à Presidência no Brasil. Quase três décadas depois e prestes a completar 70 anos, a advogada Lívia Maria Pio de Abreu diz que prefere eleger mulheres, mas não encontra hoje uma candidata ao Palácio do Planalto que a represente/

Eleitores dizem que Marina deve reduzir ‘marinês’, falar para o povão e fazer alianças/

Aliados de Doria cobram de Alckmin mais verba do PSDB/

Elio Gaspari: O MP entrou na defesa dos maganos. O Supremo abriu a brecha, e a história do fim do foro arrisca se transformar em conversa para boi dormir/

PT amplia alianças e negocia com partidos pró-impeachment

Janio de Freitas: A Câmara e o Senado não são lugares para decidir sobre uso de agrotóxicos/

‘Crime político foi esquecido’, diz mecânico que abrigou vítimas. Sebastião Braz acolheu Stuart Angel, filho da estilista Zuzu Angel, torturado e morto pela ditadura/

Brasil resistiu a diminuir repressão, apontam documentos quartéis e amplia influência das Forças Armadas/

Venezuela vota para presidente em meio a desconfiança sobre lisura da eleição/

Clóvis Rossi: A Venezuela descerá mais ao inferno?/

Editorial1: A urna não decide. Controle das instituições e risco de fraude põem processo nas mãos do chavismo/

Editorial2: Pipoca e pregação. Convites para levar alunos a sessões do filme ‘Nada a Perder’ se revelam enganosos.

Receba todas as novidades do Anexo6diretamente em seu email


Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notifique-me de
Fechar Menu