Cai inadimplência de empresas; cresce renda no campo; estudantes negros em escolas privadas são 10% em SP; planos de saúde individuais em empresas; fraudes bilionárias nos combustíveis

*Cai inadimplência de empresas; cresce renda no campo; estudantes negros em escolas privadas são 10% em SP; planos de saúde individuais em empresas; fraudes bilionárias nos combustíveis*. Esses são destaques da grande mídia impressa, nesta segunda-feira, 23 de novembro de 2020. Veja na *sinopse do noticiário*.

*BIRÔ DE IMPRENSA*, Ano III, Nº 744, de 23.11.2020

🖋 Edição: _Sérgio Botêlho_

📃 *Manchetes do dia*:

“Inadimplência de empresas cai pela metade. Micro e pequenas conseguiram repactuação durante crise, mas temem cobranças em 2021.’” *Manchete de capa do O Globo*.

“Puxada por demanda e câmbio, renda no campo cresce 37%. Receita com a venda da safra deve chegar a R$ 347,2 bilhões: Paraná, Goiás e Mato Grosso lideram o ranking” *Manchete de capa do Estadão*.

“Estudantes negros são só 10% na rede privada de SP. Desequilíbrio é maior nos distritos ricos, mas atinge também áreas em que há mais alunos pretos e pardos” *Manchete de capa da Folha*.

“Empresas tentam reerguer planos de saúde individuais. Maior carência de planos individuais está na cidade de São Paulo que representa o maior mercado de convênio médico do país. ” *Manchete de capa do Valor Econômico*.

“Fraudes bilionárias no setor de combustíveis. Por ano, o mercado perde R$ 23 bi com golpes que vão de bombas adulteradas a misturas fora do padrão, causando prejuízos ao consumidor e aos cofres públicos.” *Manchete de capa do Correio Braziliense*.

 *Editoriais do dia*:

_*FOLHA*_

°”Bomba-relógio. Com previsões sombrias para dívida pública, Bolsonaro tem pouco tempo para agir.” 

°”Agruras socialistas. Em baixa, governo português tem sucesso ameaçado por Covid e pressão por gastos.”

_*O GLOBO*_

°”Diversidade nas urnas deve ser celebrada. Representação maior de negros, mulheres, gays e mandatos coletivos trazem novo ar à política.” 

°”Sem foco, o subsídio à cesta básica beneficia mais os ricos que os pobres. Dinheiro destinado a isenção tributária seria suficiente para dobrar recursos do Bolsa Família.” 

_*ESTADÃO*_

°”Contas públicas e reformas. Com eleições, a agenda do Congresso foi praticamente suspensa. O Ministério da Economia segue agitando bandeira da responsabilidade fiscal, mas sem estratégia.”

°”Saindo do buraco. A economia se move, mas é preciso investir muito mais para ganhar dinamismo.” 

°”Ruído nas pesquisas eleitorais. Está claro que elas precisam passar por um contínuo processo de recalibragem.” 

°”Os ganhos com a digitalização dos serviços públicos. Como mostrou reportagem do Estadão, hoje são mais de 84 milhões de brasileiros que utilizam os serviços digitais por meio do endereço gov.br” 

_*VALOR ECONÔMICO*_

°“Apagão no Amapá municia grupos contra privatização. Tragédia foi politizada, subiu no palanque eleitoral de Macapá” 

_*CORREIO BRAZILIENSE*_

°“Coronavírus nas prisões. A covid-19 vem assombrando os presídios brasileiros e especialmente veem falhas nas políticas de combate à pandemia do novo coronavírus entre a população carcerária.

Receba todas as novidades do Anexo6diretamente em seu email


    Inscreva-se
    Notifique-me de
    guest
    0 Comentários
    Inline Feedbacks
    View all comments