A NOVA LÓGICA (PERVERSA) DAS CPIS

Deputados federais com intenções reprováveis, aproveitando-se do clima de faxina geral que toma conta do país, vem tentando inverter a lógica dos trabalhos das CPIs. Tais Deputados tentam constranger

Deputados federais com intenções reprováveis, aproveitando-se do clima de faxina geral que toma conta do país, vem tentando inverter a lógica dos trabalhos das CPIs.

Tais Deputados tentam constranger seus pares que convocam ricos e poderosos para prestar esclarecimentos nas comissões.

Buscando se respaldar em denúncias recentes sobre parlamentares que cobravam propina para não convocar empresários em CPIs anteriores, protegem tubarões do capital nacional, muitos deles que fundaram e fomentaram seus Impérios turbinados pelo dinheiro público, sob a alegação que a convocação visa o achaque.

Com essa postura, que tentam fazer parecer moralizadora, tentam blindar saqueadores do erário.

Esses Deputados, eureca!, juram ter achado a fórmula infalível de proteger seus financiadores.

Enganam-se

O modus-operandi destes homens públicos que devotam seus mandatos ao capital poderia ter êxito se fosse inédito. Não é.

Tal método já foi usado em situações anteriores. Mas é tamanho o desespero em proteger malfeitores que repetem esta estratégia covarde, já demonstrada no passado.

Parlamentares como estes lutam pela manutenção do Brasil que prende ladrões de galinha. Não entendem que a moralização é processo irreversível. Em breve serão tragados pela Lava Jato e revelados lobos sob pele de cordeiro,

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.