Ao vivo: Câmara começa analisar projeto do Carf que beneficia governo

A Proposta é prioridade para a equipe econômica do governo.

0
523

Após conclusão de uma extensa votação da reforma tributária, a Câmara dos Deputados iniciou nesta sexta-feira (7/7), a apreciação do projeto que estabelece julgamentos favoráveis ao governo no caso de empates em demandas apresentadas ao Conselho de Administração de Recursos Fiscais (Carf).

O CARF é um órgão colegiado, formado por representantes do Estado e da sociedade, com atribuição de julgar em segunda instância administrativa, os litígios em matéria tributária e aduaneira.   Compete também ao CARF a uniformização da jurisprudência do órgão, mediante recurso especial das partes, quando ocorrer divergência de entendimento entre os colegiados de julgamento.

O substitutivo preliminar do relator, deputado Beto Pereira (PSDB-MS), incorpora parcialmente acordo realizado entre o governo federal e a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) sobre o tema, como a redução de multas e juros para o pagamento de dívidas em ações julgadas pelo Carf com desempate a favor da União. As mudanças nas regras são uma parte central do pacote da área econômica.

Esse acordo foi firmado após a OAB entrar com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) no Supremo Tribunal Federal (STF) contra a Medida Provisória 1160/23, que tratava do voto de desempate. A MP perdeu a vigência sem ser votada.

Assim, se o voto de desempate ocorrer, serão excluídas as multas de ofício; e o Fisco não representará o contribuinte ao Ministério Público por crime tributário.
Essa exclusão valerá para os casos já julgados pelo Carf e ainda pendentes de análise de mérito pelo Tribunal Regional Federal competente na data da publicação da futura lei.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui