Bolsonaro no STF faz pressão contra isolamento; ministros se irritam

Bolsonaro no STF faz pressão contra isolamento; ministros se irritam. Esses são destaques da grande mídia, nesta sexta-feira, 08 de maio de 2020, na seção DESTAQUES DA GRANDE MÍDIA IMPRESSA, do Anexo 6.

🖋 Edição: _Sérgio Botêlho_

📃 *Manchetes do dia*:

“Após 9 mil mortos. Marcha de Bolsonaro ao STF no auge da Covid irrita ministros. Presidente foi à Corte com empresários defender fim do isolamento social.” *Manchete de capa do O Globo*.

“Bolsonaro faz caravana ao STF em pressão contra isolamento. Marcha-surpresa foi vista na Corte como marketing; presidente fala em perda de 10 milhões de empregos formais.” *Manchete de capa do Estadão*.

“Bolsonaro e Guedes marcham com lobistas ao STF, que reage. Gesto de pressão pela retomada da atividade econômica é visto como interferência por ministros da corte.” *Manchete de capa da Folha*.

“Crise tira US$ 1 bilhão por mês do caixa da Petrobras. Estatal convive com uma queda de 55% do preço do barril do tipo Brent em 2020. ” *Manchete de capa do Valor Econômico*.

“Escolas do DF só devem voltar às aulas em agosto. Multa pelo não uso de máscaras começa segunda-feira, em Brasília. Governador diz estar tudo pronto para reabrir o comércio no dia 18. Pico do coronavírus na capital está previsto para meados de julho. ” *Manchete de capa do Correio Braziliense*.

📃 *Destaques de capa*:

_O GLOBO_

“Com hospitais em colapso, Rio vê triplicar as mortes. Outros 5 estados também têm leitos de UTI privados ocupados”.

“Ex-subsecretário estadual de Saúde é preso no Rio. Motivo: vantagens em contratos emergenciais para compra de respiradores”.

“Reunião teve palavrões, briga entre ministros e críticas à China”. 

“Presidente diz que vetará reajuste após pressão de Guedesf”. 

“Merval Pereira: Bolsonaro não fez visita de cortesia ao Supremo”.

“Míriam Leitão: Marcha até o Supremo foi uma absurda pressão de um Poder sobre o outrof”.

“Bernardo Mello Franco: Regina Duarte mostra que está disposta a engolir novas humilhações”.

“75 anos da 2a Guerra. Mundo celebra fim do conflito às vésperas de nova ordem”. 

“‘Pandemia revelou a irrelevância do Itamaraty”, diz artigo assinado por nove ocupantes de altos cargos na esfera das Relações Internacionais . 

“Atriz Daisy Lúcide é mais uma vítima do coronavírus”.

“‘Sempre houve tortura’. Regina Duarte minimiza ditadura militar e encerra entrevista com bate-boca”.

“STF veta acesso do IBGE a dados de telefônicas”.

_FOLHA_

“Presidente diz que vetará reajuste para servidores”.

“Dólar encosta em R$ 6 e põe em xeque projeções”.

“Doria promete volta às aulas só com 20% dos alunos”. 

“Megarodízio tirará da rua 50% da frota de São Paulo”. 

“Anulada medida que obrigava teles a compartilhar dados”.

“Rodrigo Zeidan: Até onde a democracia aguenta?”.

“Reinaldo Azevedo: A blitz consentida dos insensatos”.

“Regina Duarte se exalta ao receber críticas na TV”. 

“Hélio Schwartsman: Restringir veículos não é soluçãof”. 

“Primeiro dia de máscara em SP tem alta adesão”.

“Corrida por respirador leva a prisão e queda de secretário”.

“Bolsonaro é a maior ameaça contra a Covid, diz Lancet”.

“Excesso de telas pode prejudicar vista dos jovens”. 

“Saúde mental de médicos piora com mortes e riscos”. 

“Cidades de SP criticam transferência da paciente”.

_ESTADÃO_

“UMA REUNIÃO MINISTERIAL COM AMEAÇA E PALAVRÕES. Em encontro citado por Moro em depoimento, Bolsonaro pediu alinhamento, segundo presentes”.

“Linha de crédito para pagamento de salário tem 1% liberado”.

“MÁSCARA OBRIGATÓRIA, MAS SEM MULTA. Covas admite não ter como punir pessoas nas ruas; item agora é obrigatório no Estado”. 

“Para presidente do STJ, exame de Bolsonaro deve ser sigiloso. Ministro, que pode vir a analisar ação movida pelo Estadão, adianta seu voto e diz que mandatário do País tem direito à privacidade”. 

“Crise política pode afastar Brasil da OCDE. Chefe do grupo anticorrupção da entidade faz alerta e diz que membros são muito rigorosos nestes casos”.

“SP terá rodízio 24h em toda a cidade e nos fins de semana. ‘Questões extremas exigem medidas extremas’, afirmou o prefeito Covas, que espera assim ampliar o isolamento social; medida vale a partir de segunda-feira, assim como o retorno da restrição a caminhões; capital tem 4,3 mil óbitos confirmados ou em investigação”.

“Epidemiologista rebate críticas a modelo sueco. Suécia chega a 3 mil mortos e chefe da luta contra o vírus fala da vantagem de ter parte da população infectada”.

“Número de mortos no País chega a 9.146. São Paulo continua a liderar em casos. O novo coronavírus já está presente em seis de cada dez cidades do Estado”. 

“Regina Duarte minimiza torturas. Secretária da Cultura diz à CNN que ‘na humanidade não para de morrer’ gente e não quer ‘arrastar cemitério de mortos nas costas’”. 

“Armínio Fraga: Pra que grilagem? Se aprovada, a MP 910/2019, que tramita no Congresso, vai piorar o desmatamento na Amazônia.”.

_VALOR ECONÔMICO_

“Crédito a grande empresa cresce o dobro da média. Saldo da carteira de grandes empresas cresceu 12,2% em relação ao fim do ano passado, enquanto o volume total de crédito avançou 6,9%”.

““Empresários se calam por temer represálias”. Fundadora do movimento “Todos Pela Educação” diz ser favorável à taxação de fortunas como fonte de recursos para atender os mais vulneráveis e reduzir a desigualdade”.

“Política externa brasileira fere a Constituição. Diplomacia brasileira converteu-se em coadjuvante subalterna do mais agressivo unilateralismo”. 

“Vale denuncia em NY fraude de US$ 500 mi. Mineradora está exigindo documentos para tentar reaver recursos ligados a um investimento de US$ 500 milhões em seu projeto de minério de ferro malsucedido na Guiné”. 

“Bolsonaro vetará reajuste a servidor. Um dia após dar sinal verde à aprovação de dispositivo que permitiria reajustar salários do funcionalismo, presidente recua atendendo a apelo da área econômica”.

“Menos de 10% dos municípios do país têm leito de UTI, aponta IBGE. Dos 5.570 municípios brasileiros, apenas 537 tinham ao menos um leito de unidade de terapia intensiva (UTI)”.

“Mortos pela doença já ultrapassam 9 mil no país. Os casos confirmados de infectados pelo novo coronavírus saltaram de 125.218 para 135.106”.

“Como será o amanhã? Temor da equipe econômica é que o resultado das ações emergenciais do Executivo desemboque em maior participação do Estado na economia”. 

“Bolsonaro descarta alta da Cide da gasolina. Ministra da Agricultura diz que pretende conversar com presidente e com Paulo Guedes em busca de soluções para setor sucroalcooleiro”. 

“Infraestrutura esbarra em amarras históricas, diz Frischtak. Setor privado representa dois terços do total investido em infraestrutura no país”.

“Se é para falar de Pró-Brasil, que se fale mais de investir em mobilidade. País tem muita obra em estrada, alguma em ferrovia e nenhuma em metrô ou corredor de ônibus”.

“Investimentos caem 8,9% em março, pior resultado em 25 anos, diz Ipea. Com a incerteza em níveis recordes e a paralisação de fábricas durante a pandemia de covid-19, houve retração forte do que se investe em máquinas equipamentos, constrição civil e pesquisa”.

“Covid-19 evidencia peso do transporte terrestre no PIB. Número representa uma média e pode estar subestimado, afirma autora do estudo”. 

 _CORREIO BRAZILIENSE_

“Tropa de Bolsonaro cria mal-estar no STF”.

“Regina Duarte: ode à ditadura”.

“Otimismo. Criatividade pode salvar Dia das Mães”. 

“sdfsdfsdf”. 

“Presidente anuncia que vetará reajuste dos servidores”.

“Mortes passam de 9 mil e lockdown se espalha”.

📃 *Editoriais do dia*:

_FOLHA_

“Megarrodízio. São Paulo tira de circulação metade da frota; medidas drásticas avançam no país.” 

“Público e privado. É meritório o emprego de leitos ociosos da rede particular, mas com negociação.”

_O GLOBO_

“A descabida e frustrada pressão sobre o Supremo. Caminhada de Bolsonaro com empresários e ministros ao STF expõe equívocos do presidente.” 

“Voto de relatora na ação sobre privacidade indica ajustes ao IBGE. Ministra Rosa Weber aponta aspectos frágeis da MP que servem de roteiro para uma revisão da lei.” 

_ESTADÃO_

“Deslealdade. Jair Bolsonaro, que tanto diz prezar a lealdade, foi absolutamente desleal com o presidente do STF. O objetivo foi somente usar Dias Toffoli para sua propaganda política desvairada.”.

“Descontrole. A sociedade não reconhece mais uma voz nacional de comando no combate à pandemia.” 

“Os juros e as jogadas políticas. Copom aponta risco de recaída na gestão irresponsável das contas públicas.”. 

_VALOR ECONÔMICO_

Pacote para Estados mostra descoordenação do governo. Indícios de descontrole fiscal, fim das reformas e sanção populista ao aumento de despesas é uma combinação tóxica para o futuro”. 

_CORREIO BRAZILIENSE_

Veto e pressão corporativistas. Mais uma vez, o corporativismo se faz ouvir e ameaça abafar questões mais urgentes com que se deparara a sociedade brasileira. No último lance de pressão de setores mais articulados do funcionalismo, o Congresso Nacional modificou projeto do Ministério da Economia que condicionava a ajuda financeira a estados e municípios, em meio à pandemia do novo coronavírus, ao congelamento dos salários dos servidores por 18 meses.”. Editorial do Correio Braziliense.

📈 Bolsa de Valores

Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou a quinta-feira, 07, em baixa de -1,20%, a 78.119 pontos. O dólar terminou o dia em alta de 2,44%, a R$ 5,84.

Destaque histórico:

Informações sobre o dia de hoje na história, é só clicar.

Receba todas as novidades do Anexo6diretamente em seu email


Inscreva-se
Notifique-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments