MANCHETES E EDITORIAIS DE 27.02.2024 

Decisão do ministro André Mendonça, reabrindo negociações sobre acordos de leniência da Lava Jato, vira manchete no Estadão e no O Globo. A Folha destaca a superação dos casos de dengue, em São Paulo, em comparação com ano passado.

Manchetes do dia:

“Mendonça reabre negociação de acordos de leniência da Lava Jato, sem ‘revisionismo’. Em audiência de conciliação, ministro do STF dá 60 dias para que empresas e órgãos públicos cheguem a consenso sobre pactos”. Manchete de capa do Estadão.

“Mendonça autoriza empresas a renegociar acordos da Lava-Jato. Multas das companhias na mira da operação ficam suspensas por 60 dias.” Manchete de capa do O Globo.

“Casos de dengue em São Paulo já passam 2023. Houve 16.001 registros na capital até o dia 21, ante 14.398 em todo o ano passado; uma morte foi confirmada.” Manchete de capa da Folha.

Editoriais do dia:

“Usar multidão contra a Justiça mostra que Bolsonaro não muda. Não é tolerável numa democracia que ex-presidente use sua força política para atacar investigação sobre golpe.” Editorial do O Globo.

“Tragédia ianomâmi persiste apesar das promessas feitas por Lula. Situação na reserva indígena continua dramática, e mortes em 2023 aumentaram 6%.” Editorial do O Globo.

“Começou o pós-Bolsonaro. Ato em SP evidenciou contraste entre objetivos de Bolsonaro e os de quem pretende herdar seu espólio.” Editorial do Estadão.

“O impacto da inteligência artificial no trabalho. Estudo do FMI conclui que, ao afetar empregos no mundo, IA aumentará o fosso entre ricos e pobres.” Editorial do Estadão.

“Lula precisa se desculpar. Presidente deve esse gesto aos judeus e aos humanistas ofendidos por suas declarações.” Editorial do Estadão.

“Ato político não deve intimidar investigação. Bolsonaro comprova popularidade na Paulista, o que não é obstáculo para apuração criteriosa de suposta tratativa golpista.” Editorial da Folha.

“Sete Brasil naufraga. Pedido de falência alerta para iniciativas do PT nos setores naval e petrolífero.” Editorial da Folha.

Bolsa de Valores

Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou a segunda-feira, 26, em alta de 0,15%, a 129.609 pontos. O dólar terminou o dia em queda de -0,24%, a R$ 4,98.

ARTIGOS RELACIONADOS
- Advertisment -
Cowmeia Coworking

MAIS POPULARES