MANCHETES E EDITORIAIS DE 21.12.2023 

O tema com maior destaque é o da promulgação do novo regime de impostos do Brasil, após mais de três décadas, que levará à simplificação de impostos no Brasil. A matéria é manchete do O Globo e da Folha. Toffoli revê mais um acordo da Lava Jato e suspende multa de R$ 10,3 bilhões imposta à J&F, relata o Estadão. Empresas vivem fase final de forte redução do endividamento em 2023, pontua o Valor Econômico.

Manchetes do dia:

“Congresso promulga novo regime de impostos do país. Governo e parlamento agora priorizam regulamentar o sistema.” Manchete de capa do O Globo.

“Toffoli revê mais um acordo da Lava Jato e suspende multa de R$ 10,3 bilhões imposta à J&F. Ministro do STF barra punição imposta ao grupo, que pediu a suspensão do acordo com a alegação de suposto uso de provas ilícitas.” Manchete de capa do Estadão.

“Congresso promulga reforma tributária. Após mais de três décadas de debate, país adota sistema que simplifica taxação do consumo; transição levará 10 anos.” Manchete de capa da Folha.

“Empresas vivem fase final de forte redução do endividamento em 2023. Juros elevados e crise da Americanas e da Light contribuíram para o ciclo; desde fim de 2020, crédito bancário a companhias caiu de 23,4% para 20,6% do PIB.” Manchete de capa do Valor Econômico.

Editoriais do dia:

“Recuperar grau de investimento é uma meta tangível. Para isso, será imprescindível manter as políticas fiscais de Haddad sem recair em desvios de rota populistas.” Editorial do O Globo.

“Justiça do Rio acerta ao permitir apreensão de menores sem flagrante. Quando se cobra da polícia prevenção do crime, não se podem cercear as ações necessárias a isso.” Editorial do O Globo.

“O distante grau de investimento. Enquanto houver rombo estrutural no Orçamento, não retomaremos o grau de investimento.” Editorial do Estadão.

“O novíssimo Ensino Médio atrasou. Articulação do MEC falha e País deixa para 2024 o que deveria ter sido prioridade da área em 2023.” Editorial do Estadão.

“‘Celular Seguro’ é primeiro passo. Iniciativa de ajudar quem teve o celular roubado é boa, mas prova fracasso na prevenção.” Editorial do Estadão.

“Muito pela frente. Alta na nota de crédito é positiva; investimento requer menos gasto e mais PIB.” Editorial da Folha.

“Amazônia violenta. União do tráfico com garimpo e segurança precária elevam taxa de crime na região.” Editorial da Folha.

Bolsa de Valores

Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou a quarta-feira, 19, em queda de -0,79%, a 130.804 pontos. O dólar terminou o dia em alta de 1,05%, a R$ 4,91.

ARTIGOS RELACIONADOS
- Advertisment -
Cowmeia Coworking

MAIS POPULARES