Fux suspende extradição de Battisti. Questão Aécio pode voltar à Justiça. Moro quer recibos de Lula em 48 horas.

Extradição de Battisti, novas denúncias contra Temer, afastamento de Aécio e recibos de Lula são os destaques
Extradição de Battisti, novas denúncias contra Temer, afastamento de Aécio e recibos de Lula são os destaques

Edição: Sérgio Botêlho

“Fux impede extradição de Battisti e contraria Planalto”, destaca a manchete de O Globo. “Governo defende revisão da prisão em segunda instância”, revela a do Estadão. “Amigo de Temer sabia de propina, diz delator”, diz a da Folha.

“Fux concede liminar para evitar a extradição de Battisti à Itália”, repete a manchete do portal de O Globo. “Projeto em discussão no Congresso quer transparência no Sistema S”, conta a do portal do Estadão. “Michel Temer atuou em favor de empresas portuárias, diz Funaro”, noticia a do portal da Folha.

Há cinco principais assuntos, já que repetidos nas primeiras páginas de jornais e capas de portais: a decisão de Fux de impedir, até julgamento de habeas corpus, a extradição de Battisti; a nova delação de Funaro envolvendo Temer; o prazo dado pelo juiz Moro para que Lula entregue originais dos recibos de aluguel referentes ao apartamento de São Bernardo; a votação do caso Aécio no Senado, com possibilidade de voto secreto, e decisão monocrática. de juiz determinando que votação seja aberta; enfim, no plano internacional, a decisão de Trump de questionar o acordo com o Irã.

Outros destaques. Credores rejeitam novo plano da Oi. Miriam Leitão: Solução para a Oi não pode envolver recurso público.

Horário de verão: a 0 hora  de domingo, relógios devem ser adiantados em 1 hora.

Ex-procuradora revela rota de desvios chavistas Grupos jovens anti-Maduro evitam ação contra eleição.

Com obras de US$ 1,8 bi, Angola alivia a Odebrecht.

Lula prestará novo depoimento na Justiça Federal do DF no fim de outubro. Filho do ex-presidente, réu na mesma ação, será ouvido no mesmo dia.

MANCHETES DOS JORNAIS:

Manchete e submanchetes do jornal O Globo: Fux impede extradição de Battisti e contraria Planalto. A decisão vale até julgamento do habeas corpus, no próximo dia 24. Dois ministros de Temer já confirmaram intenção do governo de expulsar o italiano/Em vídeo, Funaro diz que propina da J&F ia para Temer. Doleiro reforça denúncia contra Temer e aliados durante interrogatório/Varejo ‘sai do seu quadrado’. Redes de varejo e indústria ampliam suas áreas de atuação em busca de novos clientes/Trump rejeita acordo com Irã. Trump dá a Congresso 60 dias para ‘consertar’ acordo com Irã; aliados europeus o rebatem/Guga Chacra: Republicano considera humilhante ratificar uma medida tomada por Obama. Rouhani terá de segurar a linha-dura em Teerã, e Trump terá de ser contido em Washington/Credores rejeitam novo plano da Oi. Para grupos, empresa está tentando proteger os atuais acionistas/Miriam Leitão: Solução para a Oi não pode envolver recurso público/Moro dá 48 horas para Lula entregar recibos originais. Para MPF, documentos teriam sido produzidos para enganar Justiça/Pessimistas, aliados de Aécio pressionam por voto secreto. Ontem à noite, juiz federal determinou que votação na terça-feira seja aberta/Horário de verão: a 0 hora  de domingo, relógios devem ser adiantados em 1 hora.

Manchete e submanchetes do jornal Estado de São Paulo: Governo defende revisão da prisão em segunda instância. Manifestação foi enviada após pedido do ministro Marco Aurélio Mello, do STF, que pretende liberar processos para julgamento de mérito na Corte/Houve quebra de confiança, diz ministro sobre Battisti. Torquato Jardim enviou parecer ao Palácio do Planalto defendendo a extradição do italiano; ‘É um ato de soberania’/Projeto busca transparência para verbas do Sistema S. Arrecadação de instituições como Senai, Senac e Sesc pode ser incluída no Orçamento da União, exigindo a divulgação de quanto cada entidade recebe e como vai gastar o recurso; ideia é facilitar a fiscalização das contas por órgãos de controle, como o TCU/Liminar impede extradição já. Ministro, que é relator do caso no Supremo, concede liminar a pedido da defesa do italiano/Estudo. Geração de órfãos do feminicídio. Na maioria das vezes, mães assassinadas deixam dois ou três filhos, aponta estudo/Trump retira aval ao Irã e preocupa a Europa. Negociação. Presidente afirma que EUA abandonarão acordo que suspendeu sanções a Teerã se república islâmica não parar de desenvolver mísseis balísticos intercontinentais; estratégia para impor restrição definitiva ao poder militar iraniano isola Washington/Banco do Brics demite economista brasileiro/Ex-procuradora revela rota de desvios chavistas. Segundo a ex-procuradora venezuelana, dinheiro ilegal chegou a bancos de 5 países/João Domingos. O racha no STF é tamanho que se tornou possível cravar o placar antes da decisão.

Manchete e submanchetes do jornal Folha de São Paulo: Amigo de Temer sabia de propina, diz delator. Em vídeo, doleiro detalha alegada entrega de dinheiro feita por Yunes. Em depoimento gravado em vídeo, obtido pela Folha, o operador financeiro do PMDB Lúcio Funaro afirmou que José Yunes “tinha certeza” de que a caixa que lhe entregara continha dinheiro/Com obras de US$ 1,8 bi, Angola alivia a Odebrecht. Pressionada pelas revelações de crimes na Lava Jato, a Odebrecht encontrou um refúgio para novos negócios: Angola, um dos raros países em que não ê investigada por pagar propinas/Grupos jovens anti-Maduro evitam ação contra eleição. Grupos de jovens que participaram de confrontos contra a ditadura de Nicolás Maduro na Venezuela estão em fase de reorganização, relata Sylvia Colombo. Eles não pretendem atuar no pleito regional de domingo (15). Segundo seus integrantes, o momento ê de acompanhar o cenário político, e não de ação/Trump busca saída honrosa em acordo com Irã. O presidente Donald Trump poderia ter alegado que o Irã havia cometido uma violação significativa do acordo nuclear e imposto sanções. Alertado por assessores dos riscos de ser responsável pelo fim do acordo, Trump jogou a batata quente para o Congresso, que decidirá se aplica as penalidades/Battisti fica no Brasil até ter o caso julgado, diz STF.

MANCHETES DOS PORTAIS DE NOTÍCIAS:

Manchete e smbmanchetes da hora de O Globo online: Fux concede liminar para evitar a extradição de Battisti à Itália. Decisão do ministro do STF também garante a liberdade do ex-ativista italiano. Ministro defende extradição e cita ‘quebra de confiança’/Propina da J&F era repassada a Temer e ‘bancada de Cunha’, diz Funaro. Em vídeo divulgado nesta sexta-feira, operador afirma que ex-deputado atuava como ‘banco da corrupção’/Moro dá 48 horas para defesa de Lula entregar recibos originais. Defesa do ex-presidente critica negativa do juiz a pedido para que a entrega ocorresse em audiência formal/Noblat: Nenhuma autoridade pediu desculpas a filho de Lula/Lula prestará novo depoimento na Justiça Federal do DF no fim de outubro. Filho do ex-presidente, réu na mesma ação, será ouvido no mesmo dia.

Manchete e submanchetes da hora do Estadão online: Projeto em discussão no Congresso quer transparência no Sistema S. Arrecadação de Senai, Senac e Sesc pode ser incluída no Orçamento; ideia é facilitar a fiscalização das contas/Yunes sabia que ‘era dinheiro’, afirma Funaro. Informação sobre ex-assessor de Temer foi prestada pelo operador financeiro em delação à PGR/Fux barra ‘eventual extradição’ de Battisti. Ministro do STF diz que italiano só poderá ser extraditado após julgamento do caso pela Corte/Justiça obriga votação aberta no caso Aécio. Liminar de magistrado no DF atende a uma ação popular movida pela União Nacional dos Juízes Federais/Moro dá 48 h para Lula entregar recibos originais de aluguel de apartamento. Investigação apura se imóvel em São Bernardo teria sido adquirido com propinas da Odebrecht/Trump exige mudanças para manter acordo com Irã. Presidente dos EUA  diz que governo do Irã  é uma ‘ditadura’ e acusa o país de promover o terrorismo.

Manchete e submanchetes da hora da Folha online: Michel Temer atuou em favor de empresas portuárias, diz Funaro. Em sua delação, operador afirmou que soube que Temer pediu a Eduardo Cunha para defender interesses de empresas durante tramitação da MP dos Portos, em 2013/Cunha era ‘banco de corrupção de políticos’, afirma Funaro em vídeo/Ex-assessor de Temer sabia que repassou dinheiro, diz corretor. Em delação, corretor relata como recebia dinheiro de Joesley Batista/Corretor diz ter recebido R$ 12 mi na Suíça para Picciani/Delação de ex-diretor põe em risco acordo da Odebrecht na Venezuela/PIB per capita do Brasil subiria 30% sem corrupção, diz estudo do FMI.

 

Receba todas as novidades do Anexo6diretamente em seu email


Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notifique-me de
Fechar Menu