Ex-bombeiro é preso em operação que investiga a morte de Marielle e Anderson

Foram cumpridos sete mandados de busca e apreensão.

2
728

A Polícia Federal (PF) e o Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ), apreenderam na manhã desta segunda-feira (24/7), o ex-bombeiro Maxwell Simões Corrêa, o Suel, na operação Élpis.

Esta é a primeira fase da investigação que apura os assassinatos da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes, além da tentativa de homicídio da assessora Fernanda Chaves.

Conforme a Polícia Federal, foram cumpridos um mandado de prisão preventiva e sete mandados de busca e apreensão, no Rio e na região metropolitana.

Na entrevista coletiva no Ministério da Justiça, Andrei Rodrigues, diretor-geral da Polícia Federal, afirmou que Maxwell Corrêa atuava na “vigilância” e no “acompanhamento” de Marielle Franco, assassinada no dia 14 de março de 2018, na região central do Rio de Janeiro.

No dia de 10 de junho de 2020, o ex-bombeiro foi preso na operação Submersos II. Em 2021, Suel foi condenado a quatro anos de prisão por atrapalhar as investigações, mas cumpria regime aberto.

Segundo o Ministério Público, Suel emprestou o carro utilizado para ocultar um arsenal de asmas de Ronnie Lessa, acusado de ser o executor da vereadora.

2 COMENTÁRIOS

  1. Wow, awesome blog format! How lengthy have you been running
    a blog for? you make blogging look easy. The overall glance of your website is fantastic, let alone the
    content! You can see similar here najlepszy sklep

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui