Bolsa de Valores e Congresso Nacional são os destaques da grande mídia

Bolsa de Valores e Congresso Nacional. Estes são os destaques da grande mídia, nesta terça-feira, 31.12.2019.

? Edição: Sérgio Botêlho

? Destaques do dia:

“Investidores locais dobram, e Bolsa de Valores sobe 32% em 2019. Queda dos juros torna renda fixa menos atraente e empurra poupador para ações.” Manchete de capa da Folha.

“Bolsa de Valores sobe 31,58% no ano e analistas veem nova alta em 2020. Com melhor desempenho desde 2016, Ibovespa lidera ranking de investimentos, puxado pela reforma da Previdência, pelos juros e pelas perspectivas da economia”. Manchete de capa do Estadão.

“Congresso manterá foco na pauta do crescimento em 2020. Reforma tributária e autonomia do BC devem ter votação acelerada”. Manchete de capa do O Globo.

“Bolsonaro interrompe férias na Bahia e volta hoje a Brasília. Previsão era que viagem durasse até o dia 5; presidente deve despachar hoje com ministro”. Destaque de capa do O Globo.

“As frases que marcaram o ano, da política aos esportes. Marcelo Crivella, prefeito do Rio, sobre a grave crise do setor, que teve cenas dramáticas de doentes batendo à porta de emergências sem condições de atendê-los. Para especialistas, a calamidade é resultado de uma sucessão de erros de sua administração”. Destaque de capa do O Globo.

“Míriam Leitão: 2019 teve ataques à democracia e reforma da Previdência”. Destaque de capa do O Globo.

“Cora Rónai: Na próxima década, dinheiro e celular devem desaparecer.”. Destaque de capa do O Globo.

“O vaivém do réveillon na Praia de Copacabana. Multa diária é de R$ 5 milhões; em Copacabana, dez balsas com fogos vão garantir festa de cores no céu, com efeitos 3D.” Destaque de capa do O Globo.

“Witzel: 1º ano teve mais verba para segurança. Witzel prioriza investimento em segurança e, ao mesmo tempo, adota discurso menos radical”. Destaque de capa do O Globo.

“Bolsa de Valores sobe 32% no ano, maior alta desde 2016. Dólar comercial tem queda de 1% e volta ao patamar de 5 de novembro, a R$ 4. No ano, no entanto, moeda acumula alta de 3,5%”. Destaque de capa do O Globo.

“A face da emergência climática. Ano deve terminar como mais desastroso registrado”. Destaque de capa do O Globo.

“‘Real x dólar. Mesmo sob pressão, o real se desvalorizou menos frente ao dólar em 2019 do que moedas de outros países emergentes como Chile e Turquia.”. Destaque de capa do Estadão.

“Maioria do STF apoia novo juiz de garantias. Ao menos seis dos 11 ministros da Corte se manifestaram favoravelmente à medida sancionada por Bolsonaro, que entra em vigor em todo o País no dia 23 de janeiro”. Destaque de capa do Estadão.

“Litoral atingido por óleo está quase limpo. Quatro meses após os primeiros registros, só em dois lugares ainda há relato de manchas de óleo e outros 471 têm vestígios esparsos. Após dois meses, novos avistamentos de petróleo cru ocorreram no Ceará; para banhistas, recomenda-se cautela”. Destaque de capa do Estadão.

“‘Para todos os gostos e bolsos. Medida atende ativistas que defendem animais; no Rio, haverá festas na Praia de Copacabana e em mais oito locais”. Destaque de capa do Estadão.

“Governo da Bolívia expulsa três diplomatas. Presidente interina, Jeanine Áñez acusa governos mexicano e espanhol de enviar homens armados para resgatar um ministro e aliados do ex-presidente boliviano que estão refugiados na embaixada mexicana em La Paz desde renúncia, em novembro”. Destaque de capa do Estadão.

“Cartéis disputam ‘ouro verde’. Crime organizado disputa o comércio de abacate. O crime organizado do México está em guerra pelo comércio de abacate. País é o maior produtor da fruta e exportações renderam US$ 2,4 bilhões em um ano.”. Destaque de capa do Estadão.

“Dia de corrida, fogos e festa na Paulista. Prova tem hoje sua 95ª edição e dará ao vencedor R$ 94 mil, valor acima até mesmo do que é pago em algumas maratonas”. Destaque de capa do Estadão.

“Elevador cai e deixa 4 mortos em Santos”. Destaque de capa do Estadão.

“Brasil multa Facebook em R$ 6,6 milhões. Secretaria ligada ao Ministério da Justiça concluiu que a rede social violou o Código de Defesa do Consumidor ao compartilhar dados de usuários sem consentimento com a consultoria britânica de marketing político Cambridge Analytica”. Destaque de capa do Estadão.

“Eliane Catanhêde: Último dia do ano, hora de discutir o que deu certo, o que deu errado, o que poderia ser melhor. No governo Jair Bolsonaro, a economia andou devagar, mas andou. O problema foi o resto, que andou rápido, mas em marcha a ré. Uma coleção de retrocessos.”Destaque de capa do Estadão.

“Pedro Fernando Nery: A reforma da Previdência e esforços desta década deixam frutos para a próxima. Aprincipal reforma aprovada na década começou a ser pautada por Dilma Rousseff.”. Destaque de capa do Estadão.

“Quem são as 6 crianças mortas no Rio em 2019. Jenifer, Kauan, Kauã, Kauê, Ágatha e Kethellen são os nomes das crianças baleadas e mortas neste ano no Rio”. Destaque de capa da Folha.

“A cultura nos anos 10. Os efeitos da vida ultraconectada marcaram toda a cultura recente”. Destaque de capa da Folha.

“Governo brasileiro multa Facebook em R%6,6 milhões”. Destaque de capa da Folha.

“Gilberto Dimenstein. Ter câncer é viver o presente ou ver a vida virar um inferno”. Destaque de capa da Folha.

“Liberdade, bairro japonês em SP, celebra ao meio-dia a festa do Ano Novo”. Destaque de capa da Folha.

“Sem horário de verão, São Silvestre larga uma hora antes com 5.000 a mais”. Destaque de capa da Folha.

“Acusado no Japão, Ghosn, ex-Nissan, surge no Líbano. Nascido no Brasil, ele é cidadão libanês. O Wall Street Journal diz que Ghosn fugiu”. Destaque de capa da Folha.

“Pablo Ortellado: O ano 1 terminou, faltam três ainda. No primeiro ano de Jair Bolsonaro, o sistema de pesos e contrapesos entre os Poderes funcionou razoavelmente. Mas, em órgãos subordinados ao Executivo, como PF, universidades, Ancine e entidades ambientais, a degradação institucional foi notável”. Destaque de capa da Folha.

“Delação de empresários de ônibus atinge Poderes do Rio”. Destaque de capa da Folha.

? Editoriais do dia:

“Armas e riscos. Com estímulo temerário do bolsonarismo, posse de armamentos de fogo avança”. Editorial da Folha.

“Caldeirão chileno. Acuado por protestos, governo convoca plebiscito que pode mudar contrato social”. Editorial da Folha.

“Não se deve adiar a privatização da Eletrobras. Congresso precisa ter consciência de que está em jogo a energia necessária para o crescimento”. Editorial do O Globo.

“Decisão sobre liberação da Avenida Niemeyer precisa ser técnica. Prefeitura ainda não concluiu obras de contenção de encosta onde ocorreram deslizamentos”. Editorial do O Globo.

“Metas de desempenho. A Lei 13.934/19 é um passo importante para a modernização de estruturas organizadas com base nos modelos burocráticos de administração do século passado.” Editorial do Estadão.

“Democracia em São Paulo. A vida política se manifesta na esfera local. Então é natural que a primeira visão que o cidadão tenha, parta de um olhar sobre o cotidiano político de seu município.” Editorial do Estadão.

“O marco do saneamento. Não faz sentido dar sobrevida a contratos que já se mostraram incapazes de prover serviço de qualidade.” Editorial do Estadão.

? Mercado:

Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou a segunda-feira, 30, em baixa de -0,76%, a 115.645 pontos. O dólar terminou o dia em alta de 0,23%, a R$4,01. No ano de 2019 a Bolsa subiu 31% e o dólar, 3,5%.

 

(Anexo 6 publica diariamente a sinopse da grande mídia impressa, com foco nas manchetes, nos editoriais e nos destaques de capa)

Receba todas as novidades do Anexo6diretamente em seu email


Inscreva-se
Notifique-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments