Ação da lava jato contra filho de Lula, posse na Argentina e saúde do Rio

Ação da lava jato contra filho de Lula, posse na Argentina e saúde do Rio. Estes são os destaques da grande mídia, nesta quarta-feira, 11 de dezembro de 2019.

? Edição: Sérgio Botêlho

? Destaques do dia:

“Lava Jato liga filho de Lula à compra do sítio em Atibaia. Operação apura suposto uso de firmas de Fábio Luís para pagar despesas da família do petista com dinheiro de teles”. Manchete de capa da Folha.“Lava Jato liga compra de sítio a repasses de teles a filho de Lula. Empresa de Fábio Luís teria recebido R$ 132 milhões em troca de benefícios; parte do dinheiro teria pago sítio de Atibaia”. Manchete de capa do Estadão.“Argentina só paga dívida se crescer, avisa Fernández. Dívida externa do país atinge US$ 186 bilhões e as reservas, de US$ 44 bilhões, são insuficientes para pagar os vencimentos”. Manchete de capa do Valor Econômico.“Saúde do Rio em colapso faz Crivella recorrer a Bolsonaro. Prefeito pede ‘piedade’ ao TST para a liberação de recursos”. Manchete de capa do O Globo.“Anticrime avança, mas 2ª instância fica para 2020. Enquanto pacote anticrime avança, prisão em 2ª instância fica para 2020”. Destaque de capa do O Globo.“STJ determina que Pezão seja libertado. Ex-governador do Rio estava em prisão preventiva desde novembro do ano passado. Para relator do pedido de liberdade, mantê-lo na cadeia seria uma forma de antecipação da pena de um réu que ainda não foi condenadoç”. Destaque de capa do O Globo.“Fernández pede unidade no país e entendimento com Brasil. Presidente argentino vai priorizar combate à fome”. Destaque de capa do O Globo.“Oi e Lulinha são alvos de buscas da Lava-Jato. Nova fase apura repasses de R$ 132 milhões para empresas. Parte do dinheiro pode ter sido usada no sítio de Atibaia”. Destaque de capa do O Globo.“Odebrecht propõe pagar a credores em até 50 anos. Odebrecht apresenta novo plano de recuperação judicial a credores”. Destaque de capa do O Globo.“Projeto vai sequenciar o DNA de 15 mil brasileiros. ‘DNA do Brasil’ vai sequenciar genomas de 15 mil pessoas”. Destaque de capa do O Globo.“XP deve levantar R$ 9 bilhões com oferta de ações em Wall Street. Empresa deve levantar US$ 2,24 bi com lançamento de ações em Wall Street. Demanda foi dez vezes maior que a oferta, e preço final dos papéis ficou 8% acima do valor máximo previsto. Para analistas, desafio será lidar com aumento da competição no setor”. Destaque de capa do O Globo.“UE se prepara para taxar países que violem acordo ambiental. Para ‘proteger indústria que assumiu compromissos’ de proteção ambiental, bloco adota pacote conhecido como ‘Green New Deal’, que deve ser anunciado hoje na COP-25, em Madri”. Destaque de capa do O Globo.“87 empresas europeias cobram País sobre desmate. Grupo de companhias europeias pede extensão de moratória da soja e cita ‘risco para negócios’; governo já tem receio de boicotes reais”. Destaque de capa do Estadão.“USP vai mapear o genoma de 15 mil brasileiros. Trabalho será em parceria com o grupo Dasa e o resultado deve ajudar em interpretação de testes genéticos e predição de doenças”. Destaque de capa do Estadão.“Argentina sob nova direção. Alberto Fernández toma posse na presidência da Argentina ao lado da vice, Cristina Kirchner”. Destaque de capa do Estadão.“Pressão pode fazer fundo eleitoral cair a R$ 2,5 bi. Governo sinalizou que vetaria proposta de destinar R$ 3,8 bilhões para custear eleições de 2020; PP e PL ainda resistem à mudança”. Destaque de capa do Estadão.“BPM de Paraisópolis é segundo em mortes. Dados da Ouvidoria da Polícia, obtidos pelo Estado, apontam que ao menos 14 civis morreram em ocorrências com o batalhão entre janeiro e novembro de 2019; governador afastou 31 PMs das ruas, após nove mortes por pisoteamento em um baile funk”. Destaque de capa do Estadão.“Entrevista. Luiz Eduardo Ramos. Aqui é um serpentário e eu sou um dos alvos. Ministro-chefe da Secretaria de Governo, o general Luiz Eduardo Ramos afirma que sua amizade com o presidente Jair Bolsonaro provoca incômodo”. Destaque de capa da Folha.“TSE cassa mandato de senador do MT Juíza Selma Arruda”. Destaque de capa da Folha s.“Relação está acima de idologias, diz Fernández na posse”. Destaque de capa da Folha.“Parlamentares cogitam encolher fundo eleitoral”. Destaque de capa da Folha.“STJ manda soltar Pezão, ex-governador do Rio”. Destaque de capa da Folha.“Maioria das cidades não tem nenhum veículo de mídia”. Destaque de capa da Folha.“Abertura da capital da XP em Nova York capta US$2,25bi”. Destaque de capa da Folha.“Por R$1,3bilhão, Covas concede Zona Azul de São Paulo por 15 anos”. Destaque de capa da Folha.“Ação de PM em favela teve oficial no comando”. Destaque de capa da Folha.“Com nova safra recorde, Brasil será líder na soja. Novas estimativas confirmam que país assumirá a liderança da colheita global da oleaginosaç”. Destaque de capa do Valor Econômico.“Economistas contestam cálculo de “PIB do governo” feito pela SPE. Para o professor da UnB Roberto Ellery, “ainda é muito cedo para dizer que o modelo mudou. É muita euforia para um número deslocado””. Destaque de capa do Valor Econômico.

? Editoriais do dia:

“Reforma à paulista. Com atraso, gestão tucana tenta mudar sistema previdenciário que onera o estado”. Editorial da Folha.“Qual brexit? Eleição no Reino Unido busca superar impasse em torno de como abandonar a UE”. Editorial da Folha.Fundo eleitoral generoso e gastos sem transparência. Não há a menor necessidade de ampliar filiados e debater ideias se a sobrevivência está assegurada com dinheiro público. Por isso maioria deles nada representa”. Editorial do Valor Econômico.“Ameaça a direitos na rede está na pauta do Supremo. Julgamento sobre artigo do Marco da Internet envolve questões sobre o poder das plataformas digitais”. Editorial do O Globo.“Rio. Prefeitura se mantém inerte diante de grave crise na saúde. Com funcionários sem receber salários, hospitais reduzem equipes e chegam a fechar as portas”. Editorial do O Globo.“A necessária distensão. Há sinais de que, em nome de décadas de boa convivência e sólida relação comercial, os governos da Argentina e do Brasil decidiram optar pelo pragmatismo.” Editorial do Estadão.“O perigo do imediatismo. A cultura do imediatismo é diametralmente oposta à lógica do processo penal”. Editorial do Estadão.“A política não é dispensável. A Constituição define que filiação partidária é uma das condições de elegibilidade”. Editorial do Estadão.

? Mercado:

Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou a terça-feira, 10, em baixa de -0,28%, a 110.672 pontos. O dólar terminou o dia em alta de 0,46%, a R$ 4,15.

Receba todas as novidades do Anexo6diretamente em seu email


0 0 vote
Article Rating
Inscreva-se
Notifique-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments