MANCHETES E EDITORIAIS DE 05.12.2023

São variados os assuntos em evidência nas manchetes dos jornais da grande mídia impressa nesta terça-feira, 5. O Globo reporta alta nos pedidos de recuperação judicial. O Estadão destaca violência nas cidades do Litoral de São Paulo. A Folha conta o interesse do governo de São Paulo em convencer demais estados a uma renegociação de dívidas.

Manchetes do dia:

“Alta de pedidos de recuperação judicial cria ‘mercado da crise’ no país. Nova legislação e colapso de grandes empresas aquecem filão das gestoras.” Manchete de capa do O Globo.

“Litoral concentra lista de localidades mais violentas de São Paulo. Levantamento reúne casos de roubos, homicídios e estupros em cidades com mais de 50 mil habitantes.” Manchete de capa do Estadão.

“SP busca aval de estados a renegociação de dívidas. Governo Tarcísio espera convênio para cobrança de ICMS atrasado; no geral, estima arrecadar R$ 4,4 bilhões.” Manchete de capa da Folha.

Editoriais do dia:

“Segurança dos moradores é prioridade no afundamento de solo em Maceió. Braskem, Defesa Civil e governos devem adotar total transparência e seguir protocolos de redução de danos.” Editorial do O Globo.

“Acordo entre Mercosul e UE continua vivo. Apesar das dificuldades entre Lula e Macron, conversas estão mais avançadas do que há poucos meses.” Editorial do O Globo.

“A deturpação das emendas parlamentares. É preciso saber a que serve e a quem interessa manter modelo atual para estabelecer um novo sistema.” Editorial do Estadão.

“Vestibular para militante. Ao exigir que vestibulandos só leiam autoras mulheres, Fuvest amesquinha exame.” Editorial do Estadão.

“A ameaça venezuelana. Lula deveria usar sua proximidade com Nicolás Maduro para convencê-lo a não agredir a Guiana.” Editorial do Estadão.

“Tudo no Orçamento. Sejam precatórios ou verbas para ensino, custos de políticas precisam ser claros.” Editorial da Folha.

“Colômbia insegura. Escalada de sequestros desafia política de paz total do governo de esquerda.” Editorial da Folha.

Bolsa de Valores

Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou a segunda-feira, 04, em queda de -1,08%, a 126.803 pontos. O dólar terminou o dia em alta de 1,39%, a R$ 4,95.

ARTIGOS RELACIONADOS
- Advertisment -
Cowmeia Coworking

MAIS POPULARES