MANCHETES E EDITORIAIS DE 22.12.2023

Orçamento, política urbana e finanças são os destaques das manchetes dos jornais da grande mídia impressa desta sexta-feira, 22. No Congresso Nacional, comissão do orçamento aprova texto da Lei Orçamentária com ampliação de emendas parlamentares e redução de verbas para o PAC, e o texto vai a votação no plenário, hoje. É o que conta O Globo. Folha e Estadão dedicam suas manchetes a questão local que diz respeito ao novo código de postura na capital paulista, aprovado pela Câmara local, e que vai permitir a construção de prédios mais altos em SP e de habitações em áreas de proteção ambiental. Já o Valor Econômico informa que falta de IPO e juros altos derrubam receita dos bancos de investimento.

Manchetes do dia:

“Comissão aprova Orçamento que amplia emendas e fundão e reduz PAC. Congresso aumenta sua influência na execução de verbas federais em texto que vai a plenário hoje.” Manchete de capa do O Globo.

“Câmara aprova zoneamento e libera prédios mais altos em SP. Mudanças de última hora tiram poder de órgão do patrimônio.” Manchete de capa do Estadão.

“Novo zoneamento de SP vai permitir prédios mais altos. Vereadores aprovam projeto que libera habitação em áreas de proteção ambiental” Manchete de capa da Folha.

“Falta de IPO e juros altos derrubam receita dos bancos de investimento. Recuo é de 27% ante 2022; para 2024, cenário é favorável, com aposta em juros menores nos EUA e no Brasil.” Manchete de capa do Valor Econômico.

Editoriais do dia:

“Mudar projeto atrasará o mercado de carbono no Brasil. Texto do Senado não é o ideal, mas aprová-lo com rapidez será melhor que tentar corrigir as imperfeições.” Editorial do O Globo.

“Bênção a gays e divorciados reforça humanização do papado de Francisco. Com decisão histórica, pontífice tenta modernizar visão da Igreja sobre a sociedade contemporânea.” Editorial do O Globo.

“É assim que o STF quer ser respeitado? Decisão de Toffoli é a antítese do que deve ser o exercício da magistratura. E fulmina a autoridade do STF.” Editorial do Estadão.

“Mais dívidas para Estados e municípios. Política de estímulo ao endividamento dos entes federativos já expôs a União a riscos nada triviais.” Editorial do Estadão.

“Argentina pelo avesso. Ao mudar a economia do país numa canetada, Javier Milei mostra a que veio.” Editorial do Estadão.

“Mais desgaste no STF. Suspensão de multa e aval a benesses de juízes distanciam tribunal da sociedade.” Editorial da Folha.

“Ensino adiado. Hesitações e divergências atrasam reforma do nível médio, o que prejudica alunos.” Editorial da Folha.

Bolsa de Valores

Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou a quinta-feira, 21, em alta de 1,05% 132.182 pontos. O dólar terminou o dia em queda de -0,53%, a R$ 4,89.

ARTIGOS RELACIONADOS
- Advertisment -
Cowmeia Coworking

MAIS POPULARES