MANCHETES E EDITORIAIS DE 29.11.2023

Enquanto escolas prometem subir mensalidade escolar acima da inflação, com possível reajuste de 15%, o presidente Lula cria fundo de R$ 20 bi para manter aluno pobre na escola, por meio de bolsas para estudantes não abandonarem as aulas no ensino médio. É o que dizem O Globo e Folha, respectivamente. No Estadão, a pinimba entre a Petrobras e a reestatizada refinaria da empresa no Ceará.

Manchetes do dia:

“Mensalidade escolar vai subir acima da inflação em 2024. Escolas do Rio e SP já comunicaram aos pais reajustes de até 15%.” Manchete de capa do O Globo.

“Lula cria fundo de R$ 20 bi para manter aluno pobre na escola. Plano do governo é pagar, a partir de 2024, bolsas para estudantes não abandonarem as aulas no ensino médio.” Manchete de capa da Folha.

“Petrobras vende, não entrega e reestatiza refinaria no Ceará. Estatal diz que contrato não foi cumprido; compradora vai à Justiça.” Manchete de capa do Estadão.

Editoriais do dia:

“Conferência do clima promete pouco avanço. O progresso que houver, ainda que necessário, será insuficiente sem limites aos combustíveis fósseis.” Editorial do O Globo.

“Inclusão de nova vacina no SUS ajudaria no combate à dengue. Custo alto poderia ser contornado dando prioridade à vacinação de grupos e áreas mais vulneráveis.” Editorial do O Globo.

“Contra o contribuinte. Governadores usam reforma tributária erroneamente como pretexto para elevar ICMS.” Editorial do Estadão.

“Uma greve perversa. Greve no metrô usa sofrimento dos trabalhadores paulistanos apenas para alimentar uma pauta política.” Editorial do Estadão.

“A solução menos ruim. Nestes tempos, fim do calote de precatórios e recusa à contabilidade criativa são para comemorar.” Editorial do Estadão.

“Contra o contribuinte. Governadores usam reforma tributária erroneamente como pretexto para elevar ICMS.” Editorial da Folha.

“Males do estatismo. Paralisação política em SP contra privatização expõe distorções do setor público.” Editorial da Folha.

Bolsa de Valores

Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou a terça-feira, 28, em alta de 0,64%, a 126.538 pontos. O dólar terminou o dia em queda de -0,57%, a R$ 4,87.

ARTIGOS RELACIONADOS
- Advertisment -
Cowmeia Coworking

MAIS POPULARES