MANCHETES E EDITORIAIS DE 15.05.2024 

Movimentação no comando da Petrobras é o assunto dominante nas manchetes dos jornais da grande mídia impressa, nesta quarta-feira, 15. “Lula demite Prates; Magda Chambriard assumirá a Petrobras”, no Estadão. “Lula demite Prates e indica à Petrobras Magda Chambriard”, na Folha. “Petrobras: Lula demite Prates em vitória da ala intervencionista”, no O Globo.

Manchetes do dia:

“Lula demite Prates; Magda Chambriard assumirá a Petrobras. Indicada para estatal dirigiu ANP na gestão Dilma”. Manchete de capa do Estadão.

“Lula demite Prates e indica à Petrobras Magda Chambriard. Ex-chefe da estatal cita alegria de Silveira e Rui Costra com saída; substituta comandou ANP sob Dilma.” Manchete de capa da Folha.

“Petrobras: Lula demite Prates em vitória da ala intervencionista. Magda Chambriard, que dirigiu ANP durante governo Dilma Rousseff, foi indicada para a estatal.” Manchete de capa do O Globo.

Editoriais do dia:

“Documento de emissoras de rádio e TV traduz urgência de regular redes sociais. Desafio de conciliar liberdade de expressão e responsabilidade não é razão para Congresso procrastinar.” Editorial do O Globo.

“Medidas de prevenção são essenciais desde já. Das 27 capitais brasileiras, 15 não elaboraram Plano de Mudanças Climáticas, inclusive Porto Alegre.” Editorial do O Globo.

“Os mercadores do caos. Bolsonaristas andam espalhando desinformação porque a eles interessa minar a confiança entre os cidadãos.” Editorial do Estadão.

“Resistir ao populismo dá bons frutos. A responsabilidade fiscal é o único caminho para preservar e ampliar ganhos econômicos e sociais.” Editorial do Estadão.

“Eleitor cansado. Quase 4 entre 10 eleitores rejeitam candidatos apadrinhados por Lula ou Bolsonaro” Editorial do Estadão.

“É o BC que sustenta hoje a política econômica. Dado o descrédito do Orçamento petista, responsabilidade recai sobre o órgão, que em 2025 terá maioria indicada por Lula.” Editorial da Folha.

“Mundo deslocado. Cresce população sem moradia devido a guerras ou desastres como o do RS.” Editorial da Folha.

Bolsa de Valores

Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou a terça-feira, 14, em alta de 0,28%, a 128.515 pontos. O dólar caiu -0,41%, a R$ 5,13.

ARTIGOS RELACIONADOS
- Advertisment -
Cowmeia Coworking

MAIS POPULARES