BrasilXArgentina, armas, servidores, crimes, gastos, Bruno Covas

BrasilXArgentina, armas, servidores, crime, gastos, Bruno Covas, são os principais destaques da mídia nesta terça-feira, 29 de outubro, 302º dia do ano, a 63 dias para o réveillon de 2019-2020.

Brasil X Argentina. Destaque nas capas de Folha, Valor Econômico, O Globo e Estadão, futuras relações entre Brasil e Argentina rendem matérias especulativas. Ainda mais justificadas por conta de declarações do presidente Bolsonaro sobre não cumprimentar Alberto Fernández. Trata-se do futuro presidente da estratégica (para o Brasil e para o continente) Argentina. Fernández foi eleito no último domingo por larga diferença sobre o seu opositor. Nessa segunda-feira, 28, ao agradecer cumprimentos de outros líderes latino-americanos, Fernández excluiu o Brasil.

Também nessa segunda-feira, 28, parlamentares brasileiros se diziam preocupados com o futuro das relações entre os dois países. Eles acham que deve haver diálogo entre o governo brasileiro e o futuro presidente argentino. Aliás, no plano interno do país irmão, o atual presidente Macri, derrotado, e o vitorioso, já se encontraram e prometeram cooperação. Enquanto isso, o presidente norte-americano, Donald Trump, também já afirmou que pretende trabalhar com o novo presidente argentino.

Entre os latino-americanos, o objetivo de manter boas relações com Fernández visa a preservação do Mercosul. E, por conseguinte, o sucesso do acordo de livre comércio entre a região e a União Europeia. Na opinião de diplomatas brasileiros, o elevado grau de interdependência econômica entre os dois países forçará o diálogo.

Outros destaques

Outro destaque do noticiário diz que Brasil já ultrapassa 1 milhão de armas registradas na PF. Segundo O Globo, decretos que facilitaram acesso, em junho, intensificaram o aumento das armas.

O Globo também destaca reforma no serviço público, conforme propõe o governo. O projeto extingue a progressão automática nos planos de cargos e carreiras.

Por outro lado, o presidente do STF está sugerindo ao Congresso medidas que visam restringir prescrição de crimes. Segundo o Estadão, Toffoli quer evitar extinções de processos por questão de prazo.

De sua parte, o ministro da Economia, Paulo Guedes, age para conter gastos do governo. Visando o objetivo, enviará, ao Congresso, PEC que freia crescimento de gastos obrigatórios.

Na economia, o Valor realça, em manchete, o protagonismo do Brasil na produção petrolífera, pela força do pré-sal. Também no Valor, destaque para o recorde de negócios do Bovespa, nessa segunda-feira, 28.

Registros, ainda, na mídia, para o câncer detectado no prefeito paulistano, Bruno Covas. E, também, para avaliação feita pela Folha sobre a velocidade das reclamações de Lula, na Justiça.

🖋 Edição: Sérgio Botêlho

📃 Manchetes do dia:

BrasilXArgentina

“Argentina escolheu mal, diz Bolsonaro sobre eleito”. Destaque de capa da Folha.

“Fernández cita integração ao agradecer mensagens de líderes latino-americanos. O Brasil, cujo presidente Jair Bolsonaro disse que não iria cumprimentar Fernández, não foi citado pelo próximo presidente da Argentina”. Destaque de capa do Valor Econômico online.

“Congresso pede diálogo do Brasil com a Argentina. Macri e Fernández iniciam transição em cooperação, mas desafios são grandes”. Destaque de capa do O Globo.

“Tensão com Fernández pode afetar Mercosul. Desafios. Para diplomatas e especialistas, ajustes serão necessários em razão das visões contrastantes dos presidentes de Brasil e Argentina, mas alto grau de interdependência econômica deve preservar tratados de livre-comércio e exportações entre os dois”. Destaque de capa do Estadão.

Armas

“País ultrapassa 1 milhão de armas registradas na PF. Número cresceu 49% desde dezembro. Procura se intensificou após decretos que facilitaram acesso, em junho”. Manchete de capa do O Globo.

Servidores

“Reforma prevê promoção por mérito para servidor. Progressão automática no funcionalismo seria extinta”. Segunda manchete do O Globo.

Prescrição de crimes

“Toffoli propõe ao Parlamento restringir prescrição de crimes. Presidente do STF, que pode decidir julgamento sobre prisão em segunda instância, envia proposta ao Congresso”. Destaque de capa do O Globo.

“Toffoli propõe antídoto contra prescrição às vésperas de STF rever prisão em 2ª instância. Objetivo é evitar extinção de ações no STJ ou Supremo por questão de prazo”. Manchete de capa do Estadão online.

Gastos do governo

“Guedes faz pacote em 5 eixos para conter gastos do governo. Medidas incluem PEC para frear crescimento de gastos obrigatórios e serão enviadas nesta semana ao Congresso”. Manchete de capa do Estadão.

Bruno Covas

“Bruno Covas tem câncer, e Prefeitura de SP é dilema. Tucano diz que fica no cargo durante quimioterapia; legislação para caso é vaga”. Manchete de capa da Folha.

Pré-sal

“Brasil assume protagonismo com pré-sal e nova regulação. Brasil caminha para ser uma das maiores potências petrolíferas do mundo”. Manchete de capa do Valor Econômico.

“Em dia favorável no exterior, Ibovespa fecha em novo recorde. Investidor está mais disposto a aplicar em ativos de risco e também aposta que o Banco Central brasileiro vai continuar baixando os juros. Manchete de capa do Valor Econômico online.

Justiça e Lula

“Recurso de Lula em tribunal da Lava Jato andou mais rápido que 85% dos casos. Ação levou 71 dias do momento em que foi protocolada no TRF-4 até entrega do voto por relator”. Manchete de capa do Valor Econômico online.

📃 Editoriais do dia:

Economia Brasil

“Sem tempo a perder. Apesar de esforços, Brasil recua 15 posições em ranking de competitividade”. Editorial da Folha.

“A ilusão da bonança. O País só começou a retomar o caminho do crescimento porque fez a opção pela austeridade e pelas reformas. E esse ajuste ainda é muito tímido.” Editorial do Estadão.

Brasil-Argentina

“Hora de conversar. Dependência mútua exige relação pragmática entre Fernández e Bolsonaro”. Editorial da Folha.

“O futuro da Argentina. Quem governará a Argentina: o presidente eleito ou sua vice? Sanar esta dúvida é o primeiro desafio de Alberto Fernández”. Editorial do Estadão.

“Argentina e Mercosul são estratégicos. A volta de Cristina Kirchner ao poder, como vice de Fernández, não justifica distanciamento do Brasil”. Editorial do O Globo.

“Peronistas retornam ao poder na Argentina. Saldo indica um país totalmente polarizado, com o encolhimento nas urnas de outras forças políticas”. Editorial do Valor Econômico.

Servidores

“Servidores de quem? Entre 2003 e 2017, os gastos com pessoal cresceram nos Estados quase 80% acima da inflação. No último ano, 12 Estados violaram a Lei de Responsabilidade Fiscal, que limita estas despesas a 60%.” Editorial do Estadão.

Rio de Janeiro

“Ação de Crivella na Linha Amarela é danosa para investimentos no país. Prefeito rompeu contrato unilateralmente e mandou arrancar cancelas de pedágio”. Editorial do O Globo.

 

(Anexo 6 publica diariamente a sinopse da grande mídia impressa, com foco nas manchetes, nos editoriais e nos destaques de capa)

Receba todas as novidades do Anexo6diretamente em seu email


Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notifique-me de
Fechar Menu