Sinopse 15.08.2019: aprovação de projeto sobre abuso de autoridade e perigo de recessão mundial são destaques da mídia

Sinopse da grande mídia impressa:

🖋 Edição: Sérgio Botêlho

📃 Manchetes do dia:

“Câmara aprova projeto que pune abuso de autoridade. Juiz pode ser condenado por decretar prisão preventiva sem amparo legal”. Manchete de capa do O Globo.

“Bolsa cai e dólar sobe com risco de nova recessão global. Números de China e Alemanha alarmam mercados; após 10 anos, BC voltará a vender moeda americana à vista”. Manchete de capa do Estadão.

“Com risco de recessão global, BC vai vender dólar à vista. Medida não era tomada desde 2009; China e Alemanha preocupam mercados”. Manchete de capa da Folha.

“Risco de recessão global eleva tensão nos mercados. Dados negativos sobre o desempenho das economias da Alemanha, a maior da Europa, e da China, a segunda maior do mundo, alimentaram temores de uma recessão global, provocando nova onda de nervosismo nos mercados. Ontem, as principais bolsas sofreram quedas significativas”. Manchete de capa do Valor Econômico.

📃 Editoriais do dia:

“Liberdade econômica avança. Aprovação da MP é positiva para o País não apenas pelas medidas nela contidas, mas por recolocar em destaque o tema dos entraves ao empreendedorismo.” Editorial do Estadão.

“A maioria e o governo. Se a disposição de Bolsonaro é estar em sintonia com a maioria da população, ele deve mudar suas falas e ações.” Editorial do Estadão.

“Luzes para a segurança pública. Ao relatar as experiências de sucesso, o Ipea fala em ‘políticas públicas qualificadas’. É um equívoco reduzir a segurança a policiamento ostensivo”. Editorial do Estadão.

“E os militares? Com atraso, Câmara instala comissão para a reforma previdenciária das Forças”. Editorial da Folha.

“Na contramão. Bolsonaro afronta estatísticas em investida populista contra radares móveis”. Editorial da Folha.

“Momento de se formalizar a autonomia do BC. Se ainda houvesse dúvidas, a ingerência de Dilma nos juros acabou com qualquer delas”. Editorial do O Globo.

“Guerra comercial EUA-China comprova o erro do protecionismo. Taxas sobre pneus mantiveram empregos nas fábricas, porém cortaram mais vagas no comércio”. Editorial do O Globo.

“Tensões políticas voltarão a pôr à prova o Mercosul. A recessão no país vizinho é péssima para o Brasil, cuja economia se arrasta após uma recessão prolongada”. Editorial do Valor Econômico.

📃 Outros destaques:

“Projeto que pune abuso de autoridade passa na Câmara. Deputados aprovaram ontem em votação simbólica projeto que criminaliza o abuso de autoridade. Considerado uma reação às operações contra a corrupção, o texto prevê punições a agentes públicos, incluindo juízes e procuradores. Um juiz que decretar condução coercitiva sem intimação prévia do investigado ou de uma testemunha, por exemplo, pode ser enquadrado na lei. As penas vão de 3 meses a 4 anos de prisão. Projeto segue para sanção.” Na capa do Estadão.

“Medida que autoriza o trabalho aos domingos e feriados vai ao Senado. Sem acatar nenhuma modificação ao projeto aprovado na noite de terça-feira (13), a Câmara dos Deputados concluiu ontem a votação da medida provisória 881, que simplifica a abertura de negócios no país e diminui a burocracia em empresas. O texto-base havia sido aprovado por 345 votos a favor e 76 contrários.” Na capa do Estadão.

“Senado deve votar MP antiburocracia na terça. “Revés faz Macri aumentar salários e dar subsídios. Em desvantagem eleitoral, argentino anunciou congelamento do preço da gasolina, mas recuou. Internacional”. Na capa do Estadão.

“MEC vai trocar ensino integral por aluno em faculdade ociosa. A pasta anunciou que pretende acabar com programa de ensino integral. No lugar, passará a dar bônus em avaliação de universidades que cederem espaços para alunos do ensino básico estudarem no contraturno. Medida contradiz compromisso do governo feito em junho.” Na capa da Folha.

Bolsonaro se queixa de ‘devassa’ da Receita. O presidente Jair Bolsonaro afirmou ontem que a Receita Federal fez uma “devassa’’ na sua vida financeira e na de parentes seus. As críticas vieram no momento em que o governo propõe transformar a Receita em autarquia, ideia criticada por auditores. Procurada, a Receita não respondeu.” Na capa do O Globo.

“Estados omitiram gasto de R$ 11,4 bi, afirma Tesouro. Balanço do Tesouro Nacional mostra que os Estados, para fugir de punição na Lei de Responsabilidade Fiscal, declararam R$ 5,6 bilhões de superávit em 2018, ante um rombo de R$ 5,8 bilhões.” Na capa do Estadão.

“Estoques altos são obstáculo à recuperação. Com demanda fraca, o setor manufatureiro começou o segundo semestre com maior acúmulo de estoques indesejados. Segundo a Sondagem do Ibre-FGV, seis entre 14 setores industriais pesquisados estavam com mercadorias em excesso em julho”. Na capa do Valor Econômico.

“Botijões genéricos provocam polêmica. As empresas distribuidoras de gás liquefeito de petróleo (GLP) entendem que mudanças de regras propostas pelo governo podem criar obstáculos ao setor e aos consumidores. As duas alterações mais polêmicas são a obrigação da venda fracionada de gás e a criação do botijão genérico, sem marca”. Na capa do Valor Econômico.

“Governo põe acordo com UE em risco, diz Blairo. Ex-ministro da Agricultura, Blairo Maggi entende que o discurso “agressivo” do governo Bolsonaro na área ambiental tem combustível para cancelar o acordo de livre comércio entre Mercosul e União Europeia”. Na capa do Valor Econômico.

“Obrigação de depósito judicial assusta empresas. A Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional em SP tem pedido na Justiça que o seguro-garantia de dívidas tributárias seja substituído pelo depósito dos valores em discussão. Empresas se queixam.” Na capa do Estadão.

“Sistema privado para monitorar desmate é testado. O governo quer usar sistema privado de monitoramento do desmate na Amazônia para complementar o trabalho do Inpe. O sistema já foi testado no Pará e deve ser usado em Mato Grosso”. Na capa do Estadão.

“Huck: Vivemos o último capítulo do que não deu certo’. Em palestra para cerca de 300 jovens, Luciano Huck dissociou o governo Bolsonaro do processo de renovação política no País e falou de pobreza. “Tem gente que diz que não se passa fome no Brasil. Não está vendo”, afirmou.” Na capa do Estadão.

“Militar vira réu por estupro durante ditadura”. Na capa do Estadão.

“Militar acusado de estupro na ditadura vira réu. O Tribunal Regional Federal da 2a Região aceitou denúncia contra o sargento Antônio Waneir de Lima, acusado de seqüestrar e estuprar uma presa política durante a ditadura. É a primeira vez que é aberto processo criminal contra militar por acusação referente ao período.” Na capa da Folha.

“Adolescente morre e bebê é baleado em ação da polícia no Rio”. Na capa da Folha.

“Temor de crise global derruba mercados. Bolsa cai 2,94%, e dólar passa de R$ 4 no Brasil. As principais Bolsas caíram com o temor de nova crise global. O pessimismo chegou ao mercado de títulos do Tesouro dos EUA, que repetiu comportamento de períodos de recessão iminente. Trump culpou o presidente do BC americano, a quem chamou de “sem noção”. No Brasil, o dólar foi a R$ 4,038, e o Banco Central anunciou a primeira venda de dólar à vista desde 2009.” Na capa do O Globo.

“Governo argentino faz pacote anticrise com viés eleitoral. Pressionado pela derrota nas primárias e a piora dos indicadores financeiros da Argentina, Mauricio Macri anunciou pacote de medidas, como reajuste de 25% do salário mínimo. O presidente determinou o congelamento nos preços dos combustíveis, mas acabou recuando.” Na capa da Folha.

📃 Colunas e artigos:

“Bolsonaro tem reduzida visão de que é preciso fazer alianças”. Na coluna de Merval Pereira, no O Globo.

“Dois anos é muito tempo para esperar o país melhorar”. Na coluna de Ascânio Seleme, no O Globo.

“FGV: desigualdade no país cresceu nos últimos quatro anos”. Na coluna de Ancelmo Gois, no O Globo.

“Governo começa a enfrentar cipoal de entraves à economia”. Na coluna de Ancelmo Gois, no O Globo.

“Governos de “esquerda” na Argentina e no Brasil não resolveram problemas. Os de “direita” precisam provar que conseguem.” Na coluna de William Waack, no Estadão.

“Utilizar os recursos do pré-sal com despesas que não geram crescimento econômico futuro é receita para o desastre.” Na coluna de Zeina Latif, no Estadão.

“Após novo pânico, munição contra crise que nunca acabou pode estar perto do fim”. Na coluna de Fernando Canzian, na Folha..

“Macri inverte a tática de culpar a gestão anterior”. Na coluna de Laura Carvalho, na Folha.

📊 Mercado: Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou a quarta-feira, 14, em baixa de -3,01%, a 100.186 pontos. O dólar terminou o dia em alta de 1,81%, a R$4,04, e o euro, também em alta de 1,47%, a R$ 4,50.

Destaque histórico:

“Em 15 de agosto de 1969 começa o Festival de Woodstock, que prometia três dias de música, paz e amor, na fazenda Max Yasgur, em Nova York.” No portal Terra.

Receba todas as novidades do Anexo6diretamente em seu email


Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notifique-me de
Fechar Menu