Ibaneis Rocha toma posse para segundo mandato

Governo do DF

Em cerimônia na Câmara Legislativa, o governador reafirmou o compromisso de melhorar a qualidade de vida da população do DF nos próximos quatro anos

Reeleito em primeiro turno nas eleições de 2022, o governador Ibaneis Rocha tomou posse, na manhã deste domingo (1º), em solenidade no auditório da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF). O líder do Poder Executivo foi empossado com a vice-governadora Celina Leão. Na ocasião, o governante reiterou o compromisso de melhorar a qualidade de vida da população do Distrito Federal.

Ibaneis Rocha chegou à CLDF acompanhado da primeira-dama Mayara Noronha Rocha e do filho Mateus após ter iniciado a manhã em uma missa em ação de graças no Santuário São João Bosco. Antes da solenidade da própria posse, participou da cerimônia que empossou os 24 deputados distritais da nona legislatura, no Plenário da Câmara.

Por volta das 11h, teve início a cerimônia com a execução dos hinos Nacional e de Brasília entoados pela banda da Polícia Militar do Distrito Federal. O deputado distrital Robério Negreiros fez o pronunciamento inicial, enquanto o deputado distrital Iolando leu os termos de posse do governador e da vice-governadora. Em seguida, Ibaneis e Celina fizeram o juramento de cumprir a Constituição Federal e a Lei Orgânica, trabalhando pela justiça social e o progresso do Distrito Federal.

Em sua primeira fala no novo mandato, Ibaneis Rocha se disse muito emocionado, dispensou o discurso escrito e agradeceu a Deus, aos familiares, à população do DF e aos homens e às mulheres que participaram do governo nos últimos quatro anos. Além disso, reafirmou à sociedade brasiliense a disposição de melhorar ainda mais os serviços públicos.

“Nosso compromisso lavrado hoje é de trabalho, honestidade e respeito pela população da nossa cidade”, destacou o governador empossado. “Temos que melhorar a saúde, a segurança, gerar emprego e renda e desenvolvimento. Gerar cada vez mais educação de qualidade. Nós precisamos atuar em diversas áreas, em especial, para cuidar dos que mais precisam, ampliando nossos programas sociais e melhorando a rede de atendimento”, acrescentou.

Desafios

O governador também lembrou que os quatro primeiros anos foram muito difíceis e desafiadores devido à pandemia da covid-19. “Mesmo com todos esses problemas que tivemos, conseguimos com que o Distrito Federal voltasse a crescer, a se desenvolver e a sonhar. Com grandes obras, muito desenvolvimento, muito crescimento e muito apoio às famílias na área social. Criamos diversos programas na nossa cidade e temos que avançar cada vez mais”, detalhou.

O líder do Poder Executivo afirmou saber que a capital federal ainda tem muitas disparidades sociais que o GDF pretende enfrentar nesta nova gestão com uma equipe preparada. “Os desafios são enormes, mas a vontade de fazer o DF prosperar e ver as famílias saírem da situação de miséria e de dificuldade é muito grande. Reunimos uma grande equipe de homens e mulheres que estão dispostos ao trabalho”, revelou.

Ibaneis Rocha também reforçou a necessidade de a sociedade se unir, deixando de lado diferenças políticas para que a capital federal e todo o país possam enfrentar os problemas e crescer, respeitando a democracia. “Precisamos de paz e harmonia para enfrentar os reais problemas dessa sociedade: de miséria, desigualdade racial, desigualdade de gênero. Nós precisamos lutar para pacificar essa sociedade. O Brasil não aguenta mais guerras”, definiu.

Ao final, o governador ainda agradeceu o trabalho e a parceria do vice-governador Paco Britto, que assume neste domingo a Secretaria de Assunto Internacionais. Ibaneis Rocha destacou também o compromisso assumido com Celina Leão para melhorar a vida da população do DF nos próximos quatro anos. “Lutando por mais saúde, educação de qualidade, segurança e tudo aquilo que a população espera.”

Após o fim da cerimônia na sede do Legislativo local, o governador e a vice-governadora seguiram para o Centro de Convenções Ulysses Guimarães para o rito de “recebimento” da faixa governamental, em que o governador deve entrar com o adereço, e para oficializar os 29 secretários de Estado que vão compor o novo mandato.

Com informações da Agência Brasília

Compartilhe este artigo:

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Zoom-+=