Além da China, países árabes também suspendem embargo à carne brasileira

Arábia Saudita, Jordânia, Malásia e Palestina anunciaram a suspensão do embargo à carne bovina do Brasil, após um caso de “mal da vaca louca” ter sido registrado no estado do Pará em fevereiro. A decisão ocoreu dias antes de a China também suspender o embargo e retomar as compras de carne bovina dos frigoríficos brasileiros na quinta-feira (dia 23). A informação é do jornal Valor Econômico.

O caso de “mal da vaca louca”, uma doença neurodegenerativa que afeta o gado, resultou em embargos temporários por parte de diversos países, incluindo a China, que havia suspendido as importações de carne bovina brasileira como medida de precaução. No total, 10 países aplicaram embargos devido ao caso registrado no Pará.

A retomada das exportações para esses importantes parceiros comerciais representa um alívio para o setor pecuário brasileiro, que enfrentou dificuldades com a interrupção das vendas para alguns dos principais mercados consumidores de carne bovina. A suspensão dos embargos indica que as autoridades desses países consideraram as medidas tomadas pelo Brasil como suficientes para garantir a segurança e a qualidade do produto.

O Brasil é um dos maiores exportadores de carne bovina do mundo, e a retomada das exportações para esses países pode ajudar a impulsionar a economia e fortalecer a posição do país no mercado global de carne. A suspensão dos embargos também reforça a confiança dos consumidores e parceiros comerciais na qualidade e segurança dos produtos brasileiros.

ARTIGOS RELACIONADOS
- Advertisment -
Cowmeia Coworking

MAIS POPULARES