2ª onda da Covid; economia previdenciária; avaliação de Bolsonaro; eleição; auxílio emergencial

*2ª onda da Covid; economia previdenciária; avaliação de Bolsonaro; eleição; auxílio emergencial*. Esses são destaques da grande mídia impressa, nesta sexta-feira, 13 de novembro de 2020. Veja na *sinopse do noticiário*.

*BIRÔ DE IMPRENSA*, Ano III, Nº 734, de 13.11.2020

🖋 Edição: _Sérgio Botêlho_

📃 *Manchetes do dia*:

Brasil tem alta de casos de Covid em Rio, São Paulo e mais nove capitais. Fiocruz vê risco de segunda onda em oito cidades do Norte e Nordeste e em Florianópolis.’” *Manchete de capa do O Globo*.

“Um ano após reforma, ganho na Previdência supera expectativas. Previsão inicial era de economia de R$ 3,5 bilhões, mas valor chega a R$ 8,5 bilhões” *Manchete de capa do Estadão*.

“Avaliação de Bolsonaro no Rio e em São Paulo piora. Rejeição ao presidente perto da eleição chega a 50% na capital mostra Datafolha” *Manchete de capa da Folha*.

“Continuidade marca eleição em grandes cidades. Nas capitais, a maioria dos prefeitos que tentam a reeleição está em primeiro ou segundo lugar nas pesquisas. ” *Manchete de capa do Valor Econômico*.

“Governo admite renovar auxílio, em valor menor. Em uma semana decisiva no calendário eleitoral, o governo sinaliza que está disposto a recriar o auxílio emergencial em 2021 caso a pandemia se agrave. .” *Manchete de capa do Correio Braziliense*.

 *Editoriais do dia*:

_*FOLHA*_

°A queda do censor. Pesquisa Datafolha mostra novo recuo de Russomanno, que tentou barrar divulgação.” 

°”Política em colapso. Peru derruba 2º presidente desde 2018, e antecessores são acusados de corrupção.”

_*O GLOBO*_

°”Efeito da Covid deverá ser decisivo na hora do voto. Descaso com o vírus influiu na derrota de Trump e ajuda a explicar tropeços dos candidatos de Bolsonaro.” 

°”Plano para controlar ONGs na Amazônia não tem cabimento. Em vez de limitar a atuação de organizações na região, governo deveria tratar de preservar a floresta” 

_*ESTADÃO*_

°”O voto e suas consequências. Sendo um direito, o voto é também responsabilidade. Não há forças ocultas. Não há geração espontânea. Há o voto e suas consequências.”

°”A crise se aprofunda no Peru. Muitas características da crise política de lá têm estreita semelhança com a crise no Brasil.” 

°”Recuperação desigual. Retomada mais lenta do setor de serviços atrasa a recuperação dos empregos.” 

°”Retomada lenta e dúvidas quanto à volta do emprego. Pesquisa da FGV revela que ainda falta muito para que se retorne à situação anterior à da pandemia de covid-19″ 

_*VALOR ECONÔMICO*_

°“Eleição definirá disputa de forças no campo conservador. Eleições indicarão indiretamente as forças com que poderá contar para a reeleição” 

_*CORREIO BRAZILIENSE*_

°“Para o bem do próprio Brasil. O pragmatismo precisa pautar as relações do Brasil com os Estados Unidos, sobretudo porque se desenha, claramente, a vitória do democrata Joe Biden.” 

📈 *Bolsa de Valores*

Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou a quinta-feira, 12, em baixa de -2,20%, a 102.507 pontos. O dólar terminou o dia em alta de 1,22%, a R$ 5,48.

Receba todas as novidades do Anexo6diretamente em seu email


    Inscreva-se
    Notifique-me de
    guest
    0 Comentários
    Inline Feedbacks
    View all comments