MANCHETES E EDITORIAIS DE 20.01.2024 

Homicídios crescem no Rio, mas letalidade policial tem queda, diz O Globo. Pacheco pressiona por desoneração e governo tenta ganhar tempo, relata o Estadão. Plano de Lula para indústria reedita medidas criticadas, afirma a Folha.

Manchetes do dia:

“Homicídios crescem no Rio, mas letalidade policial tem queda. Analistas divergem sobre causas para redução de 35% das vítimas de confronto com a polícia.” Manchete de capa do O Globo.

“Pacheco pressiona por desoneração; governo tenta ganhar tempo. Senador disse haver ‘compromisso’ de retirar MP.” Manchete de capa do Estadão.

“Plano de Lula para indústria reedita medidas criticadas. Proposta prevê subsídios, linhas de crédito e exigência de conteúdo local.” Manchete de capa da Folha.

Editoriais do dia:

“Lula demonstra que PT não aprendeu com seus erros. Aporte bilionário na Refinaria Abreu e Lima revela crença na fábula do investimento estatal salvador.” Editorial do O Globo.

“Nova lei torna mais eficaz combate ao bullying dentro e fora da internet. Endurecimento de penas é essencial para coibir prática, mas ainda falta responsabilizar plataformas digitais.” Editorial do O Globo.

“A história oficial. Construção do Museu da Democracia reafirma vício do governo Lula em pensar história segundo noção particular.” Editorial do Estadão.

“O conselho do TCU ao governo. Análise da corte de contas expõe fragilidades do Orçamento e aponta inconsistências estruturais do arcabouço fiscal.” Editorial do Estadão.

“Bola cantada. Haddad não pode se dizer surpreso nem decepcionado com a rejeição do Congresso à reoneração.” Editorial do Estadão.

“Imposto de volta. Cashback previsto na reforma tributária substitui com vantagem a desoneração da cesta básica.” Editorial da Folha.

“Desmistificar o átomo. Mudança climática exige debate sensato e baseado em evidências sobre a produção de energia nuclear.” Editorial da Folha.

Bolsa de Valores

Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou a sexta-feira, 19, em alta de 0,25%, a 127.636 pontos. O dólar terminou o dia em queda de -0,12%, a R$ 4,93.

ARTIGOS RELACIONADOS
- Advertisment -
Cowmeia Coworking

MAIS POPULARES