Ato antidemocrático tem presença de Bolsonaro, que diz ter apoio militar

Ato antidemocrático tem presença de Bolsonaro; presidente acena com apoio militar. Esse é o principal destaque da grande mídia, nesta segunda-feira, 04 de maio de 2020, na seção DESTAQUES DA GRANDE MÍDIA IMPRESSA, do Anexo 6.🖋 Edição: _Sérgio Botêlho_

📃 *Manchetes do dia*:

“Bolsonaro vai a ato, diz ter apoio militar e desafia STF. Após se reunir com chefe das Forças Armadas, presidente afirma que ‘chegamos ao limite’.” *Manchete de capa da Folha*.“Bolsonaro apoia ato antidemocrático, repudiado por ministros do STF e Maia. Presidente diz ter chegado ao ‘limite’ e contar com suporte das Forças Armadas.” *Manchete de capa do O Globo*.“Bolsonaro afirma estar no limite e diz ter apoio das Forças Armadas. Presidente acompanha protesto contra o Congresso e o STF, vai às redes sociais e diz que ‘pede a Deus’ para que não haja problemas porque ‘não tem mais conversa’.” *Manchete de capa do Estadão*.“BNDES deve fazer aporte de US$ 1 bi para salvar Embraer. Vinte e seis anos depois da privatização, a Embraer deve passar a ter novamente uma relevante participação estatalf. ” *Manchete de capa do Valor Econômico*.“A escalada da insensatez. Bolsonaro volta a desrespeitar distanciamento social e participa de protesto contra o Congresso e o Judiciário, e por intervenção militar. Presidente da República afirma ter o apoio das Forças Armadas, diz sua paciência chegou ao limite e faz ameaça: ‘Não tem mais conversa’. Manifestantes agridem jornalistas com empurrões, socos e pontapés. Representantes do Legislativo e do Judiciário, governadores e instituições civis repudiam ataques. Casos de coronavírus, que somavam 200 quando houve o primeiro ato pró-ditadura, em 15 de março, já passam dos 100 mil no país. ” *Manchete de capa do Correio Braziliense*.

📃 *Destaques de capa*:

_O GLOBO_

“À PF, Moro cita vídeo do Planalto como prova. Depoimento. Moro falou durante mais de oito horas no sábado a policiais federais e procuradores. O tempo se deveu à demora para os investigadores copiarem o conteúdo do celular do ex-ministro”.“País passa dos 100 mil casos, e Rio, dos mil mortos. Se o estado fosse um país, ocuparia o 23º lugar no ranking mundial, com 1.019 óbitos. Número oficial de infectados é de 11.139”.“‘Não dá para voltar à vida como era’, afirma ministra portugues. Àfrente do combate à pandemia em Portugal, a ministra da Saúde, Marta Temido, está preocupada com uma possível segunda onda da doença”. “Com pandemia, economia tem a pior década em 120 anos. Com pandemia, economia tem o pior desempenho em 120 anos entre 2011 e 2020 e ameaça futuro dos jovens”. “Governadores criticam projeto, mas cobram agilidade na votação. Governadores criticam montante de R$ 60 bi e já falam em pedir mais ajuda”.“Em Manaus, um surto de mortes dentro de casa. HOSPITAIS E CEMITÉRIOS ESTÃO CHEIOS; MINISTRO ANUNCIA VIAGEM DE MÉDICOS”.“Fernando Gabeira: ‘E daí?’ do presidente simboliza uma pulsão de morte”.“Demetrio Magnoli: Curva da epidemia política adquire feições de um Everest”. “Natalia Pasternak: Anticorpos não são sinônimo de imunidade para Covid-19”. 

_FOLHA_

“País já soma 101 mil casos de Covid-19 e 7 mil mortes”.“Vizinhos, Paraguai e Argentina, temem situação no Brasil”.“Mathias Alencastro: Acabou o amor dos EUA conosco”. “Recuperados da Covid-19 não se reinfectaram”. “Tabata Amaral: Risco de nos calarmos agora é maior do que o do impeachment”.“Jornalistas são agredidos e têm de abandonar cobertura”.“Crise pode retirar até R$ 500 bi dos brasileiros”.“Pais e promotores recorrem à Justiça contra aula remota”. “Moradores de Ilhabela são barrados na balsa ao voltar para casa”. “Entrevista da 2ª. Quarentena reforça pornô feminista, diz diretor-geral da Playboy”.“Criador do aplicativo Zoom, para reunião virtual, chinês fica US$ 4 bi mais rico”.“Brasileiro projeto ventilador pulmonar com limpador de para-brisa e pneu”.“Susana Bragatto: Entre o temor e a avidez social, saímos às ruas em Barcelona”. 

_ESTADÃO_

“Manifestantes pró-governo agridem equipe do ‘Estado’. Apoiadores do presidente Bolsonaro promovem ataques contra equipe do jornal durante manifestação pró-governo em Brasília”.“Ao reforçar acusações, Moro cita ministros. Ex-juiz reforçou em depoimento acusações contra Bolsonaro e disse que ex-colegas de Esplanada presenciaram declarações do presidente”.“‘Estado’ repudia ataque. Para integrantes da Corte e autoridades, agressões a jornalistas ofendem a liberdade de imprensa e a Constituição”. “Réplica nas redes. Moro postou ontem em redes sociais que “há lealdades maiores do que as pessoais” após ter sido chamado de “Judas” pelo presidente Bolsonaro e apoiadores do governo.”. “NASCIDOS EM PLENA PANDEMIA. Bebês não podem receber visitas ou, em alguns locais, ter os pais durante o parto”.“‘PELA 1ª VEZ, RECEITA VAI DAR DINHEIRO’. Ministro diz que além da ‘mão do Estado’, é preciso solidariedade contra a covid-19”.“Cresce a pressão para o governo gastar mais. Série de propostas, algumas já aprovadas e outras em análise no Congresso, pode ampliar os gastos em R$ 53,7 bilhões por ano a partir de 2021; com previsão de um rombo de mais de R$ 600 bilhões em 2020, equipe econômica tenta manter despesas restritas”.“Daniel Martins de Barros: O distanciamento social é a ferramenta mais eficaz, mas não pode ser tornar uma seita com excessivo controle social.”. “Carlos Pereira: Para sobreviver no poder, Bolsonaro realiza um dos maiores estelionatos eleitorais da história recente.”. 

_VALOR ECONÔMICO_

“Palavra empenhada. Não importa a crise, a informação tem de ser correta e isenta”.“‘Pandemia não vira o mundo do avesso’. O embaixador Rubens Ricupero acredita que uma eventual derrota de Donald Trump provocaria um impacto maior sobre o planeta do que a pandemia”.“Covid-19 avança no interior para municípios menores. Especialistas afirmam que flexibilizar medidas de isolamento mesmo em municípios pequenos, com poucos ou nenhum caso, parece precoce e equivocado para o momento”. “‘Manteremos nossa essência e nossos valores’. Frederic Kachar, diretor-geral da Editora Globo, Infoglobo e Valor, fala das mudanças digitais e dos desafios da comunicação”. “‘Valor’, vinte anos de desafios e conquistas. Assinantes somam 106 mil, com crescimento de 340% na circulação on-line nos últimos cinco anos”.“A máquina de produzir incertezas. Fonte de conflitos, Bolsonaro contribui para manter a incerteza elevada, prejudicando a economia, que pode encolher 5% ou mais neste ano”.“Crise vai levar à reconfiguração das concessões de infraestrutura. Além do cronograma de leilões, as premissas de demanda e investimento precisarão ser adequadas”.“Governo planeja liquidar pelo menos duas estatais neste ano. Empresa Gestora de Ativos (Emgea) e Agência Brasileira de Fundos Garantidores e Garantias (ABGF) devem ser liquidadas em 2020”. “Covid avança no interior e atinge cidades de menor porte. Com subnotificação, municípios sem casos da doença passam falsa sensação de segurança”. “Municípios médios e pequenos relaxam isolamento social. Prefeitos afrouxam quarentena mesmo com aceleração do número de casos da doença no Brasil”.“Limitação para buscar trabalho mascara parte do desemprego. O desemprego deve crescer fortemente neste ano, mas uma parte dessa alta pode ser mascarada nas estatísticas pela desistência das pessoas de buscar recolocação no mercado de trabalho”.

 _CORREIO BRAZILIENSE_

“Aulas seguem suspensas e ano curricular preocupa”.“Italianos voltam às ruas. Governo da Itália libera a população para passear e visitar parentes após nove semanas de isolamento”.📃 *Editoriais do dia*:
_FOLHA_
“Marcha dos covardes. Incitados pela conduta do presidente, celerados agridem democracia e imprensa.” “Falta de educação. Ano de Weintraub no MEC privilegia disputa ideológica em detrimento do ensino.”
_O GLOBO_
“Bolsonaro insiste na desobediência institucional. Radicalização no ataque às instituições ameaça quebrar juramento que fez na posse.” 
_ESTADÃO_
“Quando se tolera o intolerável. As denúncias não podem ser esquecidas sob a alegação do caráter excepcional da covid-19. Tolerar o intolerável é abrir a porta para desmandos ainda maiores.”.“O petróleo e as distorções da pandemia. A crise do novo coronavírus vem gerando consequências absolutamente inéditas.” “A pandemia na América Latina. Crise traz oportunidades para a democracia, mas também para a demagogia.”. 
_VALOR ECONÔMICO_
Duas décadas da melhor informação econômica. A melhor arma do Valor está nos seus princípios: defesa intransigente da democracia e denúncia da corrupção e da incompetência no trato dos assuntos públicos”. 
_CORREIO BRAZILIENSE_
“Dias piores e melhores virão. Maio chegou trazendo a promessa de dias difíceis. De um lado, ferramentas criadas por universidades de todo o país começam a apontar a velocidade de evolução da pandemia nos estados e municípios, garantindo parâmetros concretos para a avaliação segura de uma possível flexibilização. Da mesma maneira, essas ferramentas poderão apontar os momentos em que, em vez de afrouxar, seja a hora de restringir ainda mais a circulação para conter o coronavírus.”. Editorial do Correio Braziliense.

📈 Bolsa de Valores

Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) reabre nesta segunda-feira, 04, após o final de semana.

Destaque histórico:

Informações sobre o dia de hoje na história, é só clicar.

Receba todas as novidades do Anexo6diretamente em seu email


0 0 vote
Article Rating
Inscreva-se
Notifique-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments