MANCHETES E EDITORIAIS DE 10.03.2024

Economia é o tema geral das manchetes dos jornais da grande mídia impressa, neste domingo, 10. “Renda do trabalho registra maior alta desde o Plano Real”, diz a Folha. “Estados gastam R$ 52 bi em órgãos ligados à Justiça, a maior parte em salário”, revela o Estadão. “Corrida global por energia limpa turbina indústria de etanol no país”, destaca O Globo.

Manchetes do dia:

“Renda do trabalho registra maior alta desde o Plano Real. Crescimento foi de 11,7% em 2023, atrelado à expansão de gastos públicos pelo governo federal.” Manchete de capa da Folha.

“Estados gastam R$ 52 bi em órgãos ligados à Justiça, a maior parte em salário. Custo supera investimento em áreas-chave; gestões citam autonomia do Judiciário”. Manchete de capa do Estadão.

“Corrida global por energia limpa turbina indústria de etanol no país. Produção triplicará com aposta em veículos híbridos, combustível de aviação e hidrogênio..” Manchete de capa do O Globo.

Editoriais do dia:

“Crimes contra mulher exigem julgamento célere. Enquanto feminicídios estão em alta, condenações por estupro e assédio sexual demoram anos.” Editorial do O Globo.

“Veto a romance premiado revela moralismo contra arte que incomoda. Em vez de barrar ‘O avesso da pele’ nas escolas, autoridades deveriam cuidar da qualidade do ensino.” Editorial do O Globo.

“Pesquisas refletem a mediocridade de Lula. Embora o Brasil colecione números razoáveis na economia, cresce a sensação de que o governo entrega pouco.” Editorial do Estadão.

“Quem manda nas prisões. Mais de 70 facções atuam nas prisões País afora. Só falta o Estado entregar as chaves aos prisioneiros.” Editorial do Estadão.

“Austeridade fiscal de mentirinha. Superávit de janeiro posterga discussão sobre meta fiscal cada vez menos viável.” Editorial do Estadão.

“Reeleição no Executivo deveria ser mantida. Instituto dá ao eleitor uma ferramenta para responsabilizar os governantes; democracias se beneficiam da estabilidade das regras políticas.” Editorial da Folha.

“Petrobras mais incerta. Mudança na política de dividendos é mais um sinal de ingerência na gestão da empresa.” Editorial da Folha.

Bolsa de Valores

Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) não opera nos finais de semana.

 

ARTIGOS RELACIONADOS
- Advertisment -
Cowmeia Coworking

MAIS POPULARES