Divergências entre Bolsonaro e Maia só pioram

Crédito da foto: Sérgio BotêlhoDivergências entre Bolsonaro e Maia só pioram, preocupam defensores da Reforma, tumultuam mundo político e continuam como principal assunto da mídia nacional.

Segue a sinopse:

📰 Birô de Imprensa – Ano 2 – Número 134

🖋Edição: Sérgio Botêlho

📅 A 282 dias do fim do ano de 2019, hoje é domingo, 24 de março de 2019, 83º dia do ano.

📃 Editorial:

📊 Mercado: Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) não funciona nos finais de semana.

🔫 Armas:

“Estudo revela queda no uso de munição rastreável. Levantamento inédito mostra que, em oito anos, número de projéteis com marcação foi reduzido de 43% para 26% no país, o que dificulta a solução de homicídios; órgãos de segurança são obrigados a adotar numeração.” No O Globo.

💲Economia:

“Lara Resende: ‘A questão é a qualidade do gasto público. Concordo plenamente com a desvinculação. As prioridades, os custos e os benefícios dos gastos públicos devem estar sob permanente reavaliação, e esta responsabilidade é do Legislativo’”. Na capa do O Globo.

💲Economia:

“À espera da aprovação de reformas. Êxito do leilão de aeroportos é sinal da vinda de investidores que pode ocorrer se expectativas melhorarem.” Editorial do O Globo.

💲Economia:

“Bicos e benefícios compõem 40% da renda das famílias. Peso dos salários no orçamento recuou de 63% para 56% em 4 anos; na média, despesas superam rendimentos”. Manchete de capa do Estadão.

💲Economia:

“SP no azul. Só no Estado de SP, de todas as regiões pesquisadas, a renda média mensal das famílias (R$ 3.499, na região metropolitana) superou os gastos (R$ 3.311).” Na capa do Estadão.

💲Economia:

“Apps alavancam vendas de carros. Locadoras aumentam compras de veículos para atender público que, diante da falta de emprego, aluga carro para trabalhar.” Na capa do Estadão.

💲Economia:

“O clube dos ricos. Eventual entrada na OCDE constituiria ganho relevante para a imagem do Brasil.” Editorial da Folha.

💲Economia:

“Vaga com carteira assinada despenca entre os mais jovens”. Na capa da Folha.

👨‍🎓Educação:

“Escolas militarizadas, volver. Modelo cresce no país. Colégios com a gestão compartilhada entre as secretarias de Educação e de Segurança se multiplicam em nove estados e no DF.” Na capa do O Globo.

👨‍🎓Educação:

“MEC continua distante da agenda dos reais problemas da educação. Não falta trabalho a ser feito pelo ministro e equipe, que perdem tempo em pregações ideológicas.” Editorial do O Globo.

🙏 Igrejas:

“Islã ganha seguidores no meio agreste nordestino. Muçulmanas no mercado de Itabaianinha, no interior de Sergipe; ex-pastor evangélico funda mesquita e trabalha para difundir o nome de Alá”. Na capa da Folha.

🌐Internacional:

“China mira América Latina em seu maior projeto de influência exterior. Pequim deve usar reunião dos Brics para propor adesão da região ao Belt and Road.” Na Folha.

🕵Investigações:

“Polícia busca arma que matou Marielle e Anderson. Delegacia de Homicídios recebeu denúncia de que a submetralhadora e outros armamentos teriam sido jogados no Quebra-Mar. Marinha vai ajudar na ação.” No O Globo.

🕵Investigações:

“Caixa 2 é crime eleitoral mais apurado pela PF. Foram 1.188 investigações em 2018, o equivalente a 42% do total; decisão do Supremo coloca casos para análise na Justiça Eleitoral.” Na capa do Estadão.

⚖️Justiça:

“Justiça Eleitoral planeja replicar força-tarefa. Sem estrutura, tribunais e MP enfrentam desafio ao herdar casos da Lava-Jato”. Na capa do O Globo.

⚖️Justiça:

“Sobre o Supremo. A decisão de considerar a lavagem de dinheiro crime imprescritível tornou possível a prisão de Paulo Maluf.” Na coluna de Merval Pereira, no O Globo.

⚖️Justiça:

“Procuradores começam corrida interna pela sucessão de Dodge. Poucos sinais de recondução da atual procuradora-geral da República levam a um recorde de dez pré-candidatos.” No O Globo.

⚖️Justiça:

“O problema, ou o perigo, é quando o ódio à instituição se fulaniza. Hoje, em larga medida, as pessoas personificam seu ódio ao Supremo nas figuras dos ministros Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski e Dias Toffoli. Gilmar, sobretudo. E o assédio que esses juízes sofrem há muito tempo passou do limite tolerável. Os ministros não são criminosos como os presos da Lava-Jato. Por isso, Toffoli instaurou inquérito para investigar a origem dos ataques ao STF. Quer corretamente proteger a integridade física dos ministros. Das demais integridades, cada um que cuide das suas.” Na coluna de Ascânio Seleme, no O Globo.

⚖️Justiça:

“Sem Moro, Bretas vira principal nome da Lava Jato. Judiciário. Responsável pela ordem de prisão do ex-presidente Michel Temer, juiz federal no Rio tem sob sua alçada os processos com maior potencial para atingir agentes públicos.” Na capa do Estadão.

Política:

“Bolsonaro rebate Rodrigo Maia e amplia crise. No Chile, presidente diz que já fez a sua parte na Previdência e que ‘a bola está com o parlamento’”. Manchete de capa do O Globo.

Política:

“Com reforma em jogo, Bolsonaro bate boca com Rodrigo Maia. Presidente atribui atrito à ‘velha política’, e líder da Câmara critica falta de articulação por mudanças na aposentadoria”. Manchete de capa da Folha.

Política:

“Guedes tenta conciliar, mas para equipe econômica, crise entre Maia e Bolsonaro é ‘apocalipse’. O mundo caiu’, disse secretário sobre tramitação da reforma da Previdência.” No O Globo.

Política:

“Base descola governadores do presidente. Eleitos em campanhas alinhadas a Bolsonaro, os governadores João Doria (SP), Romeu Zema (MG) e Wilson Witzel (RJ) adotaram, neste início de gestão, posições mais pragmáticas que os aproximam de diferentes forças políticas, para ampliar suas bases nas respectivas assembleias legislativas.” Na capa do O Globo.

Política:

“Barafunda do presidente vai além da reforma. A Lei de Murphy diz que, se uma coisa pode dar errado, errado ela dará. O governo do capitão parece disposto a enriquecê-la: se uma coisa pode dar certo, trabalha para que dê errado.” Na coluna de Elio Gaspari, no O Globo.

Política:

“O desatino de Bolsonaro na viagem ao Chile. O presidente Jair Bolsonaro pisou em solo chileno esta semana ofendendo de uma só tacada a memória do país anfitrião, a história do Cone Sul e o julgamento universal de humanidade. Só não ofendeu também a própria biografia porque desatinos repetidos não contam.” Na coluna de Dorrit Harazim, no O Globo.

Política:

“Ataques do PSL afastam aliados do presidente. Parlamentares de diferentes partidos reclamam da ‘demonização’ da política e se irritam com ofensiva, inclusive dos filhos do presidente, nas redes sociais. Líder do governo já procurou deputados para pedir desculpas.” No O Globo.

Política:

Bancada feminina tenta isolar PSL em eleição interna. Deputada do DEM aglutina esquerda e centrão para coordenar 77 parlamentares.” Na Folha.

Política:

“’Parece que o pau está comendo’. Ideólogo do bolsonarismo prega agitação, propaganda e democracia direta tuitada.” Na coluna de Vinícius Torres Freire, na Folha.

Política:

“Crise política reativa debate sobre implantação do parlamentarismo no Brasil. Mudança passaria a valer a partir de 2022.” Na Folha.

Política:

“Planalto parece dar um passo para a frente e dois para trás. No debate público, as percepções são tão relevantes quanto os fatos”. Na coluna de Marcos Lisboa, na Folha.

Política:

“Marina recusa fusão com PPS e faz nova tentativa para salvar Rede. Partido, criado em 2015, falhou ao tentar superar a cláusula de barreira.” No O Globo.

Política:

“Guedes faria bem se reduzisse os exageros verbais. Paulo Guedes tem sólida formação intelectual, mas recorre a exageros para defender suas teses e aceita ideias que não caem bem a um liberal.” Na coluna de Miriam Leitão, no O Globo.

Política:

“Bolsonaro cita ‘velha política’ e rebate Maia. Presidente da República e presidente da Câmara protagonizam tiroteio verbal; chefe do Executivo faz alusão à prisão de Moreira Franco.” Na capa do Estadão.

Política:

“Presidente da Câmara, Rodrigo Maia: ‘É um governo vazio, sem ideia, sem proposta, sem articulação’.” Na coluna de Eliane Catanhêde, no Estadão.

Política:

“Desconfiança no presidente. Com apenas três meses de mandato, Jair Bolsonaro já é o presidente da República com o pior índice de satisfação popular no trimestre inicial de governo dos últimos 25 anos.” Editorial do Estadão.

Política:

“Pesquisa agita bastidor eleitoral em São Paulo. A queda na avaliação de Jair Bolsonaro na mais recente pesquisa Ibope esquentou os bastidores da política paulistana. Quem achava que o presidente seria o grande cabo eleitoral da eleição no ano que vem já não tem mais tanta convicção.” Na Coluna do Estadão.

Política:

“Moro e as agruras da política. A duras penas, o ministro da Justiça, Sérgio Moro, descobre as agruras da política.” Editorial do Estadão.

Política e 📦 Previdência:

“Certa deterioração. Erros, desatinos e trepidações ameaçam cacife político do presidente e reformas.” Editorial da Folha.

Política e 📦 Previdência:

“Amadorismo na política e corporativismo militar são riscos à aprovação da proposta de reforma da Previdência.” Na coluna de Vera Magalhães, no Estadão.

Política e 📦 Previdência:

“Só ‘vontade de Deus’ não basta. Cada dia é um dia a menos para aprovar a reforma da Previdência, mas o Planalto e seus operadores parecem longe de compreender essa urgência.” Editorial do Estadão.

👥 Social:

“Brasil é o 4º país em que a sobrevida aos 60 mais cresce”. Na capa da Folha.

Destaque histórico:

“Em 24 de março de 1991, Ayrton Senna vence pela primeira vez o Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1.

👍Positivo:

“Centenas de milhares de pessoas saem às ruas de Londres em protesto contra o Brexit.” No portal da BBC-Brasil.

👎Negativo:

“Dívida da Avianca dá ‘salto’ e agora é de R$ 2,7 bilhões.” No Jornal da Record.

Receba todas as novidades do Anexo6diretamente em seu email


Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notifique-me de
Fechar Menu