Reforma tributária: a dificuldade do consenso

Sergio1

Sérgio Botêlho – Dificuldade de consenso é convicção geral entre os envolvidos, conforme expressa o próprio relator, Aguinaldo Ribeiro.  Contudo, é preciso tentar, e escancarar o debate, pois a reforma é de grande importância para o país

O deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), relator da proposta de reforma tributária na Câmara, vem expressando preocupação com a dificuldade de se alcançar um consenso em torno da proposta. Ele tem suas razões, O agronegócio já revelou insatisfação com a ideia de unificação de tributos. O setor industrial certamente também mostrará suas dúvidas, assim como o setor de serviços.

Além disso, cada região do país terá seus próprios problemas e suas propostas particulares. Governo e oposição também devem apresentar divergências em relação à reforma. A opinião geral é a de que o resultado desse debate todo será uma reforma mínima, que não atende à necessidade de uma mudança ampla no processo de arrecadação de tributos, no país.

Não obstante, embora todos saibam que a reforma tributária não é uma solução mágica para os problemas econômicos do país, ela é necessária e urgente. Portanto, precisa ser tratada de forma apropriada para que seja bem sucedida. Em primeiro lugar, é necessário ter um debate aberto, transparente e democrático, para que todos os setores interessados possam participar ativamente do processo.

Equilíbrio

Além disso, é necessário ter em mente que a reforma tributária precisa ser equilibrada. Todos devem considerar os impactos que a reforma terá nas empresas, na economia e na sociedade em geral.

Durante o processo, é indispensável que a população participa mais efetivamente do debate. Dessa forma, a mais ampla divulgação das propostas e de suas nuances precisam chegar ao povo que é o maior destinatário da reforma.

Afinal de conas, se a reforma tributária traz consigo uma série de desafios para os legisladores, o mesmo é verdade com respeito à população. É importante que os interessados estejam atentos às discussões e que possam contribuir com os debates, para que seja possível alcançar um consenso sobre a reforma.

Anseio histórico

A reforma tributária é um desejo de décadas, no Brasil. Desde a Constituição de 1988, a necessidade de uma reforma do sistema tributário é reconhecida. No entanto, as mudanças necessárias para tornar o sistema mais justo e eficiente nunca foram implementadas.

Esse cenário tem se mantido por muitos anos, pois as mudanças são complexas e exigem que todos os setores interessados concordem com uma reforma. Por essa razão, o debate sobre a reforma tributária tem sido palco de acaloradas discussões entre os interessados.

A reforma é vista como uma solução para alguns problemas econômicos e sociais, como a elevada carga tributária e a desigualdade social. Ela também é vista como uma forma de melhorar a arrecadação de tributos e simplificar o sistema, tornando-o mais justo e eficaz.

É necessário levar em consideração os benefícios e o impacto da reforma tributária para toda a sociedade. Por isso, é preciso tentar. A reforma deve ser tratada de forma apropriada e com o devido cuidado, para que seja possível alcançar algum resultado positivo para o país.

Compartilhe este artigo:

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Zoom-+=