Abin pró-Flávio; vacinas; cenário da Covid

*Partidos pedem que PGR apure atuação da Abin pró-Flávio. Com R$ 20 bi, governo quer comprar e centralizar vacinas. “Governo fala em vacina para todos após 9 meses de Covid. País chega ao pior cenário da covid: 180 mil mortos*. Esses são destaques da grande mídia impressa, neste sábado, 12 de dezembro de 2020. Veja na *sinopse do noticiário*.

*BIRÔ DE IMPRENSA*, Ano III, Nº 763, de 12.12.2020

? Edição: _Sérgio Botêlho_

? *Manchetes do dia*:

“Partidos pedem que PGR apure atuação da Abin pró-Flávio. Época: inteligência do governo orientou defesa do senador contra a Receita’” *Manchete de capa do O Globo*.

“Com R$ 20 bi, governo quer comprar e centralizar vacinas. Administração federal pretende, com medida provisória, garantir distribuição exclusiva de toda dose produzida no País” *Manchete de capa do Estadão*.

“Governo fala em vacina para todos após 9 meses de Covid. Operação deve custar R$ 20 bi, segundo Guedes, e só foi deflagrada após anúncio de campanha paulista” *Manchete de capa da Folha*.

“País chega ao pior cenário da covid: 180 mil mortos. Enquanto o presidente Jair Bolsonaro diz que a pandemia está no “finalzinho” e o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, demonstra enorme dificuldade em coordenar um plano de vacinação nacional, o Brasil confirmou o pior prognóstico sobre o avanço da doença, elaborado na gestão de Luiz Mandetta. Ontem, o país alcançou a marca de 180.437 mortes pela doença.” *Manchete de capa do Correio Braziliense*.

 *Editoriais do dia*:

_*FOLHA*_

°”Sem apagão. Não há risco de falta de energia citado por Bolsonaro, mas pressão sobre tarifa.” 

°”Argentinas à frente. Câmara do país vizinho aprova autorização do aborto; no Brasil, há retrocesso.”

_*O GLOBO*_. 

“Contabilidade criativa em metas afasta Brasil de acordos sobre clima. É sintomático que o país não tenha sido convidado para participar de reunião preparatória da COP-26.” 

°”Brasil superou a pior previsão para a Covid. Enquanto Bolsonaro diz que pandemia está no ‘finalzinho’, mortes passam de 180 mil.” 

_*ESTADÃO*_

°”Em nome dos filhos. O patrimonialismo da família Bolsonaro é praticado à luz do dia, sem uma nesga de republicanismo, um simulacro de impessoalidade que seja.”

°”O cerco regulatório às gigantes digitais. 2020 pode ser o ano em que seus elementos mais destrutivos começaram a ser desmantelados.” 

°”A forja de um estadista. Feliz seria a Nação se, ao menos uma vez, Bolsonaro levasse em conta o interesse público.” 

°”A árdua recuperação dos serviços. Não parece irreal a previsão de que o setor de serviços fechará o ano com a queda mais intensa da história” 

_*CORREIO BRAZILIENSE*_

°“Crise na saúde afeta as crianças. A pandemia do novo coronavírus deixa não só um rastro de luto, mas de agravamento das desigualdades sociais e econômicas do país. Desde a eclosão da crise sanitária, a vida das crianças e dos adolescentes piorou ainda mais, principalmente daqueles famílias mais pobres.” 

? *Bolsa de Valores*

Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou a sexta-feira, 11, no mesmo patamar da quinta-feira, 10, a 115.128 pontos. O dólar terminou o dia em alta de 0,16%, a R$ 5,05.

You may also like

Inscreva-se
Notifique-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments