MANCHETES E EDITORIAIS DE 12.04.2024 

Veto de Lula a trecho de lei que impede ‘saidinha’ de presos é o assunto predominante nas manchetes dos jornais da grande mídia impressa nesta sexta-feira, 12. “Lula se opõe a Congresso e libera saída de presos para ver família”, no Estadão. “Lula mantém ‘saidinha’ de presos em veto parcial de lei”, na Folha. “Lula veta trecho de lei que impede presos de sair para visitar a família”, no O Globo.

Manchetes do dia:

“Lula se opõe a Congresso e libera saída de presos para ver família. Oposição se articula para derrubar veto que beneficia detentos”. Manchete de capa do Estadão.

“Lula mantém ‘saidinha’ de presos em veto parcial de lei. Decisão, diz governo, garante direito a visitar família; Congresso dará palavra final.” Manchete de capa da Folha.

“Lula veta trecho de lei que impede presos de sair para visitar a família. Texto que restringe benefício da ‘saidinha’ foi aprovado pelo Congresso, que votará decisão do presidente.” Manchete de capa do O Globo.

Editoriais do dia:

“Recriação do seguro obrigatório reflete sanha arrecadatória do governo. Estado não precisa obrigar dono de veículo a contratar apólices contra acidentes — sempre sujeitas a fraudes.” Editorial do O Globo.

“Ao antecipar gastos, governo sabota sua credibilidade fiscal. Antes mesmo de novo arcabouço completar um ano, regras já são alteradas segundo a conveniência.” Editorial do O Globo.

“Presente de grego na conta de luz. Lula decide baixar preço da energia na marra, mas a conta da demagogia deve ficar salgada no futuro.” Editorial do Estadão.

“Abstenção indecente. Governo Lula favorece Rússia e Irã em votação do Conselho de Direitos Humanos da ONU.” Editorial do Estadão.

“Derrota dos liberticidas. No caso Brazão, Câmara reforça linha que divide legítimas críticas ao STF de ardis antidemocráticos.” Editorial do Estadão.

“Inflação nos EUA é má notícia para o Brasil. Projeção de juros americanos mais altos traz desafios para a economia aqui, em especial devido à alta do gasto público.” Editorial da Folha.

“Absurda farra salarial. PEC do Quinquênio desrespeita teto constitucional em prol de carreiras bem pagas.” Editorial da Folha.

Bolsa de Valores

Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou a quinta-feira, 11, em baixa de -0,51%, a 127.396 pontos. O dólar terminou o dia em alta de 0,28%, a R$ 5,09.

ARTIGOS RELACIONADOS
- Advertisment -
Cowmeia Coworking

MAIS POPULARES