MANCHETES E EDITORIAIS DE 16.01.2024

MANCHETES E EDITORIAIS DE 16.01.2024

Chuvas no Rio são impactadas por obras atrasadas ou suspensas, diz O Globo. TCE vê irregularidades em 88% das cidades paulistas, revela o Estadão. Licitações da Codevasf abrem caminho para envio de verbas a redutos eleitorais, destaca a Folha.

Manchetes do dia:

“Obras atrasadas ou suspensas ampliam impacto das chuvas no Rio. Projetos para prevenir inundações em rios que transbordam no domingo funcionam aquém do previsto ou não saíram do papel.” Manchete de capa do O Globo.

“TCE vê indício de irregularidade em 88% das cidades paulistas. Avisos foram dados às prefeituras de 567 de 644 municípios.” Manchete de capa do Estadão.

“Estatal das emendas sob Lula beira o auge de Bolsonaro. Licitações da Codevasf abrem caminho para envio de verbas a redutos eleitorais.” Manchete de capa da Folha.

Editoriais do dia:

“Polícia e Exército não são solução duradoura para reserva ianomâmi. Embora necessário, envio de tropas não exime poder público de criar alternativas ao garimpo ilegal.” Editorial do O Globo.

“Chuvas são inevitáveis; mortes, não. Governo deve adotar planos eficazes de contingência e políticas de moradia que evitem áreas de risco.” Editorial do O Globo.

“Eis a conta do populismo tributário. Estados começam a aumentar alíquota padrão de ICMS sobre bens e serviços para compensar perdas.” Editorial do Estadão.

“Filantropia além dos números. Solidariedade com os mais vulneráveis deve ser incentivada como traço distintivo de uma grande nação.” Editorial do Estadão.

“Uma cômoda dependência. Exportações para a China superam R$ 100 bi; baixa diversificação demanda mais ousadia.” Editorial do Estadão.

“Toffoli abre a porteira. Decisões do STF que anulam ações anticorrupção deveriam ser colegiadas, não monocráticas.” Editorial da Folha.

“O não de Taiwan. Opositor de Pequim será presidente, mas urnas revelam mensagem ambígua na ilha autônoma.” Editorial da Folha.

Bolsa de Valores

Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou a segunda-feira, 15, em alta de 0,41%, a 131.521 pontos. O dólar terminou o dia em alta de 0,21%, a R$ 4,87.

ARTIGOS RELACIONADOS
- Advertisment -
Cowmeia Coworking

MAIS POPULARES