Cai investimento privado; médicos vão à exaustão; incerteza fiscal

Investimento privado cai radicalmente em dez anos (Folha). Médicos vão à exaustão, e colapso hospitalar se agrava (O Globo). Impasse no Orçamento agrava incerteza fiscal, afirma Campos Neto (Estadão). País precisa de 32,8 mil médicos apenas em UTIs (Correio). Essas são as manchetes dos jornais da grande mídia, de hoje. 

🖋 Edição: _Sérgio Botêlho_

*BIRÔ DE IMPRENSA*, Ano IV, Nº 875 de 04.04.2021

*Manchetes do dia*:

“Investimento privado cai radicalmente em dez anos. Levantamento considerou recursos para melhoria ou expansão de 221 empregos” *Manchete de capa da Folha*.

“Médicos vão à exaustão, e colapso hospitalar se agrava. Pesquisa identifica ‘burnout’ em 78% dos profissionais da saúde. *Manchete de capa do O Globo*.

“Impasse no Orçamento agrava incerteza fiscal, afirma Campos Neto. Presidente do BC vê ‘liberalismo’ como ‘solução para o País’ e se diz alinhado a Paulo Guedes” *Manchete de capa do Estadão*.

“País precisa de 32,8 mil médicos apenas em UTIs. Um fator estrutural contribui para a situação crítica no atendimento aos pacientes de covid-19 no Brasil: a carência de profissionais especilizados em unidades de terapia intensiva.” *Manchete de capa do Correio Braziliense*.

 *Editoriais do dia*:

_*FOLHA*_

°Boa política. Manifesto de presidenciáveis mostra sinal de vida da divergência civilizada” 

°”Chance desperdiçada. Por erros do governo, Brasil não aproveita como deveria a alta das commodities.”

_*O GLOBO*_. 

“Um vírus letal até para quem não pegou Covid. Estudo mostra que mortes naturais aumentaram 22% em 2020, como efeito direto ou indireto da doença.” 

“Guerra às drogas custa caro aos estados e traz pouco resultado. Pesquisa revela que os recursos públicos gastos por São Paulo e Rio poderiam ter outro destino.”

_*ESTADÃO*_

°”À imagem e semelhança. Está claro que Jair Bolsonaro, daqui em diante, vai ter que pedir permissão ao Centrão até para respirar”

°”Um foguete de voo curto. A indústria perdeu impulso desde o meio de 2020 até recuar em fevereiro.” 

°”O flagelo da fome. Pandemia aumentou a insegurança alimentar, que hoje atinge 174 milhões de pessoas.” 

°”O crescimento das vendas de imóveis novos na capital. O fato de as vendas acumuladas em 12 meses até fevereiro terem alcançado 52.886 unidades, um recorde na série do Secovi-SP, mostra a persistência e o vigor da recuperação.”

Receba todas as novidades do Anexo6diretamente em seu email


    Inscreva-se
    Notifique-me de
    guest
    0 Comentários
    Inline Feedbacks
    View all comments